Repoflor – Bula, O Que é, Indicações e Contraindicações

Repoflor consiste em um fármaco indicado para adultos e crianças, sendo disponibilizado em cápsulas e também no formato de pó oral.

Para saber todos os detalhes sobre esse medicamento, incluindo indicações e cuidados antes de iniciar o tratamento, confira nosso artigo.


Para Que Serve o Repoflor?

O Repoflor é recomendado para restaurar as funções biológicas da flora intestinal, atuando também como um medicamento auxiliar no tratamento dos quadros de diarreia provocado pelo bacilo Clostridium difficile, na maioria das vezes ocasionado pelo uso de quimioterápicos e antibióticos.

Repoflor

Como o Repoflor Age?

Ao ser ingerido, o Repoflor contribui para o desenvolvimento da flora intestinal fisiológica, atuando na inibição dos germes prejudiciais ao tubo digestivo.

As substâncias contidas nesse fármaco impedem o crescimento de diversos agentes perigosos, tais como Salmonella, Proteus, Pseudomonas, Escherichia coli, Candida albicans, Shigella, Staphylococcus e Pseudomonas.

Composição da Fórmula

A fórmula de Repoflor apresenta variações de acordo com o formato em que é disponibilizado (em pó ou cápsulas). Vejamos cada uma delas.

Cápsulas

  • Saccharomyces boulardii (princípio ativo);
  • Estearato de magnésio (excipiente);
  • Dióxido de silício (excipiente);
  • Lactose monoidratada (excipiente).

Pó Oral

  • Saccharomyces boulardii (princípio ativo);
  • Estearato de magnésio (excipiente);
  • Lactose (excipiente);
  • Sacarina sódica (excipiente);
  • Dióxido de silício (excipiente);
  • Essência de morango (excipiente).

Contraindicações do Repoflor

Repoflor, assim como todos os medicamentos, apresenta determinadas contraindicações que devem ser consideradas com atenção. Esse fármaco não é recomendado nos seguintes casos:

– Pacientes que possuem hipersensibilidade a leveduras, sobretudo a Saccharomyces boulardii, ou aos demais componentes presentes na fórmula desse medicamento.

– Pessoas que apresentam vias de acesso central (acesso venoso central) apresentam maiores riscos de fungemia (ocorrência de fungos no sangue).

Efeitos Colaterais do Repoflor

Os efeitos colaterais do Repoflor também devem ser conhecidos antes que o tratamento com esse medicamento seja iniciado. As possíveis reações adversas incluem:

Efeitos Hematológicos

A presença de fungos no sangue foi observada em situações de administração não oral acidental ou nos casos de pacientes com comprometimentos no sistema imunológico.

Angiodema

Existe relato de Saccharomyces boulardii provocar edema de Quincke (trata-se de uma desordem caracterizada por um inchaço no tecido subcutâneo, que afeta principalmente os tecidos moles do corpo (língua, lábios, pálpebras, laringe, genitália etc.).

Efeitos Colaterais Dermatológicos

O uso de Saccharomyces boulardii tem sido associado com coceira, crises de urticária e exantema (erupções cutâneas).

Efeitos Gastrintestinais

É possível que o uso de Saccharomyces boulardii provoque quadros de flatulência e constipação intestinal.

Ao notar um ou mais dos efeitos colaterais mencionados, principalmente quando eles se apresentam com maior intensidade, é essencial suspender temporariamente o uso do medicamento e consultar o médico responsável pelo tratamento ou um serviço de pronto atendimento médico.


Como Usar Repoflor

A posologia de Repoflor e modo de usar esse medicamento varia de acordo com a forma disponibilizada (cápsula ou pó) e a idade do paciente. Vejamos cada situação.

Cápsulas de 100mg

Nos casos de alterações agudas na flora intestinal ou de quadros de diarreia provocados por Clostridium difficile, é indicado consumo de 2 cápsulas de Repoflor 2 vezes ao dia.

Nas situações de alterações crônicas na flora do intestino, é recomendado consumir 1 cápsula 2 vezes por dia.

Cápsulas de 200 mg

Nas situações em que há alterações agudas na flora intestinal e ocorrência de diarreia provocada por Clostridium difficile, é indicado consumo de 1 cápsula 2 vezes ao dia.

Em interações crônicas da flora intestinal, recomenda-se 1 cápsula 1 vez ao dia.

Quando há alterações agudas na flora intestinal ou quadro de diarreia provocado por Clostridium difficile, é indicado 1 envelope de Repoflor 2 vezes ao dia.

Esse medicamento deve ser ingerido preferencialmente logo pela manhã, em jejum, ou meia hora antes das refeições.

Pacientes que estão fazendo tratamento com medicamentos quimioterápicos ou com antibióticos devem tomar o Repoflor um pouco antes de ingerir esses outros tipos de medicamentos.

No caso de adultos, o recomendado é que as cápsulas de Repoflor sejam ingeridas inteiras, sem que sejam mastigadas e com um pouco de água.

Já no caso de crianças ou pessoas que apresentam dificuldades para engolir, é indicado abrir as cápsulas e despejar o conteúdo em líquidos para depois ingerir.

Obs.: assim que abertas, o conteúdo das cápsulas deve ser consumido imediatamente e o conteúdo não pode ser misturado a bebidas ou alimentos quentes ou gelados.

Por mais que essa seja a posologia indicada de uma maneira geral, caberá sempre ao médico recomendar a melhor dosagem de acordo com as condições apresentadas por cada paciente.

Cuidados Necessários ao Usar Repoflor

Quanto ao Repoflor, é preciso considerar alguns cuidados adicionais antes de iniciar a administração do medicamento. Esses cuidados são:

– Ainda que o Repoflor contenha lactose em sua composição, esse medicamento pode aumentar a produção de lactase, fazendo com que os efeitos da intolerância à lactose não ocorram.

– Não é recomendado o uso de Repoflor de forma concomitante com antifúngicos.


– Lactose é uma substância derivada do leite para consumo humano. Logo, pessoas que adotam a dieta vegana podem não estarem habituadas ao consumo diário de lactose.

– Durante o tratamento com esse remédio, não é permitido consumo de bebidas alcoólicas.

– O tratamento nunca deve ser suspenso sem autorização médica.

– Esse medicamento, seja em cápsulas ou em pó, deve ser mantido fora do alcance de crianças pequenas e animais domésticos.

Por Que Consultar Um Médico

Todas as pessoas que sofrem com problemas ou alterações intestinais devem consultar um médico para que sejam identificadas as causas exatas do problema.

Além disso, dependendo do quadro apresentado pelo paciente, é possível que seja necessário uso de outros medicamentos.

Adequações na alimentação, ainda que sejam por um certo período, também podem ser necessárias para reestabelecer o equilíbrio orgânico do paciente, fazendo com que o intestino e atividades digestivas sejam regularizadas.

Dessa forma, o acompanhamento médico é necessário antes, durante e depois do uso de Repoflor, até que o problema esteja totalmente resolvido.


Depois de saber sobre Repoflor, compartilhe essas informações com outras pessoas para que elas também saibam como tratar problemas na flora intestinal e determinados quadros de diarreia.

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.