Pasalix: Bula, Indicações, Efeitos Colaterais e Como Usar

Saiba Tudo Sobre o Pasalix, Um Medicamento Específico Que Deve Ter a Prescrição do Médico. Confira Todas as Informações e Modos de Uso!

O Pasalix é um medicamento fitoterápico com efeito calmante, e tem indicação para auxiliar no tratamento da ansiedade e da insônia. Trata-se de uma substância específica para quem é ansioso.


Pasalix: Quais as Indicações?

Pasalix

O medicamento tem indicação para tratar insônia e ansiedade. Isto porque apresenta em sua composição a sedação e reduz a ansiedade.

O Crataegus oxyacantha apresenta, também, um efeito sedativo na região cerebral. Salix alba tem efeito analgésico, antipirético e anti-inflamatório.

Ao associar os três extratos fitoterápicos, portanto, promove o alívio dos cenários de ansiedade e aprimora a qualidade do sono.

Apresentações do Pasalix

  • Drágeas revestidas em embalagem composta por 20 comprimidos.

Utilização oral e adulta maior que 12 anos.

Excipientes

  • celulose microcristalina;
  • lactose monoidratada;
  • talco;
  • amidoglicolato de sódio;
  • estearato de magnésio;
  • dióxido de titânio;
  • corante laca alumínio amarelo nº 6;
  • dióxido de silício;
  • macrogol;
  • copolímero ácido metacrílico tipo A;
  • citrato de trietila;
  • polissorbato 80;
  • polimetacrílicocopoliacrilato de etila;
  • simeticona.

Efeitos Colaterais do Pasalix

Pelo fato de o Pasalix Por ser um medicamento que tem como base elementos naturais, muita gente pensa que por isso ele não ocasiona efeitos colaterais, porém, é bem complexo.

Embora seja muito usado para diversos problemas, o Pasalix é capaz de causar algumas reações adversas. Dentre os possíveis efeitos colaterais, estão dispostos as seguintes:

  • dispneia;
  • taquicardia;
  • dores estomacais;
  • náuseas;
  • gases;
  • tontura;
  • sedação;
  • modificação do grau de consciência;
  • suor em excesso;
  • coceira.

Contraindicações do Pasalix

O medicamento tem contraindicação para o público infantil menor que 12 anos, mulheres em gravidez ou em período de amamentação, indivíduos intolerantes à lactose, alérgicos ao látex, úlceras gastrointestinais, deficiência de coagulação e sangramentos, bem como indivíduos alérgicos ou sensíveis a quaisquer um dos compostos deste medicamento.

É preciso evitar que se consuma em conjunto a outras medicações derivadas ao ácido acetilsalicílico ou substâncias anticoagulantes. Ainda, é preciso evitar o consumo de bebida alcoólica, portanto, ao passo que se faça uso deste remédio.

Interação por Medicamentos

A interação medicamentosa pode acontecer mesmo entre plantas de caráter medicinal, quando da administração em mesma instância.

Em razão da presença do Salix alba, é importante que se evite, portanto, a utilização do medicamento com derivação do ácido acetilsalicílico ou quaisquer substâncias anticoagulantes.

A utilização de demais remédios com efeito sedativo deve ter comunicação ao seu especialista.

Utilizar de forma concomita o salix alba e suplementação com ferro deve ter avaliação pelo especialista para ajustes de dosagens desta suplementação.


Como Usar o Pasalix?

As drágeas revestidas são de utilização oral e devem ser consumidas inteiras, sem mastigação, com quantitativo de água suficiente para que exista a deglutição.

Apesar de ser feito por compostos naturais, o Pasalix deve ser tomado com moderação e acompanhamento médico, pois o fato de ser natural não impede que possa ocorrer efeitos indesejados.

Posologia

É preciso consumir uma ou duas drágeas revestidas, em período de uma a duas vezes por dia.

Fazer uso somente pela via oral. A utilização do remédio por demais vias pode provocar ação inesperada ou a promoção de prejuízos ao paciente.

Você tem Ansiedade?

A ansiedade é um tipo de emoção caracterizada como normal dos seres humanos. É muito comum ao passo que tenha de enfrentar problemas no trabalho, antes de avaliação ou frente a decisão difícil do cotidiano.

Contudo, a ansiedade em excesso pode acabar se tornando uma patologia, ou, ainda, um transtorno.


Indivíduos que acabam sofrendo destes transtornos de ansiedade acabam sentindo a preocupação e o medo em cenários rotineiros, simples.

Além disso, portanto, sentem sinais físicos, que acabam atrapalhando o exercício cotidiano, visto que há dificuldade em se fazer o devido controle da situação.

Contudo, os transtornos e distúrbios relativos à ansiedade podem ter tratamento. É importante mencionar que todo e qualquer sinal desta patologia deve ser relatado ao médico.

Sinais da Ansiedade

Trata-se de uma condição patológica que pode provocar sinais mentais quanto físicos, atrapalhando o dia-a-dia de vários modos. Analise quais os principais sinais:

  • sinais psicológicos da condição;
  • um nervosismo ou tensão contínua;
  • sensação de que alguma coisa ruim pode ocorrer;
  • problema de concentração;
  • medo contínuo;
  • pensamentos descontrolados, de forma principal dificuldades para o esquecimento de algo que gera tensão;
  • problema para dormir;
  • preocupação com exagero, quando comparado com a realidade;
  • irritação;
  • agitação de pernas e braços;
  • sinais físicos da ansiedade;
  • dor ou aperto no peito, aumentando a frequência cardíaca;
  • respiração ofegante;
  • falta de ar;
  • sudorese excessiva;
  • tremor nas mãos;
  • tremor em outras regiões do corpo;
  • fadiga;
  • sensação de fraqueza;
  • secura da boca;
  • náusea;
  • pés e mãos frios ou com suor;
  • tensão nos músculos;
  • náusea;
  • dores de barriga;
  • diarreia.

É para esta condição que determinados remédios como o calmante, em questão, são prescritos. Isto porque há a necessidade de acalmar o organismo que se percebe em agitação.

Um ser ansioso pode ser incapaz, muitas vezes, de cozinhar e fazer atividades cotidianas. Portanto, é imprescindível que se faça uma consulta a um especialista para tornar melhor a qualidade de vida.

O que são os fitoterápicos?

Trata-se de uma medicação definida pela ANVISA como os que têm obtenção a contar a derivação vegetal e que há o conhecimento dos riscos, mecanismo de ação e atuação específico no corpo.

Os remédios, portanto, são realizados de forma exclusiva da matéria-prima vegetal. É imprescindível fazer o destaque de que não há consideração como uma substância fitoterápica o medicamento que apresenta elemento ativo isolado, bem como associado a extrato vegetal.

Toda a substância  fitoterápico deve apresentar efeito comprovado, portanto, por meio de pesquisas farmacológicas e toxicológicas.

Ainda, é preciso realizar um levantamento de estudos com publicação, bem como o saber convencional sobre específica espécie.

Somente posteriormente a confirmação da qualidade e efeito, pode haver o registro.


Consulte sempre um especialista e faça exames periódicos, portanto, para manter uma saúde em dia!

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.