Escabiose – O Que é, Causas, Sintomas, Tratamento e Prevenção

Escabiose é uma doença de pele contagiosa popularmente conhecida como sarna e caracterizada por provocar uma coceira intensa. Para saber todos os detalhes sobre esse problema e também como prevenir a Escabiose, confira nosso artigo.

Quais São as Causas da Escabiose?

A Escabiose, considerada uma parasitose humana, é provocada por um ácaro escavador minúsculo chamado Sarcoptes scabiei, da variedade hominis.


A transmissão dessa doença ocorre apenas entre humanos, mediante contato direto e prolongado com a pessoa, roupas ou objetos contaminados pelo ácaro.

Como Ocorre a Escabiose?

Escabiose

A Escabiose tem seu início quando o ácaro é fecundado na superfície da pele. Logo depois que o macho morre, a fêmea começa um processo de penetração da pele humana, cavando uma espécie de túnel durante um período que dura 1 mês.

Após esse tempo, os ovos são depositados, e quando eles estouram, as lavas são liberadas e retornam para a superfície da pele.

O parasita causador da Escabiose se alimenta da queratina, um tipo de proteína presente na camada superficial da pele, fazendo com que, à medida que esses ácaros se proliferam, a pele passa a ser cada vez mais atacada e os sintomas se intensificam.

Quais os Sintomas da Escabiose?

– Coceira intensa (principalmente à noite);

– Aparecimento de pequenas lesões na pele, principalmente entre os dedos, nas mãos, axilas, região do punho logo depois da palma da mão, auréolas e genitais;

– Escoriações na pele (provocadas pela coceira intensa).

Obs.: nos homens, a infecção da Escabiose é mais comum nos genitais, enquanto que as mulheres geralmente apresentam lesões na região dos seios.

Todos esses sintomas da Escabiose são provocados pela ação direta do ácaro causador da doença, já que ele se movimenta nos túneis formados na pele e causa terríveis desconfortos.

Como é Feito o Diagnóstico da Escabiose?

Basta um exame clínico mais atencioso para identificar a formação dos túneis na pele causados pelo ácaro e analisar as lesões típicas da Escabiose para chegar a um diagnóstico preciso.

No entanto, em casos de pacientes que fazem uso constante de corticoides, pode ser necessário coletar o material da pele contido nas lesões dos sulcos e fazer uma pesquisa quanto ao tipo de parasita encontrado.

Por mais que a Escabiose possa ser diagnosticada sem maiores complicações por um clínico geral, o mais recomendado é que o paciente procure um dermatologista (médico especialista no tratamento de doenças da pele).

Pessoas que sofrem com problemas relacionados à baixa imunidade possuem maiores riscos de infecções provocadas pelo parasita causador da sarna.

Logo, nesses casos é preciso atenção redobrada quanto ao diagnóstico, evitando maiores complicações para o paciente.

Qual é o Tratamento da Escabiose?

O tratamento da Escabiose envolve uso de medicamentos tópicos, tais como escabicidas ou inseticidas especiais. Eles devem ser aplicados no corpo todo, menos na região que fica acima da linha do nariz e das orelhas.


Geralmente, a aplicação desses medicamentos pelo período de 3 dias é suficiente para sanar os sintomas.

No entanto, é de suma importância repetir a aplicação após 7 ou 10 dias para exterminar os ácaros gerados pelos ovos que ainda não haviam estourado na primeira aplicação dos medicamentos.

Dependendo do quadro apresentado pelo paciente, também pode ser necessário uso de medicamentos orais com a finalidade de combater os efeitos da infecção e demais sintomas provocados pela sarna.

A definição do melhor tratamento cabe ao médico, mediante observação das condições gerais de saúde do paciente, administração de outros tipos de medicamentos, histórico de hipersensibilidade etc.


Como Prevenir a Escabiose?

Para prevenir a Escabiose o primeiro passo é evitar contato direto e prolongado com as pessoas, roupas e objetos contaminados pelo ácaro.

É preciso que todas as pessoas que convivem diretamente com o indivíduo afetado pela Escabiose façam o tratamento para combater os ácaros. Somente dessa forma é possível eliminar os riscos de contágio.

Outros cuidados importantes que devem ser adotados são:

Lavar as Roupas de Banho, Cama e Uso Pessoal Diariamente

As roupas estão entre os primeiros agentes de contágio da Escabiose. Por isso, ao suspeitar que alguém em casa esteja sofrendo com este problema, é necessário fazer a lavagem diária das roupas pessoais e itens de cama e banho (lençóis, toalhas, fronhas etc.).

Essas roupas devem ser lavadas separadamente (não misturar com as roupas de outras pessoas).

Higienizar os Ambientes

O ácaro causador da sarna é mais comum em ambientes mal higienizados. Logo, uma das formas de prevenção dessa doença é cuidar da higienização diária dos ambientes, mantendo-os sempre limpos, vem ventilados e iluminados durante o dia.

A higienização deve ser ainda mais rigorosa em locais onde há grande fluxo ou aglomeração de pessoas.

Trocar de Roupa Diariamente

Para evitar a Escabiose, outra medida importante é trocar de roupa diariamente, já que os ácaros podem sobreviver por horas ( e até dias) fora do corpo, fazendo com que as roupas fiquem sujeitas ao contágio por outras pessoas.

Obs.: toalhas de banho, de rosto, lençóis e fronhas também devem ser trocados diariamente até que o tratamento da Escabiose termine e não ocorra mais riscos de contágio.

Fortalecer o Sistema Imunológico

Conforme mencionado, pessoas com sistema imunológico frágil tendem a correr mais riscos de contágio pelo ácaro causador da Escabiose.

Dessa forma, uma maneira de prevenir a doença é aumentar as defesas imunológicas principalmente por meio de uma alimentação rica em vitaminas, minerais e demais nutrientes que tornam o organismo mais resistente.

Tomar Banhos Diários

É de suma importância tomar banho diariamente para evitar o contágio de Escabiose. No caso de pessoas infectadas pela doença ou que mantém contato direto com indivíduos infectados, o recomendado é tomar no mínimo 3 banhos ao dia com água e sabonetes específicos que ajudam a combater a sarna, indicados pelo dermatologista ou clínico geral.


Para tratar a Escabiose e prevenir essa doença, a soma de todos os cuidados é essencial para resolver definitivamente o problema e evitar que o ácaro volte. Depois de saber todos esses detalhes, converse com seu médico e veja as melhores opções de tratamento.

Por mais que você se sinta bem, faça um Check-up  uma vez por ano.  Exames regulares ajudam seu médico acompanhar sua saúde e identificar alguma ameaça de doença, colocando você no caminho do tratamento.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.