Spidufen – Bula, O Que é, Indicações, Contraindicações

O Spidufen é um medicamento utilizado para alívio de dores leves a moderadas, sendo disponibilizado em formato de granulado para solução oral nos sabores de damasco ou menta anis.

Para saber todas as informações sobre esse fármaco produzido pelo laboratório Zambon, confira nosso artigo.


Indicações do Spidufen

Spidufen

O Spidufen, na versão 400mg, é recomendado para o tratamento de:

  • Dores de cabeça;
  • Dores nos nervos;
  • Cólicas menstruais;
  • Dores provocadas por procedimentos cirúrgicos odontológicos e dores de dente;
  • Dores musculares;
  • Dores provocadas por traumas;
  • Dores causadas pela artrite reumatoide (o medicamento nessa quantidade de mg atua como um coadjuvante junto com outros tipos de medicamentos);
  • Sintomas de gripe;
  • Febre

Já o Spidufen de 600mg é indicado para o tratamento de:

  • Dores de cabeça;
  • Dores nos nervos;
  • Cólicas menstruais;
  • Dores provocadas por procedimentos cirúrgicos odontológicos e dores de dente;
  • Dores musculares ou traumáticas;
  • Dores causadas pela artrite reumatoide, osteoartrite e demais doenças ósseas e musculares que provocam dores, inchaço e inflamações (o medicamento nessa quantidade de mg atua como um coadjuvante junto com outros tipos de medicamentos);
  • Sintomas de gripe;
  • Febre.

Como Esse Medicamento Age?

O efeito analgésico de Spidufen é classificado como não-narcótico, atuando na inibição das substâncias inflamatórias que provocam as dores.

O princípio ativo desse medicamento (ibuprofeno) age diretamente na causa da inflamação, fazendo com que os sintomas naturalmente sejam eliminados ou aliviados.

O medicamento começa a fazer efeito dentro do período de 15 a 30 minutos, lembrando que o Spidufen é destinado para alívio de dores leves a moderadas.

Nos casos de dores mais severas, há necessidade de empregar outros medicamentos no tratamento.

Composição da Fórmula

Spidufen 400mg (sabor damasco)

  • Ibuprofeno arginina (princípio ativo);
  • Excipientes: sacarina sódica, bicarbonato de sódio, sacarose, aspartame e aroma de damasco.

Spidufen 400mg (sabor menta anis)

  • Ibuprofeno arginina (princípio ativo);
  • Excipientes: sacarose, bicarbonato de sódio, aspartame, sacarina sódica, aroma de anis e aroma de menta.

Spidufen 600mg (sabor damasco)

  • Ibuprofeno arginina (princípio ativo);
  • Excipientes: aspartame, bicarbonato de sódio, sacarina sódica, sacarose e aroma de damasco.

Spidufen 600mg (sabor menta anis)

  • Ibuprofeno arginina (princípio ativo);
  • Excipientes: sacarina sódica, bicarbonato de sódio, sacarose, aspartame, aroma de anis e aroma de menta.

Contraindicações do Spidufen

Por mais que Spidufen ofereça uma série de benefícios no tratamento dos problemas mencionados, ele não deve ser ingerido nas seguintes situações:


  • Gestantes;
  • Pessoas que sofrem com fenilcetonúria;
  • Pacientes que apresentam problemas hereditários com relação à intolerância à frutose, dificuldades de absorção da glicose-galactose ou deficiência de sacarina-isomaltase;
  • Indivíduos que sofrem com diátese hemorrágica;
  • Pessoas que apresentam sinais de insuficiência cardíaca grave não controlada;
  • Pacientes com histórico de reações alérgicas ao ibuprofeno arginina ou aos demais componentes da fórmula desse medicamento;
  • Indivíduos que apresentam reações de hipersensibilidade, tais como rinite, broncoespasmo, urticária, angioedema, asma etc., em reação ao ácido acetilsalicílico ou a outros tipos de medicamentos classificados como anti-inflamatórios não esteroidais;
  • Pessoas com ocorrência atual ou anterior de úlcera/hemorragia péptica ou demais episódios de ulceração com ou sem sangramento;
  • Pessoas que sofrem com insuficiência hepática;
  • Pessoas que sofrem com insuficiência renal;
  • Pacientes que apresentam algum tipo de sangramento ativo (ex.: vascular cerebral) ou colite ulcerosa;
  • Indivíduos com ocorrência atual ou anterior de perfuração ou sangramento gastrintestinal, associado a tratamento anterior com anti-inflamatórios classificados como não esteroidais.

