Eno – Bula, O Que é, Indicações e Contraindicações

Eno, também conhecido como Sal de Fruta, é um dos itens mais populares nas farmácias e amplamente consumido pelos brasileiros. Quer conhecer todos os detalhes sobre este medicamento? Confira nosso artigo.

O Que é Eno?

Eno consiste em um medicamento em formato de pó efervescente que é disponibilizado na versão sem sabor e também com sabor de frutas (limão, camomila, laranja, abacaxi e guaraná) em envelopes individuais ou em frascos.


Por ser bastante popular, esse Sal de Fruta é vendido em farmácias e também em supermercados. Eno é produzido pelo laboratório GraxoSmithKline, o mesmo que produz o Sonrisal.

Eno

Para que o Eno é Indicado?

Eno é recomendado para alívio de má digestão, azia e demais desconfortos estomacais geralmente provocados pela alta acidez estomacal ou indigestão ácida.

Composição da Fórmula

Eno é disponibilizado nas versões sem e com sabor. A fórmula desse medicamento varia um pouco de acordo com os sabores (mantendo sempre os princípios ativos). Vejamos.

Eno (sem sabor)

– Bicarbonato de sódio;

– Carbonato de sódio;

– Ácido cítrico.

Eno (sabor limão)

– Bicarbonato de sódio;

– Carbonato de sódio;

– Ácido cítrico;

– Sacarina sódica;

– Aroma de limão;

– Amarelo de quinolina.

Eno (sabor guaraná)

– Bicarbonato de sódio;

– Carbonato de sódio;

– Ácido cítrico;

– Sacarina sódica;

– Aroma de guaraná;

– Corante caramelo.

Eno (sabor camomila)

– Bicarbonato de sódio;

– Carbonato de sódio;

– Ácido cítrico;

– Maltodextrina;

– Sacarina sódica;

– Sabor de camomila.

Eno (sabor laranja)

– Bicarbonato de sódio;

– Carbonato de sódio;

– Ácido cítrico;

– Ciclamato de sódio;

– Aroma de laranja;

– FD&C amarelo nº6 (CI 15985).

Eno (sabor abacaxi)

– Bicarbonato de sódio;

– Carbonato de sódio;

– Ácido cítrico;

– Sacarina sódica;

– Maltodextrina;

– Aroma de abacaxi;

– Amarelo de quinolina.

Contraindicações do Eno

Eno, ainda que eficaz no combate à azia e má digestão, apresenta algumas contraindicações que devem ser respeitadas, sendo que esse medicamento não é recomendado nos seguintes casos:

– Pacientes que possuem histórico de reações alérgicas a qualquer um dos componentes contidos na fórmula;

– Hipertensos (pessoas que sofrem de pressão alta);

– Pacientes que apresentam problemas ou alterações no fígado;

– Indivíduos com alterações cardíacas;

– Pessoas com problemas ou alterações renais;

– Pacientes que seguem uma dieta com restrições ao sódio.

Gestantes e mulheres que estão amamentando devem consultar o médico antes de iniciar o consumo de Eno de forma pontual ou frequente.

Obs.: pessoas que sofrem com outras doenças sempre devem informar essa condição ao médico (ainda que essas doenças não estejam nessa lista de contraindicações).

Efeitos Colaterais do Eno

Eno apresenta poucos possíveis efeitos colaterais que podem aparecer de acordo com características específicas de cada organismo. Essas reações adversas são:

– Distensão abdominal;

– Eructação (arrotos);

Gases;


– Irritação gastrointestinal leve.


Caso um ou mais desses efeitos apareçam de forma mais intensa é preciso informar o médico para que sejam feitas mudanças no tratamento.

Como Tomar Eno?

Eno deve ser ingerido logo que os primeiros desconfortos trazidos pela azia e má digestão aparecem, já que isso faz com que o problema seja resolvido de forma mais rápida.

Basta dissolver um envelope (5g) de Eno em um copo de água pequeno (cerca de 200ml), aguardar completar a efervescência e tomar de uma vez.

No caso de quem prefere consumir esse Sal de Fruta ao adquirir o frasco, é só considerar a medida de 1 colher (chá) desse Sal de Fruta (ao invés de 1 envelope).

É possível ingerir o Sal de Fruta novamente após um período de 2 horas, caso isso seja preciso.

É importante frisar que a dose máxima diária recomendada desse Sal de Fruta é de 2 envelopes (ou 2 colheres de chá). Quanto ao período de utilização desse medicamento, ele não deve ser superior a 14 dias.

Cuidados Gerais ao Tomar Eno

Ao beber Eno é importante que a água não esteja muito gelada, já que isso prejudica um pouco o processo de efervescência. A água deve ser mineral ou filtrada.

O Sal de Fruta nunca deve ser misturado e usado na mesma vez que outros medicamentos para acidez estomacal, tais como Sonrisal.

A Importância de Consultar Um Médico

Eno e demais medicamentos para a acidez do estômago, por mais que sejam eficientes e promovam o alívio desejado, não resolvem as causas do problema.

Ou seja, quando quadros de má digestão e azia são frequentes e o paciente apresenta outros desconfortos estomacais, é obrigatório consultar um médico para explicar a situação e fazer uma série de exames de imagem e laboratoriais.

O excesso de ácido no estômago pode acarretar sérios problemas para o aparelho gastrointestinal, tais como gastrite, formação de úlceras etc.

Tratamentos Alternativos

Embora esse Sal de Fruta e outros medicamentos sejam recomendados pelo médico, é necessário que o paciente faça algumas adequações na rotina que funcionam como tratamentos complementares para controlar a acidez estomacal e melhorar o desempenho do sistema digestivo como um todo.

Hábitos Alimentares

Para controlar a acidez estomacal na maioria das vezes é necessário fazer uma mudança significativa nos hábitos alimentares, já que determinados tipos de alimentos e bebidas agravam o problema.

Além de remover alguns itens do cardápio é preciso inserir outros que sejam benéficos para o sistema gástrico.

O mais indicado é contar com o apoio de um médico ou nutricionista para listar todos os alimentos permitidos e os “proibidos” para quem apresenta episódios constantes de acidez estomacal elevada.

Técnicas de Relaxamento

Desordens estomacais muitas vezes são provocadas por períodos intensos de estresse – o que pode agravar para o surgimento de doenças.

As técnicas de relaxamento que envolvem principalmente meditação, respiração, posturas corporais etc. são de imensa ajuda para aliviar os efeitos do estresse e melhorar a saúde estomacal.

Beber Bastante Água

Todos os dias é fundamental beber 2 litros de água para eliminar todas as substâncias que podem ficar em excesso no organismo e contribuir para o aumento da acidez no estômago.

Eno, observadas as contraindicações, pode ser ingerido de forma pontual ou dentro do período de 14 dias. Caso os desconfortos não sejam resolvidos, é preciso consultar um gastroenterologista.


Compartilhe essas informações com seus amigos e familiares para que todos ganhem mais saúde e qualidade de vida.

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.