Apracur: Indicações, Efeitos e Características

Quer saber quando se deve utilizar o Apracur e qual sua finalidade? Acompanhe o texto e entenda os seus benefícios e contraindicações, antes de usá-lo!

O Apracur é um remédio que possui componentes com funções contra febre, antialérgicas e analgésicas. É vendido em farmácias convencionais sem a necessidade de receituário médico.


Sua composição é Maleato de Dexclorfeniramina, que contém a função antialérgica, o Ácido Ascórbico  vitamina C e, pelo Dipirona que possui ação analgésica.

Devido a presença de vitamina C, o Apracur além de promover a melhora contra os sintomas de resfriados, gripes, febre e dores, auxilia na elevação da imunidade. Além disso, costuma fazer efeito no organismo à partir da segunda dose.

Indicações do Apracur

Apracur

A recomendação do Apracur é contra os sinais de:

  • Dor de cabeça;
  • Gripes;
  • Resfriados;
  • Dores musculares;
  • Elevação de temperatura corporal;
  • Nevralgia;
  • Situações que demonstram melhora com a administração deste medicamento em geral;

Além disso, devido a seus componentes, este medicamento possui ação em sintomas específicos, de acordo com seu princípio ativo em questão. Entre seus compostos estão:

Maleato de Dexclorfeniramina: medicamento antialérgico indicado para alergias como picadas provindas de insetos, rinite, conjuntivite de teor alérgico, inflamação na pele, entre outros. Devido a esta funcionalidade, como componente do Apracur atua, diretamente, nos sintomas alérgicos da gripe.

Dipirona: remédio com ação analgésica e anti-térmica. Age, diretamente, em sintomas de febre e dores acometidas por resfriados e gripes, bem como demais sinais problemáticos das dores.

Vitamina C ou Ácido Ascórbico: a vitamina C além de possuir ação antioxidante, combatendo os radicais livres, que são os males do dia a dia para a pele, como o sol excessivo, as luzes fluorescentes, enfim, capaz de retardar o envelhecimento, auxilia no aumento do sistema imunológico.

Desta forma, como componente desta medicação, ajuda a evitar que a patologia em questão  podendo ser rinite, gripe, entre outras surjam novamente.

Suas Apresentações

Este remédio é disponibilizado em comprimidos;

Caixas com 25 envelopes de 6 comprimidos em cada;

Seu uso é adulto e infantil a partir de 10 anos;

Sua utilização é via oral.

Efeitos

A utilização desta medicação é benéfica contra diversas patologias virais. Entretanto, alguns efeitos colaterais podem surgir, acometendo o bom funcionamento do organismo. Os sinais com maior frequência que se destacam são:


  • Atordoamento;
  • Sono intenso;
  • O aumento de catarro;
  • Cefaleia;
  • Irritabilidade;
  • Cansaço;
  • Enjoo;
  • Estresse;
  • Secura na boca;
  • Dor de barriga;
  • Dores abdominais;
  • Aumento de peso;
  • Fome intensa;
  • Garganta inflamada;
  • Dores na articulação.

Contudo, algumas reações surgem quando acontece a utilização exagerada deste medicamento, podendo levar o paciente a sérios problemas de saúde. Alguns exemplos desses efeitos, são:

  • Lesão nos rins;
  • Sistema digestivo comprometido;
  • Patologias neurológicas.

Contraindicações

Este remédio é proibido para pessoas que apresentam algum tipo de sensibilidade a qualquer princípio da fórmula.

O medicamento também tem proibição a indivíduos entre a faixa etária menor que 10 anos, bem como a situações em que há suspeita ou caso efetivo da dengue.

Não devem utilizar este remédio pessoas com os sinais e patologias, a seguir:

  • Pressão elevada;
  • Pessoas com úlceras no estômago;
  • Problemas neurológicos;
  • Arritmias cardíacas;
  • Elevação de próstata.

Além disso, procure não dirigir se estiver sob o efeito deste medicamento, devido ao componente dexclorfeniramina – antialérgico – costuma provocar sono intenso após sua primeira dosagem.

Uso Durante e Aapós a Gestação

Na gestação, o uso desta medicação só é permitida em casos de indicação médica. Contudo, nos últimos três meses a utilização é proibida, pelo fato de existir casos de bebês que apresentaram efeitos graves pelo antialérgico.

Durante a amamentação, o uso deste remédio deve ser analisado pelo especialista que fará a análise, devidamente, correta.

Entretanto, de modo geral, durante estes períodos, a administração é proibida.

Utilização em Pessoas Idosas

A utilização deste medicamento em idosos, varia de acordo com o estado de saúde deste. Com isso, é necessário uma avaliação médica.

Posologia

A administração deste medicamento, muda com base na idade do paciente. Portanto, é imprescindível que se atente a este critério para efetuar a dosagem do remédio. Além disso, consultar um profissional da área da saúde é extremamente importante.


Criança de 10 a 14 anos

1 comprimido de 12 em 12h por, aproximadamente, 3 dias. Utilização oral.

Adultos

1 a 2 comprimidos de 8 em 8 por, aproximadamente, 3 dias. Utilização oral.

Em casos de indicação médica, esta dosagem pode ser aumentada.

Em adultos a quantidade máxima que pode ser administrada é 6 comprimidos ao dia. Em crianças de 10 a 14 anos, esta quantidade diminui para 3 comprimidos por dia.

Apracur dá Sono?

Este medicamento possui entre seus componentes o antialérgico, Dexclorfeniramina, que possui eficácia em patologias relacionadas à gripe alérgica, rinite e conjuntivite. 

A dexclorfeniramina proporciona entre suas reações adversas, o sono intenso. Desta forma, o Apracur provoca sono, sim. 


O alerta é para as pessoas que precisam trabalhar dirigindo ou em situações de risco. Evite fazer a ingestão do medicamento nesses casos. Pode ser muito perigoso, visto que o sono atrapalha as funções normais do organismo, bem como a atenção.

Antes de se automedicar, não esqueça de sempre consultar o seu médico!

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.