Obesidade: O Que é, Informações, Causas, Tratamentos

Confira Todas as Informações Sobre a Obesidade. Veja as Causas, Sintomas e Opções de Tratamento Para Esta Condição que Acomete a Saúde!

A Obesidade é uma condição que prejudica muita gente que segue uma alimentação desregrada e hábitos ruins em relação à saúde.


Há diversas formas de tratamento para esta condição, que podem ou não envolver intervenção medicamentosa e demais aprimoramentos da rotina.

O Que é Obesidade?

Obesidade

Trata-se de uma patologia onde há o acúmulo de gorduras no organismo, provocado pela ingestão excessiva de calorias em relação aos alimentos, superiores aos valores utilizados pelo organismo devido ao seu manejo e procedimento de exercícios diários como atividades da rotina.

Portanto, a doença ocorre ao passo que o consumo alimentar seja superior ao gasto das energias que exerce durante o dia.

As gorduras em excesso podem desencadear diversas outras patologias como:

Em virtude dos riscos envolvidos, é imprescindível perder peso ainda que não esteja presenciando nenhum tipo de sensação ruim como os sintomas das doenças mencionadas.

É um tanto complicado fazer a mudança dos costumes alimentares e realizar atividades físicas. Porém, se houver o planejamento, é totalmente possível obter bons resultados.

Ao passo que se faça a ingestão de maior quantitativos de calorias do que, de fato, é gasto, ganha-se peso. Aquilo que se ingere e os exercícios feitos durante o dia causam influência nisto.

Caso haja hereditariedade, pessoas de sua família que apresentem obesidade, é possível que você também apresente grandes chances de também apresentar a doença.

Ainda, a família auxilia efetivamente na composição do hábito alimentar. A correria de uma vida acaba tornando mais dificultosa a atividade de planejamento de refeição e fazer alimentação saudável.

O segredo, neste caso, é sempre fazer o consumo de menor quantitativo de calorias do que serão gastas.

Obesidade infantil

A obesidade infantil ocorre ao passo que a criança apresente peso maior do que a recomendação para a faixa etária e altura.

Conforme o IBGE, hoje, 1 a cada 3 crianças brasileiras peso mais do que a recomendação para a sua idade.

O IMC determinado para este público é diferente da faixa etária e tem variação conforme a idade e o gênero.

Estes quilos a mais são capazes de trazer consequências para as crianças até que atinjam a vida adulta, ainda que a obesidade tenha reversão neste prazo.

Patologias como hipertensão,, diabetes e colesterol alto caracterizam-se como consequências da obesidade pediátrica sem tratamento.

O cenário pode desencadear problemas com a autoestima, bem como depressão infantil.

Tipos

A doença pode ter classificação de vários modos, a exemplo disso são as categorias a seguir:

Tipo Homogênea – trata-se daquela em que há os elementos gordurosos em depósito de modo homogêneo, nas pernas e braços, além da barriga;


Tipo Androide – trata-se da patologia em forma de maçã, principalmente em homens e também mulheres que estejam em período pós-menopausa, acumulando os elementos gordurosos na área do abdômen e tórax.

Neste caso, há a elevação do risco cardiovascular.

Tipo Ginecoide – é a obesidade em forma de pêra. Geralmente, são as mulheres que apresentam essa característica.

Existe um acúmulo de elemento gorduroso na área inferior do organismo, com concentração no quadril, coxas e nádegas.

Tem associação a maior casos de varizes e artroses.


Causas da Obesidade

As razões que possibilitam a causa da doença, de modo geral, caracterizam-se multifatoriais, envolvendo aspectos ambientais, genéticos, estilo de vida e aspecto emocional. A patologia pode ter atribuição a uma razão médica, como as seguintes:

  • síndrome de Cushing;
  • síndrome de Prader-Willi;

Contudo, tais transtornos se caracterizam por serem raros. De modo geral, as razões principais são as seguintes:

  • inatividade – se não for uma pessoa muito ativa, não há a queima dos valores calóricos. O sedentarismo pode facilitar a ingestão de maiores quantidades de calorias diariamente, do que a atividade diária normal;
  • alimentação não-saudável – o aumento do peso é inevitável, caso você consuma de forma regular mais calorias do que aquilo que queima. A maioria das alimentações americanas é fonte calórica cheia de fast food e líquidos com muita caloria.

Sintomas da Obesidade

A doença não apresenta sintomas. O que acontece são manifestações que decorrem da patologia como as seguintes condições:

  • limitação da movimentação;
  • sudorese excessiva;
  • fadiga;
  • dor na coluna;
  • dor nas pernas.

Esta patologia é caracterizada pelo acúmulo em excesso dos elementos gordurosos do corpo. Tem diferenciação pelo teor de gravidade e local onde está o acúmulo.

Tratamento Para Obesidade

O tratamento da doença apresenta complexidade e envolve diversas áreas da saúde. Não há um tipo de tratamento de teor farmacológico a longo prazo que não tenha o envolvimento de modificações do estilo de vida.

Em razão de que a obesidade é causada pelo consumo energético que faz a superação do gasto do corpo, o formato mais simples do tratamento é adotar o estilo de vida com hábitos saudáveis e menores consumos de calorias.

Além disso, é preciso ocorrer exercício físico. A mudança não só causa o peso reduzido e a reversão da doença, como torna mais fácil o manejo do cenário de saúde.

Dieta saudável

Ainda que a correria diária torne mais difícil o processo de realizar uma dieta saudável, modificações simples já são capazes de se tornarem diferenciais em relação à saúde.

  • Investir em legumes, frutas, vegetais;
  • Evitar alimentação que é composta por bolacha, biscoito e refeição pronta – fontes de sódio, açúcar e elementos gordurosos;
  • Preferir a alimentação integral do que a refinada;
  • Reduzir o quantitativo de vezes em que os familiares comerão fora;
  • Limitar a ingestão de bebidas com açúcar, como suco industrializado;
  • Servir porção adequada;
  • Exercícios físicos;
  • Aumento da prática de exercício físico – é parte fundamental do tratamento da patologia.

Grande parte dos indivíduos que conseguem manter a prática do exercício físico apresentam um resultado mais rápido.

O exercício, portanto, é parte fundamental para o emagrecimento, ainda que seja somente uma caminhada por dia.

O importante, por isso, é se manter ativo e mantendo hábitos saudáveis para atingir a conclusão do tratamento.


Não esquecer de aliar a boa alimentação a este tratamento é essencial, porque a saúde depende disso também.

Consulte, portanto, um especialista. Isto porque só ele pode saber exatamente o que fazer para obter sucesso e bons resultados para a sua saúde!

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.