Clotrimazol: Indicações, Como Usar, Cuidados, Contraindicações

Clotrimazol é um creme para uso nos órgãos sexuais feminino ou masculino. Ele trata e cura diversas doenças causadas por fungos, leveduras e outros agentes agressores que afetam a região externa dos órgãos sexuais. Saiba mais sobre essa medicação, a seguir!

Quais os Problemas Que Esse Creme Trata?

Como mencionado acima, Clotrimazol tem a função de sanar problemas das regiões sexuais da mulher e do homem. Ele tem ação contra fungos, leveduras e outros agentes agressores.


Alguns dos fungos e leveduras que são sensíveis ao medicamento são: Tinea manuum, Tinea pedis, Tinea inguinalis, Tinea corporis , Pityriasis versicolor, entre outros agentes nocivos à saúde genital da mulher e do homem.

Apresentação e Composição

Clotrimazol

Clotrimazol, em geral, tem apresentação em creme branco. A sua embalagem contém, normalmente, uma bisnaga com 20 g do produto Sua composição contém 10 mg de Clotrimazol a cada do produto e excipientes inativos.

Como Usar Clotrimazol?

De acordo com o problema apresentado, é indicado uma forma de uso. Também há variações no tempo de tratamento. Veja a seguir:

Pitiríase versicolor

É um problema que atinge a área externa da vagina ou do pênis. Portanto, nesse caso, recomenda-se passar uma camada fina na região afetada, de 2 a 3 vezes ao dia.

A duração do tratamento para esse problema costuma ser de 1 a 3 semanas.

Dermatomicoses

Recomenda-se aplicar uma camada fina do medicamento nas regiões afetadas, de forma delicada, sem esfregar. As aplicações devem ser feitas de 2 a 4 vezes ao dia.

O tratamento para as dermatomicoses dura, em geral, de 3 a 4 semanas.

Vulvite ou Balanite

São micoses causadas pelo fungo Candida, que atinge também as regiões externas da vagina ou do pênis. A forma de aplicação é passar uma fina camada nas regiões afetadas. As mulheres devem cobrir, com Clotrimazol, toda a região externa da vagina, o períneo e o ânus.

Já os homens devem passar o creme na glande e no prepúcio do pênis.

As aplicações, tanto para as mulheres como para os homens, devem ser feitas de 2 a 3 vezes ao dia. O tratamento dura, em geral, de 1 a 2 semanas.

Considerações Sobre o Uso

  • As mulheres podem usar o produto durante o período menstrual, mas nesse caso, deve-se fazer uma limpeza completa da vagina;
  • Mulheres e homens devem fazer uma higienização antes e depois de aplicar Clotrimazol, de preferência com álcool e, em seguida, com água;
  • Procurar o médico que indicou o medicamento, caso não o problema não seja curado, após o tratamento completo.

Sobre o Uso da Medicação Por Crianças

Em geral, a população pediátrica precisa de Clotrimazol para sanar problemas de fungos causados pelo uso de fraldas plásticas.

Também é possível que as crianças contraiam fungos na região dos genitais por meio do contato com superfícies contaminadas ou água de piscina.

Clotrimazol Tem Uso Diferenciado Por Idosos?

Não. Os pacientes idosos podem seguir as mesmas formas de utilização do medicamento, indicado para pessoas adultas.

Há Contraindicações?

As únicas contraindicações para o uso de Clotrimazol é a sensibilidade aos componentes da fórmula e mulheres grávidas. No caso das gestantes, o uso deve ser acompanhado pelo médico, de preferência, ginecologista e obstetra.

Obs. Mulheres em fase de amamentação podem usar o medicamento normalmente, pois ele não é expelido no leite materno.


Reações Adversas Causadas Pelo Medicamento

Clotrimazol é, em geral, bem tolerado pela maioria dos pacientes. No entanto, podem ocorrer reações adversas desagradáveis. Veja a seguir.

Referências para as reações adversas:

  • Reações adversas Pouco Comuns (>1/1000; <1/100);
  • Reações adversas Comuns (>1/100;<1/10);
  • Reações adversas Raras (>1/10000; <1/1000).

Reações adversas em geral

Ardência e irritação na pele.

Reações adversas nos tecidos e na pele

  • Pouco comuns: pele avermelhada e ressecamento da pele.
  • Raras: Pele úmida e esbranquiçada (maceração), dermatites, inflamações.

Reações adversas no sistema imune

  • Pouco comuns: hipotensão, síncope (redução da irrigação sanguínea), dispneia do sono, alergia e urticárias graves.

Obs. Quaisquer reações adversas citadas acima que venham a se manifestar com o uso de Clotrimazol requerem a suspensão da aplicação do medicamento. Busque o médico que indicou a medicação, para avaliar o seu caso.

Vale ressaltar que as reações pouco comuns e comuns não levam a interrupção do uso da medicação. Já as reações adversas raras podem fazer com que o médico tome medidas de suporte ou mesmo suspenda o uso de Clotrimazol.

Interações Medicamentosas

As interações medicamentos para o Clotrimazol são bastante pequenas. No entanto, há medicamentos/substâncias que não devem ser usados juntamente com Clotrimazol, são eles:  mesilatos, Di-hidroergotamina ergoloides, ergotamina, ergonovina, oxicodona, metilergonovina, sirolimo, tacrolimo, fentanila, entre outros.

Obs. Não há restrições alimentares para o uso de Cloritrimazol. Além disso, mesmo com poucas interações medicamentos, informar ao médico todos os medicamentos que você esteja usando.

Cuidados No Uso de Clotrimazol

Atenção para as recomendações abaixo, caso esteja utilizando a medicação:

  • Clotrimazol pode diminuir a eficácia de outras substâncias, como pílulas anticoncepcionais;
  • Jamais ingerir o medicamento;
  • Evitar que o creme entre em contato com os olhos;
  • Mulheres com até 3 meses de gravidez devem usar o medicamento apenas com uma criteriosa avaliação médica;
  • Evitar ingerir bebidas alcoólicas durante o tratamento com a medicação. O álcool pode reduzir a eficácia do fármaco, prejudicando o seu tratamento;
  • Evitar manter relações sexuais durante o uso do medicamento. Ou, então, utilizar, obrigatoriamente, preservativo, mesmo que outros métodos anticoncepcionais e contraceptivos já estejam sendo utilizados;
  • Clotrimazol pode reduzir a capacidade de atenção e concentração, assim, atenção ao dirigir veículos ou operar máquinas durante o tratamento.

Superdosagem Com Clotrimazol

A superdosagem com o medicamento pode causar lesões na região tratada. Nesse caso, suspenda o uso e procure o seu médico.

Provavelmente, o profissional suspenderá o uso de Clotrimazol para a pele se regenerar e indicar a continuação do tratamento, que deve ser feito com a aplicação das quantidades corretas.

Caso haja ingestão do medicamento, não tente provocar o vômito. Leve a pessoa a um posto de atendimento médico.

Como Adquirir o Medicamento?

Clotrimazol pode ser adquirido em farmácias e drogarias sem a necessidade da apresentação ou da retenção da receita médica. Porém, a automedicação é totalmente contraindicada, pois ela pode se ineficaz e ainda trazer prejuízos a sua saúde.


Apenas use o medicamento com indicação médica.


Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.