Dimeticona: Bula, Indicações, Efeitos Colaterais, Como Usar

Confira Tudo Sobre a Dimeticona, Uma Medicação Específica Prescrita Pelo Seu Médico. Conheça as Principais Indicações e Modos de Uso do Remédio!

A Dimeticona tem indicação para indivíduos que apresentam gases em excesso a partir do aparelho de digestão.


Os gases acumulados na região estomacal e intestinal denominam-se como flatulências. Isto porque se destacam como dores, estufamentos ou cólica abdominal.

Os gases eliminados aliviam estas condições. Portanto, o medicamento também pode ter uso como um remédio auxiliar nos testes clínicos como endoscopias digestivas, bem como na preparação de indivíduos que passarão por radiografias abdominais.

Dimeticona: Quais as Indicações?

Dimeticona

A Dimeticona trata-se de um silicone de caráter antiespumante, capaz de apresentar efeito antiflatulento, promovendo o alívio do mal estar gástrico provocado pelos gases em excesso.

Uma das condições mais comuns que os médicos enfrentam em prática do dia-a-dia são queixas sobre excesso de flatulências do intestino e distensão do abdômen provocada por eles, em virtude da aerofagia.

Sob o formato de gotinhas, o medicamento apresenta valoração incontestável para tratar  a cólica do intestino de lactente.

Neste mesmo formato, é mais fácil administrar aos indivíduos acamados no pós-cirúrgico.

O medicamento age na região intestinal e estomacal, reduzindo tensões superficiais de líquidos digestivos, desencadeando a ruptura de bolhas que fazem a retenção dos gases.

Ao liberar estes elementos, os gases têm eliminação fácil pelos flatos.

Demais Indicações da Dimeticona

Tem indicação para excesso dos gases em aparelho gastrointestinal que apresentam dores, incômodos ou cólicas do intestino bem como as condições de:

  • borborigmo;
  • meteorismo;
  • aerofagia;
  • eructação;
  • pós-operatórios;
  • convalescença.

A recomendação é para a preparação intestinal de indivíduos em radiografias abdominais.

Apresentações da Dimeticona

  • emulsão oral de 75mg/ml;
  • embalagem composta por um frasco de conta gotas composta por 15mL.

Utilização adulta, pediátrica e oral.

  • 1ml de emulsão oral com 75mg de dimeticona;

Excipiente

  • celulose microcristalina;
  • metilparabeno;
  • ciclamato sódico;
  • goma xantana;
  • corante vermelho 40;
  • essência de cereja;
  • sacarina sódica;
  • ácido cítrico;
  • álcool etílico 96%;
  • água deionizada.

O medicamento é antigases com indicação para tornar propenso o alívio rápido do estômago estufado, inchado e desconfortável provocado pelos gases.


A medicação age na região estomacal e intestinal, reduzindo a tensão superficial de líquido digestivo, desencadeando rompimento de bolhas de gases que promovem a retenção dos mesmos.

Efeitos Colaterais da Dimeticona

Este medicamento é, de forma fisiológica, inerte e desprovido de toxicidade. Depois que houver a administração oral, o medicamento tem eliminação a partir das fezes de modo inalterado.

Informar ao médico o surgimento de reação desagradável.

Contraindicações da Dimeticona

A utilização da Dimeticona tem contraindicação em situação de hipersensibilidades conhecidas ao elemento Dimeticona ou demais compostos da fórmula.

Interação Por Medicamentos

Não há o conhecimento, portanto, de interação deste remédio com demais medicações.

Como Usar a Dimeticona?

  • público pediátrico e lactentes – 4 a 6 gotas, 3x por dia;
  • público pediátrico até 12 anos – 6 a 12 gotas, 3x por dia;
  • maiores de 12 anos e adultos – 16 gotas, 3x por dia,

Gotas podem ter administração de forma direta pela via oral, ou em diluição num quantitativo pequeno de água ou outra alimentação.

As dosagens podem ter o aumento, portanto, a depender do especialista.

Utilize o frasco, rompendo o lacre da tampa. Depois, então, vire o frasco em posição deitada para gotejar.

Lembre-se, portanto, de agitar o medicamento antes de usar.

Superdosagens

Em situação de superdosagem por acidente, fazer a consulta do médico de forma imediata. É importantíssimo, portanto, seguir de forma correta o modo de uso.

Não sumindo os sinais, procurar recomendação médica. 

Há diversos formatos de eliminação dos gases do intestino que estão presos, contudo, um dos modos mais simples e práticos consistem em consumir um chá de funcho em conjunto de erva-cidreira e fazer caminhadas por minutos específicos.

Isto porque, deste modo, há a possibilidade de promover o estímulo da função intestinal, de modo a eliminar os gases naturalmente, ao passo que esteja caminhando.

Nas situações em que não há a possibilidade de fazer a eliminação dos gases somente com a utilização desta infusão, pode haver a necessidade de fazer massagem abdominal para que se evite o excesso acumulado dos gases que podem causar dor aguda, podendo ser confundida com um infarto. 

Como Eliminar os Gases?

A eliminação dos gases pode acontecer de forma rápida a partir do medicamento, em questão.

Determinados remédios podem ser adquiridos sem a receita, porém precisam ser indicados por algum especialista.

A medicação pode fazer a modificação dos gases, alcançando a circulação do sangue e tendo a eliminação a partir da respiração. 


Se mesmo ao seguir estas orientações, ainda se continuar com gases presos pode-se fazer um clister em casa para eliminar as fezes e juntamente os gases.

Para isso deve-se comprar na farmácia um remédio em forma de supositório que deve ser introduzido pelo ânus e que depois de alguns minutos provoca a eliminação de uma grande quantidade de fezes, o que limpa o intestino e elimina completamente os gases presos, trazendo alívio dos sintomas de forma rápida e eficiente.

Determinadas técnicas podem ser utilizadas em conjunto dos medicamentos. São elas:

Fazer Pressão Abdominal

A fim de se livrar de um jeito rápido dos gases do intestino, um bom modo é fazer a compressão abdominal.

Para tanto, portanto, é preciso deitar de barriga pra cima, dobrando o joelho em parte superior da barriga, fazendo a pressão.

Trata-se de uma excelente alternativa, então, para fazer a eliminação dos gases em crianças e bebês, porque não há a apresentação de quaisquer tipos de riscos para a saúde.


Massagem

Outro modo de muita eficiência, portanto, é realizar uma massagem no abdômen, com movimentação circular suave, de cima pra baixo, como se empurrasse os gases para parte externa do corpo. 

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.