Losartana: Bula, Para Que Serve, Efeitos Colaterais, Como Usar

Vai fazer uso da Losartana? Confira todas as informações e sane suas dúvidas, antes de começar a fazer uso do medicamento prescrito pelo seu médico!

A Losartana, também denominada Losartan, trata-se de um medicamento pertencente à categoria de ARA II, muito usado para tratar a condição de saúde dos hipertensos.


É um remédio de caráter anti-hipertensivo e também pode ter a indicação como complemento de tratamento para aqueles que enfrentam a insuficiência do coração, insuficiência dos rins, problemas no espessamento muscular do coração e atua, ao mesmo tempo, no controle de perdas das proteínas pela urina.

Losartana: Quais as Indicações?

Losartana

A medicação precisa ter prescrição sempre que o especialista compreender que o inibidor da angiotensina é capaz de representar vantagens para o indivíduo que está com a saúde debilitada.

Os cenários para uso do medicamento se revelam os seguintes:

  • tratamentos de pressão alta;
  • tratamentos de insuficiência do coração;
  • diminuição de progresso da insuficiência dos rins;
  • diminuição de proteinúria;
  • tratamento de hipertrofia de ventrículo esquerdo.

Apresentações da Losartana

O medicamento se apresenta das seguintes formas:

  • 50mg – embalagem composta por 7 a 60 drágeas com revestimento;
  • 100mg – embalagem composta por 7 a 60 drágeas com revestimento.

Utilização oral e adulta.

Efeitos Colaterais da Losartana

As ações adversas de maiores relatos pelos pacientes, correspondem aos sintomas de:

  • tontura;
  • cansaço;
  • pressão arterial baixa;
  • redução de níveis de glicose na corrente sanguínea;
  • modificação na função renal que produz pouca urina;
  • potássio em excesso na corrente sanguínea;
  • elevação da ureia ou creatinina sanguínea;
  • anemia.

É possível que surjam, também, situações que envolvem:


  • muito sono;
  • dores de cabeça;
  • transtornos de sono;
  • elevação do batimento do coração;
  • dores no peito;
  • dores abdominais;
  • sensação de falta de ar;
  • diarreia;
  • prisão de ventre;
  • vômito e náuseas;
  • coceiras no corpo;
  • inchaço dos pés;
  • inchaço das pernas.

Contraindicações da Losartana

A medicação potássica tem contraindicação aqueles que apresentam história de alergias a quaisquer medicamentos da categoria mencionada.

O remédio também não pode ter a prescrição para aqueles que apresentam estenose bilateral de artéria dos rins, acompanhados de níveis de potássio elevado na corrente sanguínea ou em limitação superior ao normal, bem como em momento de agravamento agudo da funcionalidade dos rins.

A substância tem contraindicação em período gestacional, em virtude do risco maior das deformações do feto e complicação obstétrica. Não se deve administrar este medicamento em período de amamentação.

Orientações Antes de Fazer Uso da Losartana

Antes de iniciar a consumir a substância potássica, é preciso mencionar ao seu médico especialista as seguintes condições, caso ocorra:

  • inchaços históricos de garganta, lábios ou língua;
  • diarreia excessiva;
  • vômito excessivo;
  • transplante recente de fígado;
  • bloqueio de vasos do sangue que desencadeiam o sangue até os rins;
  • condições problemáticas em válvulas cardíacas;
  • insuficiência do coração com ou sem insuficiência dos rins;
  • patologia coronária ou cerebral;
  • utilização de outras medicações para o controle de pressão alta;
  • hiperaldosteronismo.

O especialista fará a avaliação do uso do remédio e tornará adequada as dosagens e tempo de tratamento, de acordo com o paciente.

Como Usar a Losartana?

A medicação potássica tem seu comércio em drágeas de 25mg, 50mg e 100mg.

A duração do tratamento e a dosagem têm variação de acordo com a categoria da patologia, que podem ser:

Hipertensão

Consumir 50mg, 1x por dia, havendo a possibilidade de um aumento da dose até 100mg, 1x por dia.

Insuficiência Cardíaca

A dosagem de início corresponde a 12,5mg, 1x por dia, e pode ter o aumento gradual até que se consiga a dosagem desejada. Esta, usualmente, para tratar a condição prolongada corresponde a 50mg, 1x por dia.

Diabetes 2 Com Perda de Proteínas Pela Urina

Consumir 50mg, 1x por dia, sendo possível o aumento de até 100mg, 1x por dia.

O medicamento pode ter o consumo sem ou com alimentação, sendo preferível que se faça a ingestão sempre ao mesmo momento do dia.


Em indivíduos da faixa etária idosa ou que utilizam diuréticos, a dosagem de início precisa ser de 12,5 a 25mg, com incrementação a cada uma ou duas semanas, de acordo com a resolução do paciente.

A dosagem máxima por dia é a indicação de 100mg, que pode ter a administração uma ou duas vezes ao dia.

Ao indivíduos que apresentem a insuficiência do coração, a dosagem máxima é passível de alcançar até 150mg ao dia, se houver a tolerância do paciente.

Losartana é Diurético?

Não, ainda que a substância tenha o mesmo efeito que os diuréticos convencionais em relação a diminuição da pressão alta, o remédio não promove o aumento de perda dos líquidos do organismo por meio de urina.

Lembre-se de nunca fazer uso de um medicamento sem consultar um especialista. A automedicação por causar sérios danos à saúde.


Mantenha uma vida saudável, alimentando-se bem e praticando exercícios físicos, pelo menos, 3 vezes por semana. Com isso, há qualidade de vida e melhor resultado de quaisquer tratamentos clínicos.

Faça exames periódicos e muita saúde para você!

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.