Buspirona: O Que é, Indicação, Efeitos Colaterais, Como Usar

Saiba tudo sobre a Buspirona, um medicamento específico que necessita de prescrição médica. Confira quais os efeitos colaterais, indicações e, ainda, formas de uso deste remédio!

A Buspirona é um remédio que promove o alívio da ansiedade sem provocar ação sedativa, sem relaxar os músculos ou gerar sono.


A absorção é célere e o efeito máximo acontece dentro de 1h a 1h30 depois do consumo do remédio.

Buspirona: Quais as Indicações?

Buspirona

Este elemento ativo tem indicação para tratar transtornos de ansiedade de modo generalizado e para aliviar o curto prazo dos sinais da ansiedade, em conjunto ou não da depressão.

O diagnóstico dos indivíduos das experiências médicas com controle a partir do medicamento responderam a transtornos de ansiedade generalizada, de acordo com a OMS – Organização Mundial de Saúde, a partir da descrição seguinte:

  • ansiedade que persiste de forma generalizada com a manifestação de sinais de 3 a 4 classes;

Tensão motora

  • nervosismo;
  • instabilidade;
  • agitação;
  • tremores;
  • mialgia;
  • tensão;
  • cansaço;
  • incapacidade de relaxamento;
  • contrações dos músculos das pálpebras;
  • enrugamento da testa;
  • rosto extenuado;
  • sobressalto;
  • desassossego;
  • diplopia.

Hiperatividade do Sistema Nervoso Autônomo

  • taquicardia;
  • suor excessivo;
  • palpitação;
  • mão fria e pegajosa;
  • secura da boca;
  • delírio;
  • tontura;
  • parestesia;
  • transtornos de estômago;
  • rubores;
  • dor na garganta;
  • pulso rápido;
  • respiração rápida.

Expectativa Apreensiva

  • preocupação;
  • ansiedade;
  • medo;
  • pressentimento de infortúnio.

Vigilância e Vigília

  • condição de hiperalerta – distrações; dificuldade de concentrar-se;
  • sono;
  • irritação;
  • sensibilidade extrema;
  • impaciência.

Condição de Ansiedade Contínua

A tensão e a ansiedade geralmente têm associação com o estresse de vida cotidiana, de modo geral. Não necessitam de tratamento com substâncias ansiolíticas.

A partir de estudo clínico com o medicamento em questão, a limitação do resultado é de 6 meses, com recomendação de o período  abranja terapia progressiva.

Em indivíduos com utilização prolongada do medicamento, é preciso fazer a reavaliação das necessidades do medicamento.

Apresentações da Buspirona

Utilização oral e adulta;

  • Drágeas compostas por 5mg ou 10mg da substância – embalagem composta por 20 drágeas.

Efeitos Colaterais da Buspirona

De mesma forma como todos os remédios, a reação adversa do Ansitec, é capaz de provocar ações secundárias. Contudo, nem todos os indivíduos  relatarão os sintomas.

É importante informar o especialista em caso de reações adversas e agravamento do quadro.

É importante, também, interromper o tratamento e falar com o especialista de forma imediata em caso de utilizar substâncias inibidoras da serotonina.

Exemplos destes medicamentos são:


Em caso de apresentação da síndrome da serotonina é preciso interromper o tratamento. Os sintomas são:

  • sudorese;
  • confusão;
  • calafrios;
  • tremores;
  • alucinações;
  • movimentação repentina muscular;
  • batimento acelerado do coração.

Efeitos mais comuns

Acontece em 10% dos indivíduos que fazem uso deste remédio:

  • tonturas;
  • dores de cabeça;
  • sono ou insônia;
  • nervosismo;
  • transtornos de concentração;
  • confusão;
  • depressão;
  • raiva;
  • tremores;
  • taquicardia;
  • congestão nasal;
  • dores abdominais;
  • vista turva;
  • tinidos;
  • diarreia;
  • vômito;
  • sudorese;
  • dores musculoesqueléticas;
  • cansaço.

Efeitos raros

Acontece entre 0,01% dos indivíduos que fazem uso do remédio:

  • edema ou inchaço que acontece sob a pele;
  • equimose;
  • urticárias;
  • queimações na pele.

Efeitos muito raros

  • distúrbios psicóticos;
  • alucinações;
  • síndromes seratoninérgica;
  • labilidade emocional;
  • despersonalização;
  • convulsão;
  • vista estreita;
  • sinais extrapiramidais;
  • reação distônica e rigidez;
  • parkinsonismo;
  • síndrome de pernas inquietas;
  • retenção de urina.

Contraindicações da Buspirona

O elemento ativo do remédio tem contraindicação em indivíduos hipersensíveis a medicação ou quaisquer componentes da fórmula. O remédio é contraindicado aos seguintes públicos:

  • menor de 18 anos;
  • que apresentem epilepsia;
  • que apresentem intoxicações agudas pelo álcool, substâncias hipnóticas, analgésicas ou antipsicóticos;
  • que apresentem insuficiência dos rins e do fígado grave;
  • que apresentem histórico de crises de convulsão.

Como Usar a Buspirona?

A dose de início indicada é de 15 mg por dia – 5 mg, 3x por dia, preferencialmente aos intervalos de refeições.

O elemento ativo do remédio deve ter administração em mesmo período, diariamente, com ou sem alimentação. O consumo do remédio juntamente aos alimentos podem provocar um aumento da biodisponibilidade do medicamento.

Para alcançar a resposta excelente da terapia, a cada 2 ou 3 dias, a dose pode ter o aumento de 5 mg ao dia, caso haja necessidade. A dose máxima por dia não deve ultrapassar 60 mg.

A dose máxima por dia não deve ultrapassar 60 mg. Para uma comodidade maior dos indivíduos, o elemento ativo de 10 mg é disponível em drágeas que fazem a permissão de reparti-los na metade.

Um excelente resultado terapêutico é alcançado por grande parte dos indivíduos, com a inclusão de idosos, a partir de pequenas elevações das dosagens por dia de 20 a 30mg em divisão de 2 ou 3 ingestões.


Ao administrar o remédio com uma substância potente e inibidora do CYP3A4, de mesma forma que a nefazodona ou o itraconazol, a dosagem de início deve ter redução e titulação com base na análise médica.

A ingestão do suco de tangeria é capaz de promover o aumento da concentração do plasma do medicamento. Indivíduos fazendo uso da Buspirona precisam evitar o grande quantitativo deste suco, em questão.


A recomendação é que o tratamento tenha a prescrição de, pelo menos, 3 a 4 semanas. A dose deve ter redução ao se presenciar o comprometimento dos rins e do fígado.

É imprescindível lembrar que todo e qualquer medicamento deve ser consumido somente com a prescrição de um especialista. Evite a automedicação. Consulte o médico e faça os exames periodicamente.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.