Histamin: Bula, Para Que Serve, Contraindicação, Como Usar

Conheça as principais informações sobre o Histamin e saiba todos os prós e contras da medicação, antes de fazer uso. Confira também a contraindicação deste remédio!

O Histamin é um medicamento pertencente a categoria de medicação anti-histamínica. Estes elementos auxiliam na redução dos sinais de alergias, na prevenção das ações da histamina, com produção pelo próprio organismo.


Histamin: Quais Suas Indicações?

Histamin

Trata-se de um medicamento que atua a aliviar os sinais de manifestação alérgica como:

  • eczema alérgico;
  • urticária;
  • angioedema;
  • reação a substâncias químicas e soros;
  • picadas de insetos;
  • coceira anal;
  • rinites vasomotoras;
  • febre do feno.

É possível, também, ter emprego eficaz em situações asmáticas, tosses espasmódicas, dores de cabeça e previne reação alérgica, bem como injeção de elementos alergênicos.

Apresentações do Histamin

O Histamin pode ser encontrado nas seguintes apresentações:

  • Comprimido: Caixa com 20 comprimidos;

Utilização oral, adulta e infantil a partir de 12 anos.

  • Xarope: Frasco com 100ml;

Utilização oral, adulta e infantil a partir de 2 anos.

Efeitos Colaterais do Histamin

Os efeitos colaterais deste medicamento podem surgir da seguinte forma:

  • vômitos;
  • náuseas;
  • diarreia;
  • dores epigástricas;
  • sono leve a moderado.

Outro tipo de reação que acontece de forma menos frequente em relação a outros antialérgicos, é o sinal de:

  • secura da boca;
  • hipotensão;
  • anorexia;
  • dores de cabeça;
  • agitação;
  • sedação;
  • nervosismo;
  • fraqueza;
  • sudorese;
  • diplopia;
  • poliúria;
  • dermatite.

Informar o seu especialista em caso de surgimento de reação desconfortável, como:

  • vista turva;
  • fraqueza;
  • nervosismo;
  • falta de apetite;
  • secura da boca.

Contraindicações do Histamin

  • Público infantil menor que dois anos e público feminino que apresente período gestacional* maior que três meses e que estejam em momento de lactação.

*Mulheres grávidas, em primeiro trimestre gestacional, podem até fazer uso do medicamento. Contudo, só em casos de extrema necessidade e em situação obrigatória acompanhada por um médico.

Indivíduos hipersensíveis a quaisquer substâncias da composição e que tratem inibidores da monoaminoxidase (IMAO) ou permaneçam em prazo de até 2 semanas posteriores a descontinuação do mesmo, devem evitar o medicamento, em questão.

A contraindicação também é para aqueles que apresentem insuficiência hepática, bem como:


  • hipertireoidismo;
  • hipertensão grave;
  • patologia isquêmica crônica grave cardíaca;
  • coronariopatia grave.

Como Usar o Histamin?

A administração do Histamin é de acordo com a idade do paciente que irá tomar o medicamento. Normalmente, a indicação é da seguinte forma:

Xarope

  • Crianças entre 2 e 4 anos: 1,25ml de 8 em 8h por, aproximadamente, 3 dias ou até que os sintomas desapareçam.
  • Crianças entre 5 e 8 anos: 2,5ml de 8 em 8h por, aproximadamente, 3 dias ou até que os sintomas desapareçam.
  • Crianças entre 9 e 12 anos: 5ml de 8 em 8h por, aproximadamente, 3 dias ou até

que os sintomas desapareçam.

  • Adultos a partir de 12 anos: 10ml de 8 em 8h por, aproximadamente, 3 dias ou até que os sintomas desapareçam.

Comprimidos

  • Crianças entre 6 e 12 anos:  ½ comprimido de 8 em 8h por, aproximadamente, 3 dias ou até que sintomas desapareçam.
  • Adultos a partir de 12 anos: 1 comprimido de 8 em 8h por, aproximadamente, 3 dias ou até que os sintomas desapareçam.

Histamin é Bom Para Rinite?

A rinite alérgica aparece ao passo que um indivíduo alérgico faz a inalação de algum fragmento que promove o estímulo da imunidade. Em fase infantil, ao contatar diversas potentes alérgenos, não apresentamos grandes problemas.

Os indivíduos alérgicos são aqueles que, ao contatar determinados fragmentos, produzem anticorpos em combate a  eles, como se estes agentes invasores pudessem causar algum dano, de mesma forma que uma bactéria, um vírus.

De mesma forma que a histamina, o elemento que provoca os sinais de rinite alérgica, elementos anti-histamínicos como o medicamento, em questão, são passíveis do uso para tratamento. 


Contudo, as substâncias anti-histamínicas, ainda que tornem melhores os quadros de coceira, espirros e coriza, não apresentam tanta efetividade em combate a congestão do nariz. Em virtude disso, é necessário o complemento deste tratamento com um descongestionante.

É normal que, no mercado, associe-se a solução do nariz com a combinação de de um antialérgico e descongestionante.

Histamin é Bom para Alergia na Pele?

A condição da alergia da pele é uma consequência de inflamação que possibilita ter a manifestação do quadro em áreas diferenciadas do corpo como:

  • mãos;
  • boca;
  • pés;
  • braços;
  • pescoço;
  • axilas;
  • pernas;
  • barriga;
  • costas.

A alergia provoca os sinais de:

  • vermelhidões;
  • bolinhas brancas ou vermelhas;
  • coceira.

Ainda, em determinadas situações, a alergia da pele pode desencadear outras situações como o angioedema. A condição alérgica da pele é passível de diferenciados motivadores como:

  • um medicamento;
  • o sol;
  • um desodorante;
  • picadas de insetos;
  • protetores solares.

Todas estas alergias podem ter tratamento a partir da utilização medicamentosa do remédio, em questão.


Histamin Causa Sono?

Não há dúvidas que o paciente que esteja utilizando o medicamento apresentado possa demonstrar muito sono. Porém, este fator segue o critério leve ao moderado em prazo de uso. A substância do Maleato de Dexclorfeniramina apresenta o sono como uma característica principal do efeito, sendo esta reação adversa muito comum da utilização deste remédio.

Atente-se à automedicação. Ela pode ser extremamente perigosa a sua condição de saúde. Não deixe de consultar um médico!

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.