Loritil – Bula, O Que é, Indicações e Contraindicações

Loritil é um medicamento usado no tratamento de crises alérgicas, sendo disponibilizado no formato de xarope e comprimidos. Para saber todos os cuidados necessários quanto ao uso desse fármaco, confira nosso artigo.

Para Que Loritil é Indicado?

Loritil

Tanto o Loritil xarope quanto em comprimido são indicados para aliviar os sintomas decorrentes da rinite alérgica, tais como:


  • Ardor nos olhos;
  • Coceira nos olhos;
  • Coceira nasal;
  • Coriza (nariz escorrendo);
  • Espirros.

O uso do Loritil também é recomendado para aliviar os sintomas provocados por crises de urticária e demais tipos de condições alérgicas que afetam a pele.

Como Esse Medicamento Age?

O Loritil é classificado como um anti-histamínico, que por sua vez, apresenta grande eficácia na eliminação ou redução dos efeitos provocados pelas crises alérgicas.

Graças a essa eficácia, os sintomas da rinite alérgica apresentam alívio rápido logo após a ingestão do medicamento.

Composição da Fórmula

O Loritil, conforme mencionado, é disponibilizado na versão xarope e comprimido. Vejamos a composição da fórmula em casa caso.

Loritil Comprimido

  • Loratadina (substância ativa)
  • Dióxido de silício (excipiente)
  • Copovidona (excipiente)
  • Celulose microcristalina (excipiente)
  • Estearato de magnésio (excipiente)
  • Crospovidona (excipiente)

Loritil Xarope

  • Loratadina (substância ativa)
  • Sacarose (excipiente)
  • Água purificada (excipiente)
  • Ácido cítrico (excipiente)
  • Propilenoglicol (excipiente)
  • Glicerol (excipiente)
  • Metilparabeno (excipiente)
  • Propilparabeno (excipiente)
  • Essência de abacaxi (excipiente)

Contraindicações de Loritil

Por mais que Loritil seja eficaz no alívio dos sintomas de determinados tipos de crises alérgicas, esse medicamento não é recomendado nos seguintes casos:

– Pessoas que apresentam algum tipo de predisposição alérgica à substância ativa desse medicamento (loratadina) ou aos excipientes contidos na fórmula.

– De forma geral, o uso desse medicamento não é indicado para gestantes e mulheres que estão amamentando. No entanto, caso seja necessário, o uso poderá ser realizado somente mediante prescrição e acompanhamento médico.

Efeitos Colaterais de Loritil

Loritil, como no caso da maioria dos medicamentos antialérgicos, apresenta determinados efeitos colaterais que precisam ser conhecidos antes do uso. Vejamos quais são esses efeitos.

Loratil Comprimido

  • Cansaço;
  • Desconfortos estomacais;
  • Dor de cabeça;
  • Erupções na pele;
  • Nervosismo;
  • Queda capilar (reação rara);
  • Reações alérgicas severas (reação rara);
  • Alterações e problemas no fígado (reação rara);
  • Taquicardia (batimentos cardíacos acelerados) – reação rara;
  • Tontura (reação rara);
  • Convulsão (reação rara).

Ao notar um ou mais dos efeitos colaterais mencionados, sobretudo quando ocorrer de forma mais intensa, é preciso informar o médico responsável pelo tratamento imediatamente. Caberá ao médico verificar a possibilidade de readequação na dosagem ou substituição do medicamento.

Cuidados ao Ingerir Esse Medicamento

Depois de ver as contraindicações e possíveis efeitos colaterais do Loritil, é necessário conhecer os cuidados básicos necessários antes e durante o tratamento com esse medicamento.


Interações Medicamentosas

O paciente sempre deverá informar ao médico o uso de outros tipos de medicamentos (contínuos ou temporários) antes de iniciar o tratamento com Loritil.

O motivo disso é que determinadas interações medicamentosas podem provocar reações indesejadas e até mesmo problemas mais sérios no organismo.

Eliminar as Causas da Alergia

Além de ingerir Loritil ou demais tipos de medicamentos que combatem alergias, é de suma importância eliminar as causas do problema, ou seja, remover os fatores desencadeadores das crises alérgicas.

No caso de rinites, por exemplo, as crises podem ser desencadeadas por excesso de ácaros no ambiente, partículas de poeira, contato com pelos de animais etc.

Pessoas que sofrem constantemente com crises alérgicas precisam redobrar os cuidados quanto à exposição às causas do problema. Eliminadas essas causas, naturalmente o problema deixará de ocorrer de forma frequente.

Alterações no Fígado ou Rins

Pessoas que apresentam alterações quanto ao funcionamento do fígado ou rins devem informar essas condições ao médico responsável pelo tratamento, já que nesses casos, as dosagens devem ser bem reduzidas se comparadas àquelas prescritas para pacientes que não apresentam essas alterações.

Diagnóstico de Outras Doenças

Pessoas diagnosticadas com algum tipo de doença também deverão informar essa condição ao médico, já que a condição clínica do paciente pode interferir quanto ao tratamento proposto.

A Importância de Consultar Um Médico

Pacientes que sofrem com crises alérgicas sempre necessitam de acompanhamento médico, já que quando as causas do problema não são identificadas e os sintomas tratados, as reações alérgicas podem ser agravar, levando a sérios problemas de saúde.

Algumas pessoas, dependendo do tipo de alergia sofrida, precisam fazer uso frequente de medicamentos que evitem essas crises.

Essa atenção deve ser ainda maior no caso de pacientes que sofrem com problemas respiratórios como asma, bronquite e quadros frequentes de gripes e resfriados.

Ações Que Ajudam no Tratamento

Ademais do uso de Loritil e outros medicamentos, a adoção de determinados cuidados são essenciais para evitar as crises alérgicas. Esses cuidados são:

Cuidar da Alimentação

Muitas das causas das alergias, sobretudo aquelas que afetam a pele, estão relacionadas ao consumo de alguns tipos de alimentos.

Pessoas alérgicas devem evitar o consumo excessivo de alimentos industrializados, enlatados, com grande quantidade de corantes, conservantes etc.


Também é preciso que o médico faça uma investigação mais profunda quanto ao tipo de alergia apresentado pelo paciente e possível relação com fatores alimentares.

Beber Bastante Água

A água exerce um papel fundamental no organismo ao eliminar uma série de toxinas que, principalmente quando acumuladas no organismo, podem desencadear alterações na pele ou crises alérgicas.

Portanto, a recomendação é manter o hábito de ingerir dois litros de água (mineral ou filtrada) todos os dias. Esse fator também é de grande ajuda para o bom funcionamento do fígado e dos rins.

Cuidar da Qualidade do Sono

A ciência comprova a cada dia por meio de inúmeras pesquisas que a saúde do corpo e bom desempenho do sistema imunológico estão ligados à qualidade do sono.

Isso significa que pessoas que cuidam da qualidade do sono são menos propensas ao desenvolvimento de uma série de doenças, e isso inclui os mais diversos tipos de alergias.

A combinação de todos esses cuidados é fundamental na prevenção e tratamento de alergias, evitando que o problema retorne com tanta frequência.


Depois de saber sobre Loritil e todos os cuidados necessários quanto a esse medicamento, compartilhe essas informações com outras pessoas para que elas também saibam como usar esse fármaco.

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.