Tandrilax: Indicações, Composição e Como Usar

Tandrilax se trata de uma medicação que é indicada para tratar casos de reumatismo em geral. É receitado para o tratamento, por exemplo, de doenças que afetam as articulações e músculos.

As doenças mais comumente tratadas com a medicação são:


  • Lombagia;
  • Crises de artrite reumatoide;
  • Crises agudas de artrite;
  • Artropatias reumáticas;
  • Crises agudas de gota;
  • Inflamações agudas pós-traumáticas e pós-cirúrgicas; entre outras.

A medicação trata a inflamação e alivia os desagradáveis sintomas dor, a dificuldade de se movimentar, etc.

O medicamento ainda pode ser receitado como tratamento auxiliar para processos inflamatórios que surgem devido a infecções.

Tandrilax

Como Age o Tandrilax

O medicamento Tandrilax tem ação relaxante muscular, analgésica e anti-inflamatória. Assim, reduz a dor e facilita os movimentos dos membros inflamados, que se encontram limitados pela inflamação.

A medicação também reduz sintomas como o inchaço e calores locais.

Na fórmula da medicação, há o carisoprodol, que possui um amplo efeito de relaxamento muscular, que oferece um efeito distensor das áreas afetadas pela inflamação, que, em geral, ficam enrijecidas.

Já a cafeína, também presente em Tandrilax se trata de um estimulante nervoso, produzindo estados de alerta mental que inibem a sonolência e também atua contra a dor e sensação de cansaço e fadiga.

Já o diclofenaco sódico tem ação anti-inflamatória. A sua função é combater a dor, a febre e o processo inflamatório das regiões afetadas pelas doenças. Tandrilax também contém paracetamol, que auxilia a reduzir a febre e as dores.

Composição

Tandrilax é apresentado em comprimidos revestidos, sendo que cada um deles contém em sua composição:

  • Carisoprodol 125 mg
  • Cafeína 30 mg
  • Paracetamol 300 mg
  • Diclofenaco sódico 50 mg

Excipientes inativos: celulose microcristalina, amido,   crospovidona, alumínio estearato de magnésio, dióxido de silício, fosfato de cálcio dibásico diidratado e corante amarelo FDC.

Posologia

A posologia de Tandrilax deve, primeiramente, ser indicada pelo médico. Porém, para o tratamento e alívio das doenças tratadas pela medicação, em geral, se recomenda a ingestão de 1 comprimido a cada 12 horas.

Essa posologia deve ser alterada apenas pelo médico, de acordo com a resposta do paciente ao tratamento.

Além disso, a duração do tratamento com o medicamento não é recomendada ultrapassar 10 dias seguidos.

Vale ressaltar que para problemas mais graves, a duração do tratamento com Tandrilax pode ser aumentada, no entanto, apenas com indicação médica.

Como Tomar Tandrilax

A medicação deve ser ingerida de forma inteira, sem sem mastigada ou partida. Recomenda-se que o comprimido de Tandrilax seja tomado próximo a refeições, com a ajuda de líquido.


Contraindicações

Tandrilax é considerado um medicamento seguro. No entanto, há situações onde o seu uso está contraindicado, como:

  • Pessoas que tenham alergia a quaisquer um dos componentes da fórmula da medicação;
  • Portadores de insuficiência cardíaca;
  • Portadores de doenças do fígado;
  • Pessoas com problemas renais graves;
  • Portadores de pressão arterial alta;
  • Pacientes com sensibilidade a anti-inflamatórios em geral.

Efeitos Colaterais

Tandrilax é, em geral, um medicamento bem tolerado pela maioria dos pacientes. Porém, algumas pessoas podem ter efeitos colaterais ao usarem a medicação.

Os efeitos colaterais mais comuns de ocorrerem são:

  • Aumento das enzimas hepáticas;
  • Dores de cabeça;
  • Tremores;
  • Dores abdominais;
  • Distúrbios gastrointestinais;
  • Insônia;
  • Tonturas;
  • Formação de úlceras gástricas;
  • Indigestão;
  • Náuseas;
  • Flatulência;
  • Diarreia;
  • Constipação;
  • Retenção de líquidos;
  • Edema facial;
  • Prurido;
  • Anemia;
  • Problemas de coagulação;
  • Rinite;
  • Zumbido no ouvido;
  • Febre;
  • Sonolência;
  • Broncoespasmo.

Já entre os efeitos colaterais do uso de Tandrilax mais raros de ocorrerem estão:

  • Insuficiência cardíaca;
  • Hipertensão;
  • Vertigens;
  • Agitação;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Urticária;
  • Dermatites;
  • Eczema;
  • Convulsões;
  • Meningite;
  • Pancreatite;
  • Insuficiência hepática;
  • Anemia;
  • Problemas de audição;
  • Agronulocitose;
  • Eritema;
  • Necrólise epidérmica,
  • Síndrome Stevens-Johnson.

O Que Fazer se Esquecer de Tomar a o Tandrilax

Tome um comprimido de Tandrilax assim que você se lembrar da dose. Porém, se você se lembrar de ingerir a medicação próximo ao horário da posterior, pule uma dose – ou seja, não ingira doses dobradas da medicação.

Superdosagem Com Tandrilax

Pacientes que ingerem doses superiores às recomendas do medicamento estão sujeitos a apresentar: sonolência acentuada.

Também podem sofrer confusão mental, aceleração e irregularidade nos batimentos cardíacos, náuseas, episódios de vômitos, dores estomacais, baixa da pressão arterial e tremores.


Caso a dose de Tandrilax ingerida pelo paciente for muito superior aquelas indicadas pela posologia ou orientada pelo médico, recomenda-se levar o paciente a um serviço de atendimento médico. Medidas de suporte podem ser necessárias.

Caso seja possível, o acompanhante deve levar a embalagem ou a bula da medicação. Além disso, informar a equipe de atendimento a dosagem excessiva ingerida pelo paciente, se isso for possível.

A superdosagem com a medicação pode causar intoxicações graves ao paciente. A pessoa ainda pode vir a sofrer crises de convulsões, crises respiratórias, agitação motora involuntária e problemas nos rins e no fígado.


Caso não seja possível se deslocar com o paciente que tomou doses muito superiores de Tandrilax, ligar imediatamente para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

O número do telefone do serviço é 192 para todos os lugares do país. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer aparelho telefônico.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.