Tamisa – Bula, O Que é, Indicações e Contraindicações

Tamisa é um dos anticoncepcionais mais conhecidos no Brasil, sendo também recomendado para tratar outras condições que afetam as mulheres de forma específica.

Para conhecer todos os detalhes sobre esse fármaco produzido pelo laboratório Eurofarma, confira nosso artigo.


Indicações do Tamisa

Tamisa

Tamisa é indicado para evitar a gravidez, e dependendo das condições do organismo, também ajuda no equilíbrio de questões relacionadas aos hormônios femininos.

Como Esse Medicamento Age?

Tamisa, devido às pequenas concentrações na combinação de dois importantes hormônios femininos (estrogênio e progestógeno), esse anticoncepcional é classificado como um contraceptivo de baixa dose.

O estrogênio é fornecido por meio de uma substância chamada de etinilestradiol, enquanto que o progestógeno é oferecido por uma substância conhecida como gestodeno.

Dessa forma, devido à combinação e ação dos hormônios, além de evitar a gravidez, esse medicamento contribui para:

– Reduzir a duração e intensidade do sangramento menstrual;

– Diminuir os riscos quanto ao surgimento de quadros anêmicos provocados pela deficiência de ferro;

– Eliminar ou amenizar dores oriundas de cólicas menstruais.

Entre as vantagens dos contraceptivos de baixa dose, está o fato de esse tipo de anticoncepcional apresentar menores riscos quanto ao desenvolvimento de doenças associadas ao consumo de anticoncepcionais com alta dose, tais como cistos ovarianos, doença benigna na mama, infecções pélvicas, câncer ovariano e de endométrio.

Composição da Fórmula

Cada pílula de Tamisa é composta pelas seguintes substâncias:

  • Gestodeno (princípio ativo)
  • Etinilestradiol (princípio ativo)
  • Excipientes: estearato de magnésio, macrogol, amido, sacarina sódica, povidona, copovidona, lactose monoidratada, dióxido de titânio, talco, corante laca eritrosina e hipromelose.

Contraindicações do Tamisa

Ainda que o Tamisa ofereça diversos benefícios adicionais por se tratar de um anticoncepcional de baixa dose, esse medicamento não é recomendado nos seguintes casos:


  • Ocorrência atual ou anterior de derrame cerebral ou ataque cardíaco decorrente de coágulo ou ocasionado pelo rompimento de um vaso sanguíneo no cérebro;
  • Ocorrência atual ou anterior de trombose (presença de coágulo em uma veia da perna);
  • Ocorrência atual ou anterior de embolia pulmonar (presença de coágulo no pulmão);
  • Ocorrência atual ou anterior de coágulos em outras partes do corpo;
  • Diagnóstico atual ou anterior de doenças que podem sinalizar a ocorrência de ataque cardíaco (ex.: angina pectoris) ou derrame;
  • Predisposição do organismo ou aumento dos riscos quanto à formação de coágulos arteriais ou venosos;
  • Ocorrência atual ou anterior de fortes dores de cabeça (semelhantes à enxaqueca) acompanhada de sintomas como alterações na visão, dificuldade para falar, adormecimento de alguma parte do corpo ou fraqueza;
  • Diagnóstico de diabetes mellitus acompanhada de lesão de vasos sanguíneos;
  • Ocorrência atual ou anterior de alterações ou doenças no fígado;
  • Ocorrência atual ou anterior de certos tipos de câncer que podem se desenvolver devido à influência dos hormônios sexuais femininos (ex.: câncer nos órgãos genitais ou de mama);
  • Diagnóstico atual ou anterior de tumor no fígado (benigno ou maligno);
  • Ocorrência de sangramento vaginal sem causa conhecida;
  • Gestantes ou mulheres com suspeita de gravidez;
  • Histórico de reações alérgicas a qualquer um dos componentes da fórmula desse medicamento (princípio ativo ou excipientes).

Caso alguma das situações acima ocorra pela primeira vez enquanto estiver ingerindo Tamisa, o uso desse anticoncepcional deve ser interrompido imediatamente e o médico deverá ser consultado para que sejam feitas as alterações necessárias no tratamento.


Em alguns casos, é necessário iniciar o tratamento com contraceptivos não hormonais.

Efeitos Colaterais do Tamisa

O Tamisa, assim como a maioria dos anticoncepcionais, apresenta possíveis efeitos colaterais que devem ser considerados. Esses efeitos são:

Efeitos Comuns

  • Aumento de peso;
  • Náuseas;
  • Quadros depressivos;
  • Dor de cabeça;
  • Dor no abdômen;
  • Alterações de humor;
  • Hipersensibilidade ou dor nas mamas.

Reações Incomuns

  • Diarreia;
  • Vômitos;
  • Enxaqueca;
  • Retenção de líquido;
  • Redução do desejo sexual;
  • Crises de urticária;
  • Erupções cutâneas;
  • Aumento do tamanho das mamas.

Reações Raras

  • Reações alérgicas;
  • Redução do peso corporal;
  • Intolerância ao uso de lentes de contato;
  • Presença de corrimento vaginal;
  • Presença de secreção nas mamas;
  • Aumento do desejo sexual;
  • Eritema nodoso ou multiforme (que afeta a pele);
  • Formação de coágulos arteriais e/ou venosos.

Cuidados Gerais ao Usar Esse Medicamento

Antes de ingerir Tamisa, além de conhecer as contraindicações e efeitos colaterais, é necessário estar por dentro de cuidados básicos que devem ser adotados. Esses cuidados são:

Interação Com Outros Medicamentos

É de suma importância que a paciente informe ao médico quanto ao uso de outros tipos de medicamentos (contínuos ou temporários), já que as substâncias contidas nesses medicamentos, ao interagirem com Tamisa, podem provocar reações indesejadas.

Evitar Esquecimentos

Consultar a bula para ver quais as medidas necessárias quando esquecer de ingerir o medicamento.

Acompanhar a Saúde Hormonal

Todas as mulheres que fazem uso de anticoncepcional devem dar total atenção ao acompanhamento dos níveis de hormônio no organismo. Esse cuidado é necessário para prevenir alterações no organismo e conservar o equilíbrio físico e emocional da paciente.

Ações Que Ajudam no Tratamento

O uso do Tamisa e demais contraceptivos devem ser acompanhados de cuidados no dia a dia que contribuem para o bom nível de hormônios. Esses cuidados são:

– Valorizar a qualidade do sono, buscando dormir 8 horas todas as noites. Obs.: pessoas que sofrem com insônia devem tratar as causas do problema e adotar medidas para dormir melhor como, por exemplo, consumo de chás relaxantes (camomila, erva-cidreira etc.).

– Adotar uma alimentação saudável, rica em vitaminas, minerais e fibras. O equilíbrio dos principais nutrientes do organismo é de grande ajuda para a saúde hormonal e também para evitar o aumento de peso que pode ser provocado pelo uso do anticoncepcional.

– A prática de atividade física é um dos fatores que mais contribuem para o equilíbrio do peso e também evita quadros depressivos devido à liberação de importantes neurotransmissores durante a realização dos exercícios físicos.


Após saber sobre o Tamisa, compartilhe essas informações com outras mulheres para que elas também fiquem bem informadas quanto aos benefícios e cuidados necessários ao usar esse anticoncepcional de baixa dose, que é um dos mais consumidos no Brasil.

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.