Obs.: mulheres que estão amamentando e crianças menores de 12 anos só podem ingerir esse medicamento mediante autorização e acompanhamento médico.

Spidufen – Efeitos Colaterais

O Spidufen apresenta alguns efeitos colaterais que precisam ser conhecidos antes de iniciar o uso desse medicamento. Os possíveis efeitos colaterais são:

Reações Muito Comuns

Reações Comuns

  • Dor de cabeça;
  • Erupções cutâneas;
  • Dor no abdômen;
  • Alterações na pele;
  • Tontura;
  • Náuseas;
  • Gases.

Reações Incomuns

  • Sonolência;
  • Confusão mental;
  • Vômito;
  • Ocorrência de úlcera péptica;
  • Gastrite;
  • Hemorragia gastrintestinal;
  • Coceira;
  • Crises de urticária;
  • Fezes com coloração escura (com cor semelhante à borra de café);
  • Presença de pontos avermelhados na pele;
  • Crises de asma (ou agravamento do problema);
  • Inchaço localizado na pele;
  • Falta de ar;
  • Contração dos brônquios;
  • Reações alérgicas.

Reações Raras

  • Prisão de ventre;
  • Anemia hemolítica;
  • Anemia aplástica;
  • Alterações nas funções hepáticas (relacionadas ao fígado);
  • Presença de sangue na urina;
  • Alterações na audição;
  • Alterações na visão;
  • Presença de aftas;
  • Vômito com presença de sangue;
  • Perfuração gastrintestinal;
  • Doença de Crohn (inflamação grave que afeta o trato gastrintestinal);
  • Inflamação do intestino grosso;
  • Agranulocitose (alteração relacionada à medula óssea);
  • Redução do número de plaquetas no sangue;
  • Reação alérgica generalizada.

Reações Muito Raras

  • Insuficiência renal aguda;
  • Reações bolhosas na pele;
  • Vermelhidão na pele;
  • Necrose papilar;
  • Dermatite esfoliativa;
  • Inchaço e inflamação nos rins;
  • Descolamento da pele;
  • Síndrome de Stevens Johnson (doença que afeta a pele).

Reações Com Frequência Desconhecida

  • Redução da pressão arterial;
  • Quadros depressivos;
  • Hepatite e icterícia;
  • Quadros anêmicos;
  • Lesão no fígado;
  • Alterações nas funções e testes renais;
  • Aumento da pressão arterial;
  • Falta de apetite;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Reações psicóticas;
  • Reações de fotossensibilidade (que afetam a pele);
  • Trombose arterial;
  • Meningite asséptica;
  • Papiledema;
  • Choque anafilático.

Na ocorrência de um ou mais efeitos colaterais, sobretudo os mais graves, é preciso informar o médico imediatamente para que sejam realizadas as adequações necessárias no tratamento.


Como Ingerir Spidufen

O envelope de Spidufen deve ser bem diluído em um copo com água (mineral ou filtrada), podendo o líquido ser ingerido isoladamente ou acompanhado com alimentos.

Depois de despejar o conteúdo do envelope em um copo de água, mexer vigorosamente para que todo medicamento seja dissolvido. Ingerir imediatamente.

De maneira geral, o recomendado é ingerir esse medicamento durante as refeições ou logo depois de se alimentar, já que esse cuidado simples pode evitar uma série de efeitos colaterais que se manifestam em distúrbios gástricos.

A Importância do Acompanhamento Médico

Antes de ingerir Spidufen é necessário contar com acompanhamento médico para verificar a possibilidade de uso desse medicamento sem que isso prejudique a saúde.

Além disso, é preciso que o médico identifique e trate as causas do problema (dores), realizando todas as avaliações clínicas e exames necessários.


Depois de saber sobre Spidufen, compartilhe essas informações com seus amigos e familiares para que eles também saibam os benefícios e cuidados necessários antes de consumir esse medicamento.

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.