Norfloxacino: Bula, Indicação, Efeitos Colaterais, Como Usar

Saiba Tudo Sobre o Medicamento Norfloxacino, Bem Como os Possíveis Efeitos Colaterais. Confira As Indicações, Contraindicações e Ainda As Formas de Uso Deste Remédio Que Deve Ter Prescrição Médica.

O Norfloxacino é uma substância bactericida espectro amplo com indicação para tratar afecções. Confira!

Norfloxacino: Quais as Indicações?

Norfloxacino

O Norfloxacino é uma medicação bactericida que trata as seguintes condições:

  • infecção alta e baixa;
  • infecção complicada e não complicada;
  • infecção aguda;
  • infecção crônica de trato urinário;
  • cistite;
  • pielonefrite;
  • cistopielite;
  • epididimite;
  • prostatite crônica;
  • intervenções urológicas;
  • condições provocadas por bactérias;
  • gastroenterites bacterianas de teor agudo provocadas pelos germes de teor sensível;
  • faringite;
  • uretrite;
  • cervicite gonocócica provocada por cepa de Neisseria gonorrhoeae;
  • febre tifoide;
  • infecção provocada pelos órgãos multirresistentes.

Apresentações do Norfloxacino

  • drágea revestida do medicamento composta por 400mg do elemento ativo;
  • excipientes.

Nestes excipientes, estão constituídos:

  • croscarmelose sódica;
  • celulose microcristalina;
  • dióxido de silício;
  • estearilfumarato de sódio;
  • laurilsulfato de sódio;
  • lactose monoidratada;
  • álcool polivinílico;
  • talco;
  • dióxido de titânio;
  • corante laca amarelo crepúsculo;
  • macrogol.

Efeitos Colaterais do Norfloxacino

O medicamento é, de modo geral, de boa tolerância. Os efeitos adversos tiveram relato nas pesquisas clínicas ou experiências pós-comércio:

  • depressão;
  • transtornos do sono;
  • candidíase vaginal;
  • eosinofilia;
  • neutropenia;
  • leucopenia;
  • náusea;
  • diarreia;
  • dores abdominais;
  • azia;
  • erupções cutâneas;
  • urticárias;
  • pruridos.

Interação Medicamentosa do Norfloxacino

Administrar de forma concomitante o medicamento não prejudica as concentrações do sérico do remédio. Contudo, a excreção da urina a partir do medicamente reduz.

Exemplificando a ocorrência de outras substâncias ácidas orgânicas antibacterianas houve a demonstração antagonista in vitro do medicamento e a nitrofurantoína.

As quinolonas, com a inclusão do medicamento, são inibidores do medicamento in vitro. A utilização concomitante dos remédios podem trazer resultados elevados nas concentrações dos substratos, ao passo que haja a administração em dosagens usuais.

Os indivíduos que consumirem os remédios precisam ter o monitoramento de forma atenta.

Houveram relatos dos graus de plasma elevados de Teofilina em período de utilização concomitante das quinolonas. São raras as reações adversas relacionadas a teofilina em indivíduos com tratamento concomitante.

Por isso, é preciso considerar o ajuste da posologia em alguns casos.

Graus plasmáticos com o aumento da ciclosporina, ao passo que tenha o uso concomitante a partir do medicamento em questão, também destacaram relatos.

Quinolona

O medicamento, com a inclusão do Norfloxacino, é capaz da potencialização das ações de anticoagulantes de teor oral, com a inclusão de varfarina ou agentes semelhantes.

Ao passo que tais elementos tenham a administração concomitante, a duração do protrombina e outras substâncias de coagulação precisam ter monitoramento rigoroso.

Administrar de forma concomita as quinolonas como a em questão, resulta em hipoglicemia de teor grave. Desse modo, a recomendação é monitorar a glicose, ao passo que tais substâncias tenham coadministração.

Não deve ter a administração, ao mesmo tempo, o medicamento em conjunto dos seguintes elementos:

  • polivitamínicos;
  • substâncias com zinco;
  • substâncias com ferro;
  • substâncias com antiácidos;
  • sucralfatos;
  • didanosina.

Determinadas quinolonas, com a inclusão deste, em questão, também apresentaram interferências no teor metabólico de cafeína. Isso pode desencadear a diminuição de depurações de cafeína e prolongamentos do plasma.

O resultado pode ser o acúmulo de cafeína, ao passo que haja o consumo do medicamento, em questão.

Contraindicações do Norfloxacino

O medicamento, em questão, é contraindicado nos casos de hipersensibilidade a quaisquer compostos do medicamento ou a substâncias antibacterianas quinolônicas que tenham relação química.

Como Usar o Norfloxacino?

O medicamento deve ter a ingestão com um copo com água, pelo menos, 1h antes ou 2h posteriores ao consumo de leite ou refeições.

Os polivitamínicos, demais produtos compostos por zinco ou ferro, antiácidos com alumínio e magnésio, por exemplo, devem ser consumidos apenas 2h posteriores a ingestão deste medicamento.

É preciso fazer o teste de sensibilidades do elemento ativo do remédio, em questão. Contudo, o efeito terapêutico pode ter início antes de resultados antibiogramas.


O remédio não pode ter abertura, partimentos ou mastigações.

Infecção do trato urinário

Para a infecção do trato urinário, é preciso consumir 400mg, de 12h em 12h pelo período de sete a dez dias;

Cistite aguda não complicada

Para a cistite aguda não complicada, é preciso consumir 400mg, de 12h em 12h pelo período de três a sete dias;

Infecção do trato urinário crônica

Para esta infecção de teor crônico, é preciso consumir 400mg, de 12h em 12h pelo período de até doze semanas.

Gastroenterite bacteriana aguda

Para tratar a gastroenterite bacteriana aguda, é preciso consumir 400mg, de 12h em 12h por até cinco dias;

Uretrite, Faringite, Proctite ou Cervicite Gonocócica de Carácter Agudo

Para estas condições patológicas, é preciso consumir 800mg da dosagem única.

Febre tifoide

Para tratar a febre tifoide, é preciso consumir 400mg, de 8h em 8h pelo período de duas semanas.

Eliminação

O medicamento, em questão, tem eliminação através de excreções biliares ou renais. Posteriormente a dosagem única de 400 mg da substância, o exercício antimicrobiano equivale a 278, 773 e 82μg do elemento por mg de evacuações obtidas em 12h, 24h e 48h, de forma respectiva.

A excreção pelos rins acontecem pelas filtrações glomerulares e secreções tubulares, evidenciando o clearance do rim alto. Posteriormente a dosagem única de 400mg, a concentração urinária alcançou o valor de 200μg/mL ou mais nos indivíduos saudáveis.

Neste caso, permaneceram superiores a 30μg/ml pelo mínimo de 12h. Em primeiras 24h, 33% a 48% do medicamento é recuperado pelas urinas.