AMD – Causas, Fatores de Risco Sintomas e Tratamento

A AMD, uma degeneração macular relacionada à idade, consiste em uma doença que afeta uma região da retina chamada mácula, e que acarreta a perda progressiva da visão central.

Por esse motivo, essa degeneração está entre as principais causas da perda da visão em indivíduos com mais de 50 anos. Para saber todos os detalhes sobre essa doença, inclusive sintomas e tratamento, confira nosso artigo.


Tipos de AMD

AMD

Há dois tipos de AMD, a seca e a úmida. Vejamos cada uma delas.

AMD Seca

Esse tipo de AMD é o mais comum, respondendo por 90% dos diagnósticos de degeneração macular relacionada à idade.

A AMD seca é provocada sobretudo pelo processo de envelhecimento e também pelo desgaste dos tecidos da mácula. De forma geral, esse tipo de degeneração prejudica menos a visão do que a degeneração úmida.

A principal característica da AMD seca é a presença de acúmulo de gorduras e proteínas nas células localizadas sob a retina. Esse acúmulo prejudica a saúde da mácula, provocando uma degeneração progressiva das células fotorreceptoras.

Nesse caso, a redução e perda da visão acontece aos poucos no decorrer dos anos. Ainda que os pacientes diagnosticados com degeneração macular seca não apresentem perda total da visão central, as tarefas que requerem uma visão perfeitamente focalizada se tornam mais difíceis de serem executadas (exemplos: dirigir, escrever, ler, cozinhar etc.).

É por esse motivo que a AMD exerce alto impacto no cotidiano dos pacientes nas situações em que a doença não é identificada e tratada da maneira correta.

AMD Úmida

A AMD úmida consiste na forma mais severa e grave de degeneração macular relacionada à idade. Ela ocorre principalmente nos casos em que a AMD seca não é diagnosticada e tratada a tempo da maneira correta.

Esse tipo de degeneração responde por 10% dos casos dessa doença. Uma das principais características é que na degeneração úmida, ocorre o crescimento de vasos sanguíneos anormais sob a retina, sendo que esses vasos podem provocar vazamentos de líquido ou sangue, o que distorce a visão central.

A degeneração úmida tende a progredir de forma rápida e pode causar uma perda significativa da visão central.

Outro fator agravante desse tipo de degeneração é que, se ocorre um crescimento anormal dos vasos sanguíneos em um olho, há um grande risco de essa condição afetar também o outro olho.

Quais as Causas da AMD?

Ainda que as causas da AMD não sejam totalmente identificadas, é comprovado que determinados fatores aumentam bastante o risco quanto ao desenvolvimento dessa degeneração. Esses fatores são:

  • Idade avançada;
  • Predisposições genéticas;
  • Constante exposição à luz do sol;
  • Peso acima do normal (obesidade);
  • Pressão arterial elevada (hipertensão);
  • Consumo frequente de grandes quantidades de alimentos gordurosos no dia a dia;
  • Alimentação com baixa quantidade de frutas, legumes e verduras;
  • Hábito de fumar.

Todas as pessoas que apresentam um ou mais dos fatores de risco mencionados acima precisam de acompanhamento regular do médico, que no caso, deve ser um oftalmologista.


O motivo é que, o quanto antes o problema for identificado, maiores as possibilidades de sucesso no tratamento, evitando que a visão seja comprometida.

O ideal é comparecer ao oftalmologista no mínimo a cada 6 meses para realizar uma avaliação completa e exames detalhados dos dois olhos, ainda que a princípio não sejam identificados sintomas do problema.

Sintomas da AMD

Com relação aos sintomas da AMD, os mais comuns são:

  • Alteração na visão, na qual as linhas retas parecem ser onduladas;
  • Dificuldade ou incapacidade de enxergar quando há pouca luz;
  • Perda parcial da visão;
  • Perda de visão;
  • Visão distorcida;
  • Visão embaçada;
  • Visualização de pontos;
  • Presença de vasos sanguíneos novos e anormais;
  • Ressecamento dos olhos.

De todos esses, a visão turva é o principal sinal da degeneração macular relacionada à idade. Dessa maneira, logo que esse sintoma aparecer, embora os outros não sejam notados, é necessário consultar o médico oftalmologista.


Durante a consulta, é muito importante explicar os sintomas com detalhes para que o oftalmologista possa realizar exames específicos e identificar as causas do problema.

Somente com esses resultados em mãos é que é possível chegar com precisão ao diagnóstico de degeneração macular relacionada à idade.

Como Diagnosticar a AMD

Para diagnosticar a AMD, o médico oftalmologista irá solicitar uma série de exames oculares com a finalidade de averiguar a estrutura ocular de forma geral e analisar o nível de possível comprometimento da mácula. Os exames solicitados geralmente são:

  • Acuidade visual;
  • Exame de fundo de olho com pupilas dilatadas;
  • Tela de Amsler;
  • Tomografia de coerência óptica (OCT);
  • Angiografia com fluoresceína.

Depois de analisar todos esses exames é que será possível determinar com exatidão o diagnóstico de degeneração macular relacionada à idade (seca ou úmida).

Tratamento da AMD

O tratamento da AMD consiste na adoção de um conjunto de medidas que reduzem a progressão da doença. Vejamos quais são esses tratamentos.

Uso de Vitaminas e Minerais

O primeiro passo para o tratamento é aumentar o consumo de determinados tipos de vitaminas e minerais prescritos pelo médico com a finalidade de diminuir a progressão da degeneração.

Tais vitaminas e minerais na maioria das vezes podem ser consumidos em forma de suplementos.

Medicamentos

Além dos suplementos, é possível que o médico indique uso de determinados medicamentos com o objetivo de inibir o crescimento dos vasos sanguíneos.

Uso de Dispositivos e Acessórios

A utilização de óculos bifocais, lentes corretivas, óculos e lentes de contato também podem ser recomendados como forma de evitar a progressão da degeneração.

Cirurgia

Em determinados casos, a hipótese de cirurgia pode ser uma opção de tratamento, podendo ser feita cirurgia ocular ou cirurgia a laser.

A Importância do Acompanhamento Médico

Todas as pessoas que apresentam qualquer tipo de alteração na visão precisam consultar um médico oftalmologista e contar com acompanhamento constante desse profissional.

Isso é ainda mais necessário no caso de quem já apresenta algum sintoma desconfortável ou apresenta os fatores de risco da degeneração macular relacionada à idade.


Depois de saber sobre AMD e detalhes dessa doença, compartilhe esse conteúdo com o maior número possível de pessoas para que elas também fiquem bem informadas sobre esse problema.

Por mais que você se sinta bem, faça um Check-up  uma vez por ano.  Exames regulares ajudam seu médico acompanhar sua saúde e identificar alguma ameaça de doença, colocando você no caminho do tratamento.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.