Diclofenaco Sódico: Ação Analgésica e Anti-Inflamatória

Quer saber quando utilizar o Diclofenaco Sódico e qual sua finalidade? Acompanhe o texto e entenda os seus benefícios e contraindicações, antes de usá-lo!

O Diclofenaco Sódico é uma medicação conhecida de forma comercial como Voltaren ou Fisioren.

O remédio, de utilização injetável e oral, tem função analgésica, anti-inflamatória e anti-reumática que pode ter utilização para o alívio de dores e inflamações em situações de dores de menstruação, reumatismos ou dores pós-cirúrgicas.

Indicações do Diclofenaco Sódico

Diclofenaco Sódico

O Diclofenaco Sódico pode ter utilidade para tratar as situações de:

  • dores reumáticas nas articulações – artrite;
  • dores nas costas;
  • síndrome denominada como ombro congelado;
  • síndrome denominada como cotovelo de tenista;
  • diversos tipos de condições reumáticas;
  • crise de gota;
  • entorse;
  • distensão;
  • lesão;
  • dores e inchaços posteriores a procedimento cirúrgico;
  • situações de inflamação dolorosa ginecológicas, bem como menstruações;
  • infecção do nariz;
  • infecção do ouvido;
  • infecção da garganta.

Conforme os fundamentos de terapia geral, a patologia deve ter tratamento como terapia de teor básico adequado. A febre em caráter isolado não é uma recomendação.

Suas Apresentações

Disponível em comprimidos com revestimento de 50mg.

  • Embalagem composta por 20 pílulas revestidas – utilização oral e adulta.
  • Medicamento injetável em embalagem composta por 100 ampolas em vidros de 3ml – utilização adulta e intramuscular.

Efeitos

De mesma forma que todos os remédios, os pacientes que consomem o Diclofenaco Sódico são passíveis da apresentação de reação adversa, ainda que nem todos estejam sujeitos a isso.

Os efeitos colaterais fazem a inclusão do reporte de pacientes que fizeram o uso de comprimidos com revestimento e de outras modalidades do medicamento, a curto e longo períodos. São eles:


  • flatulências;
  • ausência de apetites;
  • depressão;
  • convulsão;
  • distúrbio de vista;
  • sangramento gastrointestinal;
  • diarreia que apresente sangue;
  • prisões de ventre;
  • edemas em área de injeções;
  • vômito;
  • erupções da cútis;
  • sono;
  •  dores de estômago;
  • cólica abdominal;
  • úlcera gástrica;
  • glossite;
  • estomatite aftosa;
  • lesões esofágicas;
  • dores de cabeça;
  • tonturas;
  • ansiedade;
  • distúrbios de memória;
  • urticária;
  • desorientação;
  • queda de cabelos;
  • reações fotossensíveis.

Contraindicações

Não há a possibilidade de fazer a ingestão desse remédio em casos específicos como os de:

  • alergias hipersensíveis ao elemento diclofenaco ou a quaisquer componentes da composição descrita inicialmente;
  • ocorrência de reações alérgicas posteriores ao consumo de remédios para o tratamento de dores ou inflamações como diclofenaco, ácido acetilsalicílico ou ibuprofeno;
  • úlceras estomacais ou intestinais;
  • sangramentos ou perfurações estomacais ou intestinais, sinais que possibilitam resultados de sangues em defecação ou, ainda, fezes em tom preto;
  • patologia gravíssima nos rins ou fígado;
  • insuficiência do coração de teor grave;
  • três últimos meses de período gestacional.

Caso apresente alguma dessas situações como mencionadas, o médico precisa ser consultado, bem como parar o uso do remédio. Se achar que pode estar apresentando alergias, informar imediatamente um especialista.

A contraindicação do medicamento é correspondente aos pacientes com patologia grave nos rins e fígado.

O remédio também é extremamente contraindicado a indivíduos que apresentem insuficiência do coração de teor gravíssimo.

Mulheres em período gestacional não devem fazer uso do remédio, sem antes consultar um médico. Suspeitas de gravidez devem ser informadas imediatamente ao especialista.

Indivíduos em faixa etária idosa são passíveis de maior sensibilidade a ação e efeitos colaterais do Diclofenaco Sódico do que outras pessoas.

É importante acompanhar com cuidado as indicações de especialistas e ingerir menores dosagens para tal situação.

É importantíssimo que idosos façam o relato de reações adversas aos especialistas de forma imediata.

Em virtude da dose, o remédio não tem indicação para adolescentes, bem como crianças, exceto em situações de artrite juvenil de caráter crônico.

O medicamento prejudica o organismo feminino que pretende engravidar.

Posologia

Utilização oral e adulta.

  • Administração de 100 a 150mg – entre 2 a 3 pílulas do medicamento por dia ou duas a três dosagens.

Utilização Injetável

  • Injeção de uma ampola de 75mg por dia, via intramuscular de teor profundo, com aplicação na área dos glúteos. Não há recomendação do uso injetável por tempo maior que dois dias.

A partir de uma indicação geral, a dosagem precisa ter ajuste individual. O consumo do medicamento deve ser realizado de forma íntegra com ajuda de líquido, de preferência antes das alimentações.

Diclofenaco Sódico é Bom Para Dor de Garganta?

As dores de garganta são sinais comuns que apresentam a característica de inflamação ou irritações, bem como a dificuldade em conseguir consumir alimentos, beber líquidos ou, até mesmo falar, e pode ter o alívio a partir da utilização do medicamento específico para dores de garganta e afins como o Nimesulida.

Dores de garganta podem ser passageiras e apresentadas em conjunto de gripes. Pode também ter persistência no organismo, o que ocorre de forma especial em público que é prejudicado com a amigdalite.

A dor ocorre em virtude de patologias virais, podendo ter tratamento com o Diclofenaco, porque o medicamento faz a eliminação de vírus. Já em situações em que a causa são as bactérias, há a necessidade de uso de uma substância antibiótica, a exemplo da Amoxicilina.