Artrite Reumatóide: O Que é, Causas, Sintomas, Tratamento

Descubra Tudo Sobre a Artrite Reumatóide, Uma Doença que Pode Acometer o Organismo Humano. Veja as Informações e Principais Formas de Tratamento!

Artrite Reumatoide é uma patologia autoimune que causa os sinais como dores e vermelhidões.


Os inchaços e dores nas articulações prejudicadas, além da rigidez e das dificuldades de movimentação dessa articulação dura, aproximadamente, 1h depois que acorda.

O Que é Artrite Reumatóide?

artrite reumatóide

A condição que segue as siglas AR é uma patologia de inflamação crônica, que de modo geral, prejudica a articulação pequena dos pés e das mãos.

A doença causa interferência em relação ao revestimento da articulação, provocando inchaços que doem muito e que, de forma eventual, resultam em erosões dos ossos e deformidades articulares.

A condição patológica é um problema autoimune. Isto porque prejudica a imunidade, que ataca o próprio organismo em relação ao tecido saudável, de forma enganada.

De acordo com a reumatologista, além de provocar problemas em juntas, a AR, em determinadas situações pode prejudicar o organismo, bem como o pulmão, a pele e demais vasos de sangue.

Conforme a Sociedade Brasileira de Reumatologia, a AR prejudica 1 % de toda a sociedade e quaisquer indivíduos podem ter o desenvolvimento desta patologia, de público infantil até o público idoso.

Especialistas revelam que, em período da infância, de 2 a quinze anos, o cenário clínico é denominado como Artrite Reumatoide Juvenil.

Em etapa da faixa etária adulta, a nomenclatura é a mesma citada anteriormente.

Esta patologia pode ter manifestação com uma frequência maior em relação às mulheres.

Isto porque as questões hormonais são fundamentais neste caso, em razão do estrogênio que pode mexer com a imunidade feminina.

Porém, afirmar isto ainda não é possível. É apenas uma hipótese.

Causas da Artrite Reumatóide

As causas exatas da condição patológica são desconhecidas. Considera-se este um problema, onde há a participação de diversos aspectos convergentes numa pessoa sujeita ao desenvolvimento do mesmo.

Por esta razão, hoje, não há um remédio que faça a cura da patologia. Os aspectos que se relacionam com tal desenvolvimento são estes:

Fator genético

Há uma determinada predisposição hereditária que faz a participação no desenvolver e caráter de gravidade desta condição patológica.

Dentre as características variantes, há a explicação de que a presença da doença pode manifestar questões clínicas específicas que variam de indivíduo para indivíduo.

Portanto, a gravidade nunca é a mesma para todos.

Fator ambiental

Há aspectos ambientais que desencadeiam a condição, em conjunto aos aspectos hereditários. Estes fatores são determinantes para o desenvolvimento da patologia.

Neles, há a inclusão de local, clima, desenvolvimento, fumo, questões hormonais e demais infecções por vírus, de forma principal.


Isto não quer dizer, portanto, que patologia seja consequência direta da infecção, porém, de uma infecção que pode provocar alteração dos elementos celulares da imunidade, desencadeando um caráter autoimune.

Fator genético e cigarro

A condição, em questão, como quaisquer outras patologias, podem se manifestar em fases diferenciadas da vida das pessoas.

Contudo, em grande parte das situações, o começo se dá entre a idade dos 30 até os 50 anos, em ambos os gêneros.

A utilização do cigarro é, de fato, um grande fator potencial para desencadear a condição.

Sintomas da Artrite Reumatóide

Dentre os principais sintomas da AR, podemos citar:

  • dores nas articulações dos pés e dedos das mãos;
  • dores nas articulações dos tornozelos e dos joelhos;
  • dores nas articulações dos ombros e cotovelos;
  • dores nas regiões do quadril;
  • dores, inchaços e elevação da temperatura da articulação;
  • caroço firme do tecido na pele dos braços – nódulos reumatoides;
  • rigidez matutina, que pode ter duração por horas;
  • cansaço;
  • febre;
  • dificuldade para a movimentação em determinadas articulações no período matutino;
  • perda do peso sem intenção.

Estes sintomas e sinais da artrite podem ter variação em questões de gravidade, bem como de intermitência, aparecendo e desaparecendo, logo em seguida.

Prazos de maiores atividades da patologia, denominados como crises, têm alternância em prazos da remissão – inchaço e as dores das articulações acabam desaparecendo ou têm menor frequência.

Ainda, a doença inativa pode ser notada nos testes em laboratório.

Tratamento para Artrite Reumatóide

Os tratamentos específicos para a condição da Artrite Reumatoide, de modo geral, tem início com medicação anti-inflamatória, injeção de substâncias corticoides e medicamentos imunossupressores.

Estes podem ter utilidades em casos de crises ou fora delas.

Ainda, é imprescindível que:

  • se faça a fisioterapia, de modo especial, em momento da crise, ao passo que haja dor inflamatória ou intensa;
  • se faça a adoção de dietas ricas em alimentação anti-inflamatória com salmão, atum, laranja ou alho;
  • se faça alongamento ao longo do dia;
  • se faça a aplicação de bolsas com água quente em relação a articulação;
  • se faça a prática de atividades leves ou moderados nos prazos alheios às crises, como pilates e hidroginásticas.

Fisioterapias são imprescindíveis para este tratamento da condição, em questão.

Inclui-se, neste caso, a utilização de bolsas quentes, atividades específicas, aparelhos, técnicas de mobilização das articulações, bem como fortalecimento muscular que auxilia na prevenção da deformidade e de aprimoramento dos movimentos e do cotidiano do indivíduo.


Em última situação, ao passo que as articulações estejam comprometidas e nada pareço promover o alívio dos sinais, o especialista pode fazer a sugestão de intervenções cirúrgicas.

Neste caso, a intenção é realizar o realinhamento dos tendões, a substituição de articulações, a remoção do excesso de membranas sinoviais ou a união de dois elementos ósseos, para que não exista mais a articulação.

Para exemplificar, isto pode ser bastante interessante em relação ao dedo mindinho.


Prevenção

Não há o conhecimento científico de modo de prevenção da AR. Contudo, os diagnósticos precoces e tratamentos específicos podem ser imprescindível para a prevenção dos prejuízos nas regiões das articulações.

Por mais que você se sinta bem, faça um Check-up  uma vez por ano.  Exames regulares ajudam seu médico acompanhar sua saúde e identificar alguma ameaça de doença, colocando você no caminho do tratamento.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.