Osteoartrite – O Que é, Causas, Fatores de Risco, Sintomas e Tratamento

Osteoartrite, também conhecida como artrose, é uma doença que afeta as articulações e com o passar do tempo provoca uma degeneração das cartilagens e estruturas ósseas próximas.

Esse problema atinge principalmente as articulações dos joelhos, mãos, coluna e coxofemorais (associados à articulação do osso da coxa com o fêmur).


Para saber todos os detalhes sobre essa doença, inclusive o tratamento mais indicado, confira nosso artigo.

Osteoartrite

Causas da Osteoartrite

As causas da Osteoartrite podem ser divididas em primárias e secundárias. Vejamos cada uma delas.

Causas Primárias

  • Avanço da idade (envelhecimento);
  • Uso excessivo ou repetitivo de uma articulação (Ex.: joelho).

Quando há um uso repetitivo das articulações, com o passar do tempo, a cartilagem começa a sofrer danos que provocam dores e inchaço nas articulações.

Nas situações mais graves, ocorre uma perda total da cartilagem que envolve as extremidades ósseas, fazendo com que o choque direto entre os ossos provoque dores ainda mais fortes e sérias limitações quanto à mobilidade motora do paciente.

Pelo fato de a Osteoartrite ser observada em vários indivíduos da mesma família, é possível chegar à conclusão de que essa doença também tem causas hereditárias.

Causas Secundárias

  • Obesidade;
  • Traumas repetidos nas articulações;
  • Realização de cirurgias na estrutura das articulações;
  • Anomalias congênitas (formação anormal das articulações desde o nascimento);
  • Diabetes;
  • Gota (tipo de artrite caracterizada por provocar dor intensa, sensibilidade e vermelhidão nas articulações);
  • Artrite reumatoide;
  • Alterações anormais.

Conforme mencionado, a Osteoartrite secundária ocorre como consequência de certas condições do paciente ou presença de determinados tipos de doenças.

Fatores de Risco da Osteoartrite

Além das causas da Osteoartrite, conhecer os fatores de risco dessa doença é de suma importância como forma de prevenção e tratamento. Vejamos quais são elas.

  • Sexo feminino (mulheres são mais propensas a desenvolver Osteoartrite);
  • Idade avançada;
  • Obesidade (o excesso de peso pode sobrecarregar as articulações, sobretudo os joelhos);
  • Diagnóstico de diabetes;
  • Diagnóstico de gota;
  • Diagnóstico de hipotireoidismo (baixa produção dos hormônios da tireoide);
  • Deformidades ósseas;
  • Lesões ou ferimentos nas articulações (provocados por acidentes, pancadas ou prática contínua de algum esporte);
  • Determinadas atividades profissionais que exijam esforço repetitivo.

Sintomas da Osteoartrite

Os sintomas da Osteoartrite são perceptíveis logo no início do problema (embora possam aparecer com leve intensidade e “sumirem” por um certo período). Esses sintomas são:

  • Dor em uma ou mais articulações afetadas (que geralmente piora à noite);
  • Rigidez nas articulações, mesmo quando a pessoa está em repouso ou sentada;
  • Inchaço nas articulações afetadas, que pode ser acompanhado de calor, rangidos e limitações quanto aos movimentos.

Como o Diagnóstico é Feito?

Para diagnosticar a Osteoartrite, além de uma detalhada avaliação clínica, o médico especialista (geralmente um reumatologista) irá solicitar uma série de exames, que são:

  • Raio X;
  • Ressonância magnética;
  • Exames de sangue;
  • Análise do líquido contido na articulação (esse exame serve para determinar se há ou não inflamação que pode ser provocada por gota ou determinados tipos de infecção).

Somente com esses resultados em mãos é que o médico terá condições de confirmar o diagnóstico com segurança e iniciar o tratamento do paciente.


Além desses fatores é preciso considerar se há diagnóstico de outros tipos de doenças, alergias a determinados tipos de medicamentos e restrições físicas do paciente.

Qual é o Tratamento Para a Osteoartrite?

Embora a Osteoartrite não tenha cura definitiva, essa doença pode ser controlada mediante uso de medicamentos e demais terapias que atuam no alívio da dor e auxiliam na manutenção da qualidade dos movimentos.

Vejamos todos os tipos de tratamentos propostos.

Medicamentos

Com relação aos medicamentos, de forma geral são prescritos analgésicos e anti-inflamatórios para quadros leves a moderados de Osteoartrite.

Nos casos de dores mais severas, pode ser necessário uso de narcóticos. Entre os medicamentos mais conhecidos utilizados no tratamento da artrose, estão:

Terapias Complementares

Sessões de fisioterapia e terapias ocupacionais com a finalidade de melhorar a qualidade dos movimentos e reduzir o impacto nas articulações são as terapias complementares mais indicadas pelos médicos como forma de auxiliar no tratamento.

Infiltrações

As infiltrações nas articulações podem ser feitas mediante injeções de ácido hialurônico ou injeções de cortisona.

Procedimentos Cirúrgicos

No tratamento da Osteoartrite, em determinados casos podem ser necessários procedimentos cirúrgicos para substituição da articulação (prótese ou artroplastia).

Caberá sempre ao médico definir as melhores opções de tratamento de acordo com o quadro clínico do paciente, ocorrência de outras doenças, nível de gravidade da artrose etc.

A Importância do Acompanhamento Médico

Quem sofre de Osteoartrite precisa de constante acompanhamento médico com o objetivo de acompanhar a evolução do tratamento e evitar que o problema piore.

Esse acompanhamento envolve consultas médicas e realização de exames de acordo com a frequência definida pelo reumatologista.

Em hipótese alguma o paciente pode interromper o tratamento sem autorização médica ou começar a ingerir outro tipo de medicamento por conta própria.


Os resultados das terapias complementares também devem ser acompanhados pelo médico.

Ações Que Ajudam no Controle do Problema

Para ajudar no tratamento da Osteoartrite, é fundamental adotar certas ações no dia a dia que são essenciais para amenizar as dores, inchaço e proporcionar melhor qualidade de vida ao paciente.

Repouso

Sobretudo nos períodos em que as dores e inchaço são mais intensos, é fundamental que o paciente repouse e se abstenha de atividades que exijam muito esforço físico.

O repouso é essencial para que as articulações não sofram uma sobrecarga.

Melhorar a Qualidade do Sono

Para tratar a Osteoartrite, é essencial manter um sono de qualidade. O descanso revigorante contribui para o bom desempenho do sistema imunológico e equilíbrio hormonal – fatores chaves para combater os efeitos da artrose.

Alimentação Saudável

Evitar o consumo de alimentos industrializados e com grande concentração de açúcar ou gordura é uma forma de manter o peso sob controle e evitar uma sobrecarga das articulações.

Além disso, adotar uma dieta mais nutritiva, com legumes, frutas e verduras fornecerá ao organismo uma série de vitaminas e minerais que podem ajudar no alívio das dores e inchaço.


Depois de saber sobre Osteoartrite, compartilhe esse conteúdo com seus amigos e familiares para que eles também fiquem bem informados sobre essa doença que pode afetar pessoas de todas as idades.

Por mais que você se sinta bem, faça um Check-up  uma vez por ano.  Exames regulares ajudam seu médico acompanhar sua saúde e identificar alguma ameaça de doença, colocando você no caminho do tratamento.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.