Alivium – Bula, O Que é, Indicações e Contraindicações

O Alivium é um dos medicamentos mais populares aqui no Brasil, indicado para as situações mais comuns de dores.

Tendo como princípio ativo o ibuprofeno, esse remédio é disponibilizado em forma de gotas ou em cápsulas, de acordo com a preferência de cada um.


Para saber todos os detalhes sobre esse medicamento, fique de olho no nosso post.

Para Que o Alivium é Indicado?

Alivium

O Alivium, em cápsulas ou em gotas, serve para tratar:

  • Dores de garganta em fase inicial;
  • Dor nas costas;
  • Dores associadas a gripes e resfriados (já logo nos primeiros dias);
  • Dor de cabeça (muitas vezes causada por tensão muscular ou estresse);
  • Dores musculares (geralmente provocadas por cansaço, atividade física intensa, problemas de postura etc.);
  • Cólicas menstruais;
  • Dor de dente.

Obs.: esse medicamento é destinado para tratar essas dores nos níveis leves e moderados. No caso de dores mais severas ou febre provocada por processos infecciosos, é necessário recorrer a antibióticos, a analgésicos ou a anti-inflamatórios mais potentes, de acordo com a prescrição médica.

Como Esse Remédio Funciona?

O Alivium age contra a dor e a febre. O efeito benéfico desse medicamento começa a aparecer após um período de 15 a 30 minutos depois de ingerir, e dura de 4 a 6 horas.

De forma geral, após o período de 8 horas, a dose em gotas ou comprimidos deve ser repetida.

Composição do Medicamento

No formato de cápsula, o Alivium apresenta a seguinte composição:

  • Ibuprofeno;
  • Excipientes (ciclamato de sódio, goma xantana, aroma artificial de frutas roxas, glicerol, propilenoglicol, benzoato de sódio, ácido cítrico, dióxido de titânio, sacarina sódica, sucralose, sorbitol e água).
  • No formato em gotas, a fórmula desse medicamento é a seguinte:
  • Ibuprofeno;
  • Excipientes (glicerol, goma xantana, ácido cítrico, benzoato de sódio, propilenoglicol, sorbitol, aroma artificial de tutti-frutti ou de frutas roxas, sacarina sódica, dióxido de titânio, polissorbato 80 e água).

Quais as Contraindicações do Alivium?

Por mais que esse medicamento seja eficaz no alívio de dores variadas e febre, ele não deve ser usado nos casos abaixo:

– Pessoas que apresentam ou que já apresentaram quadros de alergia ou demais reações incomuns a qualquer um dos componentes da fórmula desse medicamento, sobretudo no que se refere ao ibuprofeno;

– Pacientes que sofrem de asma brônquica, especialmente no caso de pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico;

– Pessoas que apresentam algum tipo de reação alérgica mediante uso do ácido acetilsalicílico ou demais tipos de anti-inflamatórios;

– Indivíduos com úlcera péptica ativa e/ou sangramento gastrintestinal;

– No caso de pessoas em que o ácido acetilsalicílico, iodeto e demais anti-inflamatórios não esteroides tenham provocado quadros de rinite, asma, pólipo nasal, urticária, angioedema, broncoespasmo e demais sintomas associados a reações alérgicas ou anafiláticas;

– Pessoas diagnosticadas com úlcera gastroduodenal e/ou sangramento gastrintestinal;

– Crianças menores de 6 meses de idade. Obs.: no caso de crianças com menos de 2 anos, o ibuprofeno só pode ser usado mediante orientação médica;

– Grávidas e mulheres que estão amamentando só podem utilizar o Alivium mediante orientação médica.


Advertências Gerais

Além de observar as contraindicações do Alivium, é preciso considerar algumas advertências gerais antes de iniciar o tratamento com esse medicamento. Essas advertências são:

– Esse remédio não deve ser ingerido com outros medicamentos que contenham ibuprofeno ou demais substâncias para dor, a não ser que esse uso ocorra mediante orientação do médico responsável pelo tratamento;

– Durante o período de tratamento com Alivium, deve-se evitar o consumo de bebidas alcoólicas, já que o álcool corta o efeito benéfico do medicamento e ainda pode provocar diversos efeitos colaterais;

– O Alivium não deve ser utilizado para o tratamento de dores por um período acima de 10 dias ou para alívio da febre por um período superior a 3 dias, salvo nos casos de recomendação médica;

– O paciente nunca deve ultrapassar a dosagem recomendada prescrita pelo médico ou contida na bula do medicamento.

Antes de iniciar o consumo de Alivium, o médico sempre deve ser informado sobre o uso de outros tipos de medicamentos ou existência de doenças.

Efeitos Colaterais do Alivium

Por mais que o Alivium proporcione excelentes resultados para alívio rápido de dores e febre, é possível que esse medicamento provoque alguns efeitos colaterais, que são principalmente:

– Vertigem (tontura);
– Aparecimento de lesões na pele, tais como manchas ou bolhas;
Náuseas e/ou vômitos;
– Dores estomacais;
– Coceira;
– Prisão de ventre;
– Perda ou diminuição do apetite;
– Diarreia;
– Retenção de água e sódio (sal);
Dor de cabeça;
– Irritação;
– Zumbido nos ouvidos.

O surgimento de um ou mais desses efeitos colaterais dependem das condições gerais de cada organismo.

Nos casos de efeitos mais graves ou incômodos, é recomendado procurar o médico para fazer a readequação da dosagem ou suspender o uso desse medicamento.

Interação Com Outros Medicamentos

Além do uso do Alivium para dor e febre, em alguns casos é possível que o médico prescreva outros tipos de medicamentos.

É importante frisar que somente o médico pode autorizar o uso de outros remédios, já que o ibuprofeno não pode ser ingerido com determinados tipos de medicamento.

Remédios Naturais Para Dor e Febre

Para auxiliar o organismo a se recuperar de episódios de dores e febre, é interessante recorrer também a ingredientes caseiros e naturais como chás, compressas, óleos essenciais, banhos etc., que são de grande ajuda para o organismo e não oferecem efeitos colaterais. Vejamos alguns exemplos:

Chás Medicinais

– Camomila;
– Erva-cidreira;
– Erva-doce;
– Gengibre fresco;
Gengibre fresco com mel;
– Gengibre fresco com limão;
– Hortelã com mel;
– Eucalipto (folhas secas);
– Eucalipto com mel (folhas secas);
– Açafrão-da-terra em pó (cúrcuma);
– Maçã com mel.


Banhos com Água Morna (febre) e Quente (dores)

– Sal grosso e infusão de camomila (em flor seca);
– Sal grosso e infusão de lavanda (em flor seca);
Eucalipto.

Obs.: as compressas para febre sempre devem ser realizadas com água fria.

É preciso frisar que nos casos de dores mais severas e febre ocasionada por infecções ou problemas mais sérios é indispensável recorrer à orientação médica.


Depois de saber sobre o Alivium, busque sempre consultar um médico antes de iniciar o uso desse medicamento, ainda que ele tenha uma curta duração para o tratamento de problemas simples (dor de cabeça, resfriado, cólica menstrual etc.).

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.