Maracugina – Bula, O Que é, Indicações e Contraindicações

Maracugina – um dos medicamentos fitoterápicos mais conhecidos no Brasil – é comercializado em solução líquida e comprimidos.

Para saber todas as situações para as quais ele é indicado, se causa efeitos colaterais etc., fique de olho no nosso artigo.


Para que o Maracugina é Indicado?

Maracugina é recomendado para alívio da ansiedade em níveis leves, irritação, agitação e insônia. Por favorecer a qualidade do sono e descanso, de forma indireta, esse medicamento ajuda no combate aos sintomas da depressão.

Maracugina

Como o Maracugina Age?

Maracugina age no sistema nervoso central ao exercer um efeito sedativo por um período relativamente prolongado, o que contribui para um sono de qualidade.

Composição da Fórmula

Maracugina (versão líquida)

– Extrato seco de Erythrina mulungu, Martius;

– Extrato seco de Passiflora alata, Ailton – Maracujá;

– Extrato seco de Crataegus oxyacantha, Linné.

Maracugina (versão compimido)

– Extrato seco de Erythrina mulungu, Martius;

– Extrato seco de Passiflora alata, Ailton – Maracujá;

– Extrato seco de Crataegus oxyacantha, Linné;

– Dióxido de titânio (excipiente);

– Estearato de magnésio (excipiente);

– Fosfato de cálcio dibásico diidratado (excipiente);

– Macrogol (excipiente);

– Povidona (excipiente);

– Amido (excipiente);

– Álcool etílico (excipiente);

– Álcool isopropílico (excipiente);

– Copolímero metacrilato (excipiente);

– Talco (excipiente).

Contraindicações do Maracugina

Maracugina, ainda que ofereça uma série de benefícios para o sono e ajude no alívio dos sintomas relacionados à ansiedade e depressão, esse medicamento possui algumas contraindicações. Logo, ele não é recomendado nos seguintes casos:

– Pessoas com idade inferior a 12 anos;

– Pacientes com histórico de reações alérgicas a qualquer uma das substâncias contidas na fórmula desse medicamento, seja em líquido ou comprimido;

– Pessoas que já fazem uso de outros tipos de medicamentos que possuem efeito sedativo, anti-histamínico ou hipnótico.

Obs.: gestantes, mulheres que estão amamentando, pessoas diagnosticadas com algum tipo de doença ou que façam uso de medicamentos de forma constante também devem informar essas condições ao médico antes de iniciar o consumo desse calmante fitoterápico.

Efeitos Colaterais do Maracugina

Maracugina, dependendo das condições gerais do organismo do paciente, pode apresentar alguns efeitos colaterais, ainda que eles sejam pouco frequentes. Esses efeitos são:

– Enjoo e/ou vômito;

– Redução da pressão arterial;

Dor de cabeça;

– Cansaço;

– Transpiração um pouco além do comum;

– Coceira pelo corpo.

Ao notar um ou mais dos efeitos colaterais mencionados acima, principalmente quando eles aparecem de forma mais intensa, é necessário suspender o uso de Maracugina e consultar o médico para reavaliar o tratamento.

Como Tomar Maracugina?

Maracugina, conforme mencionamos, pode ser ingerido em forma líquida e em comprimidos. Vejamos como a dosagem, de acordo com essas duas condições, é definida.

Maracugina (líquido)

Tanto para adultos quanto para crianças com idade superior a 12 anos, a dosagem diária indicada desse medicamento é de 15ml. Maracugina deve ser ingerida 3 vezes, sendo que cada dose precisará conter 5 ml. Isso equivale a 1 colher (chá) ou 1 copo dosador (completo).


Maracugina (comprimido)

– Tanto em adultos quanto em crianças com idade superior a 12 anos, a dosagem indicada de Maracugina comprimido é de 1 a 2 comprimidos, que devem ser ingeridos 3 vezes ao dia (após as refeições). Os comprimidos precisam ser engolidos inteiros com água (sem mastigar ou partir). Seja em formato líquido ou comprimido, o uso de Maracugina não deve ultrapassar o período de 3 meses sem orientação médica.

Cuidados Gerais ao Ingerir Maracugina

Além de observar as contraindicações e efeitos colaterais desse medicamento, é preciso considerar alguns cuidados básicos, que são:

Durante o período de tratamento com Maracugina é necessário redobrar os cuidados ao operar máquinas e dirigir veículos, já que esse medicamento provoca sonolência no decorrer do dia.

No decorrer do tratamento com esse medicamento, fica proibido o uso de bebidas alcoólicas, já que o álcool bloqueia totalmente os resultados benéficos desse fitoterápico.

Maracugina nunca deve ser administrado juntamente com os seguintes medicamentos:

– Sulfato de morfina;

– Warfarina;

– Fenobarbital;

– Clonazepam;

– Moclobemida;

– Tiopental;

– Digoxina;

– Codeína;

– Tranilcipromina;

– Cloridrato de meperidina;

– Trizolam;

– Oxazepam;


– Flunitrazepam;

– Toloxatona;

– Dexametasona;

– Midazolam;

– Selegilina;

– Triancinolona;

– Clordiazepóxido;

– Pargilina;

– Budesonida;

– Betametasona;

– Hidrocortisona;

– Fenelzina;

– Nialamida;

– Dexclorfeniramina;

– Armalina;

– Furosemida;

– Hidroclortiazida;

– Iproniazida;

– Isocarboxazida.

A Importância do Acompanhamento Médico

Maracugina, por mais que seja um medicamento simples, requer acompanhamento médico pelo fato de que a insônia, ansiedade, agitação etc. sempre estão associados a questões que precisam de maior atenção.

Primeiramente, é recomendado procurar o médico para a realização de exames com o objetivo de avaliar a saúde geral do organismo.

Feito isso, é essencial buscar atendimento de um psicólogo ou psiquiatra que possa ajudar o paciente a encontrar as causas do problema.

Dificuldades para dormir, ansiedade, estresse, depressão etc. estão quase sempre associados a causas emocionais e precisam ser tratadas por especialistas nessa área.

Por mais que esse calmante natural e outros tipos de medicamentos (inclusive os fitoterápicos) proporcionem excelentes resultados, eles tratam os efeitos dos problemas, não as causas.

Tratamentos Alternativos

Além desse calmante, outros itens naturais são excelentes como forma de aliviar os efeitos da ansiedade e insônia.

Chás Naturais

Chás de camomila, jasmim, lavanda, melissa, erva-doce, erva-cidreira, capim-limão etc. são excelentes alternativas para reduzir a ansiedade, aliviar sintomas depressivos e melhorar a qualidade do sono.

O ideal é que um desses chás seja ingerido 3 vezes ao dia, sendo uma delas, 30 minutos antes de dormir.

Aromaterapia

Sessões de aromaterapia são ótimas para a redução da agitação, ansiedade, irritação e insônia. Por meio de métodos simples é possível obter excelentes resultados e o valor costuma ser acessível.

Adequações na Alimentação

Em períodos severos de ansiedade e insônia é necessário evitar o consumo de alimentos e bebidas que atuam como estimulantes, tais como café, refrigerantes etc.

Maracugina apresenta excelentes resultados no combate à insônia. No entanto, sempre é necessário considerar outros tipos de cuidados para solucionar o problema e ganhar em qualidade de vida.


Gostou desse conteúdo? Compartilhe com seus familiares e amigos para que eles também saibam lidar com a insônia e ansiedade.

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.