Trazodona: Bula, Indicações, Efeitos Colaterais e Como Usar

Saiba Tudo Sobre o Trazodona, Um Medicamento Específico Que Deve Ter a Prescrição do Médico. Confira Todas as Informações e Modos de Uso!

O Trazodona é uma medicação indicada, portanto, para tratar a depressão mental acompanhada ou não de crises de ansiedade, dores neurogênicas e demais dores de teor crônico para tratar a depressão maior.


Trazodona: Quais as Indicações?

Este medicamento é uma substância antidepressiva com princípio ativo denominado de Trazodona. A substâncias altera a concentração de dois elementos de caráter natural que, portanto, existem na região cerebral:

É capaz de promover a melhor dos sinais com associação à depressão.

Apresentações do Trazodona

Trazodona

  • Drágeas revestidas de 50mg a 100mg;
  • Embalagem revestida de 50mg a 100mg;
  • Caixa composta por 10 a 200 drágeas revestidas.

Embalagem hospitalar. Utilização oral e adulta.

Efeitos Colaterais do Trazodona

A postura e pensamento suicida tiverem relato, portanto, ao longo do tratamento com o medicamento ou posteriormente ao tratamento interrompido. Em fase inicial ao tratamento, o indivíduo pode acabar sentindo os seguintes sintomas mais comuns:

  • sono;
  • tontura;
  • náusea;
  • secura da boca;
  • gosto desagradável.

De modo geral, estas reações somem com a utilização contínua do remédio. Os sinais mencionados abaixo, com relato comum em situações de depressão sem tratamento, também houve registro em indivíduos que recebem tratamento com a medicação.

Em seguida, portanto, a listagem das possibilidades dos efeitos adversos, por ordem da frequência, podem surgir com a utilização do remédio.

  • dor de cabeça;
  • sedação;
  • cansaço;
  • tontura;
  • náusea;
  • xerostomia;
  • agitação;
  • edemas;
  • confusão;
  • redução da memória;
  • desorientação;
  • enxaqueca;
  • fibrilação atrial;
  • taquicardia;
  • parada cardíaca;
  • bloqueio de condução;
  • dores torácicas;
  • insuficiência congestiva do coração.

Contraindicações do Trazodona

O medicamento tem contraindicação em indivíduos que apresentam a hipersensibilidade ao medicamento ou quaisquer compostos da medicação.

Há a contraindicação para utilização do remédio de forma concomitante ou em período de duas semanas descontinuadas para tratamento dos remédios que inibem a enzima MAO.

Tem contraindicação, também, portanto, a utilização do remédio em indivíduos que recebem a substâncias antibiótica linezolida.

O remédio não tem recomendação para indivíduos em etapa de recuperação de um possível infarto.

As substâncias antidepressivas podem, portanto, reduzir a capacidade física ou mental de exigência para desempenhar atividades que se potencializem perigosas, bem como a direção de automóveis ou operação de máquina.

Interação por Medicamentos

É preciso evitar  o consumo do remédio de forma concomitante aos elementos terapêuticos por eletrochoques a partir da falta de pesquisa clínica neste setor.


Existem relatos de incidência da elevação ou redução do tempo da protrombina em indivíduos que estejam tratando a condição específica com Trazodona e Varfarina.

A substância na dosagem de 175mg por dia não faz interferência com terapias anticoagulantes com substâncias cumarínicas, ainda que haja a moderação da ação de heparina.

A utilização concomitante em companhia do álcool ou demais depressores do SNC são capazes de provocar a depressão em excesso do SNC.

Usar de forma concomitante a substância anti-hipertensiva pode provocar hipotensão de teor grave.

Existem relatos de incidência da elevação da concentração de digoxina e da fenitoína na circulação dos indivíduos que atuam no recebimento do medicamento em conjunto destes elementos.

Houve descrição de uma situação em que houve a possibilidade de intoxicação digitálica com precipitação pelo remédio, em questão, em um indivíduo, paciente de geriatria. Portanto, a sugestão é muito cuidado nesta situação.

Os inibidores da MAO são passíveis do aumento das reações adversas de substâncias antidepressivas inibidoras da recaptação de serotonina.

É possível que a interação substância-substância entre o medicamento, em questão, e substrações indutoras ou inibidoras CYP3A4, reduzam a concentração da plasma, como as seguintes:

De outra forma, portanto, ao passo que o medicamento, portanto, seja um competidor enzimático em combate a demais substâncias como Terfenadina, pode interagir de forma clínica.

Como Usar o Trazodona?

É preciso dar início a dosagem baixa e promover o aumento gradual, dependendo da tolerância e respostas clínicas. A incidência do sono pode causar exigência na administração de dosagens maiores no período noturno que haja redução da dose.

O elemento, portanto, deve ser consumido posteriormente a uma alimentação ou lanche simples. Os sintomas são aliviados a partir de primeiros setes dias, com ação antidepressiva, evidenciando-se em período de duas semanas.

25 % dos indivíduos conseguem responder bem ao medicamento e necessitam de tempo maior que duas semanas do remédio administrado.

Durante o tratamento, o paciente não deve ingerir bebidas alcoólicas. A trazodona pode intensificar o efeito do álcool, barbitúricos e outros depressores do SNC.

Dose Comum a Faixa Etária Adulta

A sugestão é uma dosagem de início de 50 a 150mg por dia, 2x por dia ou com administração em dosagem única por período noturno.

A dosagem, portanto, pode ter um aumento de 50mg por dia a cada três ou quatro datas, caso haja a necessidade e tolerância.

A dosagem maior para indivíduos de ambulatórios não pode, portanto, passar de 400mg por dia, em dosagem distribuídas.

Para indivíduos em hospitais, é possível fazer a administração de até 600mg por dia em dosagem dividida. A dosagem maior que 800mg só pode ter uso em situação de maior gravidade.

Faixa Etária Idosa

A sugestão é, portanto, uma dosagem de início de 75mg por dia, através de via oral, e elevação gradativa de dosagem em pausas de três a quatro dias.

Manutenção

Desde que se obtenha uma resolução adequada do caso, é preciso fazer a redução de forma gradual da dosagem, com ajustes posteriores, a depender da resposta terapêutica.

A dosagem, portanto, ao longo das terapias de manutenção de caráter prolongado deve ter menor dosagem efetiva.

Ainda que não tenha existido nenhum tipo de análise sistemática da eficiência do medicamento, além de seis semanas, de modo geral, a indicação é tratar a condição com remédios e substâncias antidepressivas ao longo de muitos meses.



Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance de crianças e de animais domésticos para manter a segurança.

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.