Artrolive: Bula, O Que é, Indicações e Contraindicações

O Artrolive é um medicamento de uso adulto e oral, comercializado no formato de cápsulas e produzido pelo laboratório Aché.

Para saber todos os detalhes sobre esse remédio bastante conhecido, confira nosso artigo e fique por dentro de tudo o que o medicamento oferece, contraindicações, efeitos esperados, reações adversas, posologia etc.


Para Que o Artrolive é Indicado?

Artrolive

O Artrolive é recomendado para o tratamento de doenças ósseas: osteoartrite, osteoartrose e artrose.

Ele age em todas as manifestações dessas doenças e oferece maior qualidade de vida inclusive aos pacientes que sofrem com condições crônicas desses problemas ósseos.

Qual a Ação Esperada do Artrolive?

Esse medicamento age principalmente sobre a cartilagem que reveste as articulações, estimulando uma ação regeneradora da cartilagem.

Isso faz com que as dores, inchaço, limitação dos movimentos físicos e demais efeitos das doenças ósseas sejam eliminados ou aliviados.

Composição da Fórmula

Cada cápsula de Artrolive contém sulfato de glicosamina (500mg), sulfato de condroitina (400mg) e estearato de magnésio (usado na fórmula como um excipiente).

Contraindicações do Artrolive

Por mais que o Artrolive ofereça uma série de benefícios para a saúde no tratamento das doenças ósseas mencionadas, ele não é indicado nas seguintes situações:

– Gestantes;
– Mulheres que estão amamentando;
– Pessoas alérgicas a qualquer um dos componentes da fórmula desse medicamento.

Obs.: pacientes com histórico de úlcera gástrica necessitam consultar um médico antes de iniciar o uso desse medicamento.

Precauções Gerais

É necessário evitar o consumo de bebidas alcoólicas durante o período de tratamento com o Artrolive, já que essa perigosa interação pode provocar graves problemas e inibir as propriedades benéficas do medicamento.

Posologia, Dosagem e Instruções de Uso

De forma geral, o indicado é ingerir 1 cápsula de Artrolive 3 vezes ao dia. É muito importante que, sobretudo nas primeiras três semanas de tratamento, o paciente tenha a disciplina de manter a dosagem recomendada e não se esquecer de ingerir o medicamento.

O motivo é que essas primeiras semanas são essenciais para obter os melhores resultados quanto ao tratamento – garantindo o efeito analgésico e mobilidade das articulações.

Caberá sempre ao médico responsável pelo tratamento a indicação da dosagem ideal de acordo com as condições clínicas de cada paciente, prolongar ou interromper o tratamento.

Dessa forma, em hipótese alguma o tratamento pode ser interrompido sem conhecimento do médico.

Esse medicamento nunca deve ser partido, aberto ou mastigado. O ideal é que ele seja ingerido sempre com uma boa quantidade de água fresca para evitar danos estomacais.

Efeitos Colaterais do Artrolive

Os efeitos colaterais ou reações adversas desse medicamento podem ser:

Reações Cardiovasculares

É classificada como uma reação incomum, na qual pode ocorrer edema periférico e taquicardia mediante uso do sulfato de glicosamina.

Também foram observados alguns casos (pouco frequentes) de hipertensão sistólica reversível em pacientes que não apresentavam condição prévia de hipertensão.

Por este motivo, a pressão arterial deve ser acompanhada periodicamente durante o tratamento com o Artrolive.

Efeitos Gastrintestinais

Efeitos como vômitos, náuseas, dispepsia (desconforto digestivo após as refeições), constipação, diarreia, azia, anorexia, dores epigástricas e dores abdominais raramente afetam as pessoas que sofrem de osteoartrite e estão sob o tratamento com sulfato de glicosamina.


Entre os efeitos colaterais gastrointestinais mais comuns, estão: dor ou sensibilidade epigástrica, diarreia, azia e náuseas.


