Terbinafina: Bula, Indicações, Efeitos Colaterais, Como Usar

Confira Todas as Informações Sobre o Terbinafina, Um Medicamento Que Deve Ter Prescrição Médica. Conheça Também Os Efeitos Colaterais e Modos de Uso.

O Terbinafina é um remédio que trata fungos e infecções relativas a estes elementos. O medicamento apresenta propriedades que auxiliam no processo de manutenção da saúde da pele com fungos.


Confira todos os modos de utilizar a medicação prescrita pelo seu médico.

Terbinafina: Quais as Indicações?

Terbinafina

O remédio tem indicação para o tratamento das seguintes condições:

  • onicomicose – infecções fúngicas das unhas provocadas pelos elementos dermatófitos;
  • infecção fúngica da pele para tratar os fungos denominados como Tinea cruris, Tinea corporis, Tinea pedis;
  • infecção cutânea provocada pelas leveduras de Candida, ao passo que terapias orais seja consideradas apropriadas.

Ao oposto da versão tópica do medicamento, contudo, este não tem eficácia para tratar a pitiríase versicolor.

A medicação revela o cloridrato da substância mencionada, pertencente a classe medicamentosa denominada de agente antifúngico – atuando em combate de fungos.

O medicamento em versão de drágeas, portanto, é capaz de tratar infecção fúngica de unhas de pés e mãos, bem como virilhas e demais regiões do corpo. Trata a infecção por fungos presente na pele.

Ao passo que haja a administração via oral, o elemento alcança o local infeccioso em concentração forte para acabar com as substâncias fúngicas ou cessar o crescimento delas.

Apresentações do Terbinafina

  • Drágeas de 250mg;
  • Embalagem composta por 14 ou com 28 drágeas.

Utilização oral e adulta.

Efeitos Colaterais do Terbinafina

A partir de quaisquer medicamentos, determinados indivíduos que fazem uso deste em questão, em drágeas, podem dispor de reações adversas indesejadas, ainda que não acometam o organismo de todos os pacientes.

De forma rara, portanto, o remédio é capaz de provocar problemas hepáticos e de forma raríssima estes problemas são graves.

Os efeitos adversos também se reduzem de diversas maneiras com os elementos celulares do sangue ou demais reação de pele.

Além disso, podem surgir os seguintes sintomas:

  • inflamações de vasos de sangue;
  • inflamação pancreática;
  • necrose dos músculos;
  • náusea;
  • perda do apetite;
  • fadiga;
  • fraqueza;
  • problema do estômago.

Consulte, portanto, de forma imediata o seu especialista, em caso dos seguintes sintomas adversos:


  • urina mais escura que normalmente;
  • fezes claras;
  • febre;
  • calafrio;
  • dores de garganta;
  • fraqueza;
  • infecções em geral;
  • hematomas anormais;
  • dificuldades em respirar;
  • inchaços;
  • tontura;
  • rubor;
  • perda de consciência;
  • cólica abdominal;
  • dores nas articulações;
  • coceira;
  • manchas.

Dentre os sintomas adversos mais comuns, posteriormente a ingestão deste medicamento, podem apresentar-se os seguintes:

  • náusea;
  • dores de cabeça;
  • dor abdominal leve;
  • diarreia;
  • desconforto no estômago;
  • perda do apetite;
  • comichões;
  • dor muscular.

Contraindicações do Terbinafina

O medicamento é contraindicado em casos de hipersensibilidade ao elemento ativo ou demais componentes do remédio, bem como as seguintes situações:

  • problemas hepáticos;
  • problemas dos rins.

Em situação de quaisquer condições que se apliquem a isso, informar o médico antes de consumir o remédio.

Como Usar o Terbinafina?

As drágeas do medicamento, portanto, devem ter uso oralmente a partir da água. O tempo de tratamento tem variação conforme indicações, área afetada e teor de gravidade de infecções.

Ao fazer o consumo das drágeas em mesma hora, todos os dias, então, haverá o auxílio de se lembrar do medicamento para a ingestão, evitando possíveis esquecimentos.

O medicamento, portanto, pode ser consumido sem que você tenha se alimentado ou posteriormente a uma alimentação.

O importante é seguir de forma cautelosa todas as instruções do especialista. Não exceder a dosagem indicada.

Caso tenha a impressão de que a ação do remédio está intensa ou muito fraca, conversar com o especialista.

Adultos

A dosagem usual corresponde a drágea com 250mg, 1x por dia. O tempo do tratamento irá depender da categoria infecciosa, o teor de gravidade e que região do corpo teve prejuízos.

O médico conversará com você sobre quanto tempo, de fato, será preciso para consumir as drágeas.

Infecção Cutânea

  • Micose dos pés – entre duas a seis semanas;
  • Micose do corpo – entre duas a quatro semanas;
  • Candidíase cutânea – entre duas a quatro semanas;

É imprescindível, portanto, o consumo adequado das drágeas diariamente, continuando o consumo pelo período indicado pelo especialista.

Isso fará a segurança de que as infecções terão a cura na íntegra e a diminuição das chances de retomada do elemento, posteriormente ao cessar o consumo dos medicamentos.

Infecção de Unhas

Para grande parte dos indivíduos em tratamento, o tempo deste terá mais sucesso quando correspondente a seis até doze semanas.

Infecção de Unhas das Mãos

Em grande parte das situações, seis semanas de tratamento terão suficiência.

Infecção de Unhas dos pés

Em grande parte das situações, doze semanas de tratamento terão suficiência.


Indivíduos que apresentam um crescimento menor das unhas podem necessitar de tratamento mais duradouro. O médico fará a discussão disto como paciente.


Portanto, evitar a automedicação e consultar com um profissional da medicina é muito importante.

O medicamento que pode, então, ter sido excelente para o problema de saúde de alguns, pode não ter o mesmo resultado em relação ao seu organismo. Cuide da saúde!

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.