Efeitos Dermatológicos

Entre alguns dos efeitos colaterais, podem ocorrer reações na pele como coceira e vermelhidão.

Ainda que essa reação à administração do sulfato de glicosamina não seja comum, ela acontece com maior incidência naqueles pacientes que apresentam histórico de sensibilidade ao sol.

Por isso, em casos específicos, ao fazer o tratamento com o Artrolive, é necessário evitar exposição aos raios solares.

Efeitos Neurológicos

Dores de cabeça, sonolência ou episódios de insônia estão entre os possíveis efeitos colaterais de ordem neurológica do Artrolive.

Interações Medicamentosas

Entre as informações essenciais do Artrolive estão os cuidados que devem ser observados quanto às interações medicamentosas.

O Artrolive não deve ser utilizado junto com os medicamentos mencionados abaixo:

Maior Gravidade

O uso do Artrolive reduz em níveis significativos a eficácia dos medicamentos: Doxorrubicina, etoposídeo e teniposídeo.

– Doxorrubicina: substância ativa contida nos medicamentos indicados para o tratamento de diversos tipos de câncer, já que a doxorrubicina inibe a proliferação das células malignas.

– Etoposídeo: é empregado para tratamentos quimioterápicos no combate ao desenvolvimento e crescimento de tumores.

– Teniposídeo: trata-se de um medicamento quimioterápico utilizado no tratamento de leucemia linfocítica aguda na infância, linfoma de Hodgkin, determinados tipos de tumores cerebrais e outros tipos de câncer.

Gravidade Moderada

Elevação dos níveis séricos (no sangue), índice que serve para determinar a tendência de coagulação do sangue. Quem faz uso dos medicamentos abaixo também não pode fazer uso do Artrolive.

– Varfarina: anticoagulante usado na prevenção de tromboses.
– Ancrodo: atua como agente desfibrinante.
– Anisindiona: anticoagulante.
– Acenocumarol: anticoagulante que previne a trombose.
– Antitrombina humana III: inibe a coagulação do sangue.
– Bivalirudina: age como inibidor direto da trombina.
– Danaparoide: anticoagulante.
– Defibrotide: fibrinolítico.
– Sulfato de dermatano: inibidor específico da trombina.
– Desirudina: anticoagulante.
– Dicumarol: anticoagulante.
– Polisulfato de sódico de pentosano: alivia diversos problemas relacionados aos trombos e cistite intersticial.
– Fenindiona: anticoagulante.
– Fenprocumona: atua nas funções coagulantes.
– Fondaparinux: anticoagulante.
– Heparina: anticoagulante usado no tratamento de diversas enfermidades.

Gravidade Menor

O uso do Artrolive reduz a eficácia de agentes antidiabéticos. Logo, o uso desse medicamento não deve ser indicado no caso dos pacientes que utilizam os medicamentos abaixo relacionados − todos indicados para o controle dos níveis glicêmicos do sangue.

– Acarbose;
– Clorpropamida;
– Acetohexamida;
– Glimepirida;
– Gliburida;
– Glipizida;
– Metformina;
– Miglitol;
– Pioglitazona;
– Repaglinida;
– Rosiglitazona;
– Tolazamida;
– Tolbutamida;
– Troglitazona.

Combinação Com Outros Medicamentos Indicados

Mediante prescrição e autorização do médico, é possível que o paciente ingira outros tipos de medicamentos, seja para o tratamento de doenças ósseas ou outras enfermidades que afetam o corpo.

Todas essas combinações devem ser recomendadas ou autorizadas pelo médico.

Quando necessário, adequações de dosagem, troca de determinados medicamentos ou até mesmo eliminação de alguns deles pode ser solicitado para garantir o bem-estar do paciente.


Antes de iniciar o uso de Artrolive, para evitar os perigos das interações medicamentosas, é preciso sempre informar ao médico sobre a ingestão de outros medicamentos com o objetivo de chegar aos melhores resultados do tratamento.

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.