Selozok: Bula, Indicação, Efeitos Colaterais, Como Usar

Saiba Como Fazer o Uso Adequado do Selozok. confira também os efeitos colaterais do medicamento, bem como as principais indicações e contraindicações!

O Selozok é um medicamento utilizado para tratar hipertensos. Deve ter a prescrição pelo especialista e é capaz de reduzir a pressão de artérias. Trata diversas condições relacionadas à saúde e, ainda, previne crises de dores de cabeça de condição da cefaleia.


Selozok: Quais as Indicações?

Selozok

A indicação do Selozok é para tratar a pressão alta, a morbidade e riscos de mortalidade que tenham origem coronária e cardiovascular – com a inclusão de óbito súbito. Além disso, a indicação é para os seguintes critérios patológicos:

  • angina do peito;
  • adjuvante na terapia da insuficiência crônica do coração sintomática, de teor leve a grave;
  • elevação da sobrevida;
  • diminuição de hospitalização;
  • aprimorar a funcionalidade ventricular esquerda;
  • modificações do ritmo do coração;
  • taquicardia supraventricular;
  • tratar o manejo posteriormente ao infarto do coração;
  • modificação da funcionalidade do coração com palpitação;
  • prevenção de enxaqueca.

Apresentações do Selozok

O medicamento faz parte de uma categoria medicamentosa denominada betabloqueadores, que atua na redução do esforço cardíaco.

Trata-se de uma drágea revestida de liberação com controle, com liberação do remédio por tempo estipulado pelo médico. O efeito é assegurado pelo tempo maior que 24h. De modo geral, o começo da ação é observada dentro de poucas horas, ainda em dosagens baixas do Metoprolol.

A ação anti-hipertensiva máxima de qualquer dosagem do medicamento tem o alcance a partir de sete dias da terapia.

Efeitos Colaterais do Selozok

As reações adversas do medicamento correspondem aos seguintes sintomas:

  • fraqueza;
  • fadiga;
  • bradicardia;
  • modificação postural na pressão;
  • pés e mãos frias;
  • palpitação;
  • dores de cabeça;
  • vertigem;
  • enjoo;
  • dores abdominais;
  • diarreia;
  • dispneia de esforço;
  • prisão de ventre;
  • modificações de condução do coração;
  • arritmia cardíaca;
  • boca seca;
  • modificação de testes de funcionalidade hepática;
  • ansiedade;
  • nervosismo;
  • rinite;
  • impotência sexual;
  • conjuntivite;
  • perda de cabelo.

Contraindicações do Selozok

Não utilize o medicamento em caso de alergia a substância deste remédio ou demais compostos, bem como:


  • bloqueio atrioventricular de grau II;
  • bloqueio de grau III;
  • indivíduos com insuficiência do coração não compensada instável;
  • hipoperfusão;
  • hipotensão;
  • indivíduos com terapia inotrópica contínua.

A substância não deve ter administração em indivíduos que apresentam suspeita de infarto agudo do coração, ao passo que a frequência cardíaca seja maior que 45 batimentos por minuto.

Como Usar o Selozok?

O medicamento deve ter administração em dosagem única por dia através da via oral. Pode ter a ingestão com a refeição ou estômago vazio.

Hipertensão

A dose indicada para indivíduos hipertensos de teor leve à moderado corresponde a 50mg do medicamento, 1x por dia. Em pessoas que não correspondem a 50mg, a dosagem pode ter o aumento para 100 a 200mg, 1x por dia ou em combinação com demais agentes anti-hipertensivos.

O tratamento prolongado contra a hipertensão com dosagens por dia, 100 a 200mg, demonstra a redução da mortalidade total com a inclusão de óbito cardiovascular súbito, bem como:

  • acidentes vasculares do cérebro;
  • situações coronarianas.

Angina do Peito

A dose indicada corresponde a 100 até 200mg do medicamento, 1x por dia. Caso haja necessidade, é possível ter a combinação com outras substâncias antianginosas.

Insuficiência Crônica do Coração

A dosagem deve ter ajuste de forma individual em pessoas que apresentam insuficiência crônica do coração, com estabilização a partir de outro tratamento do coração insuficiente. A dosagem de início indicada para as 2 primeiras semanas é uma drágea de 25mg por dia.

A recomendação é que os indivíduos com categorias funcionais III-IV de NYHA iniciem a partir de metade de uma drágea de 25mg por dia, em 1ª semana. A indicação é que a dosagem seja duplicada de duas em duas semanas, até que alcançar a dosagem máxima de 200mg da substância.

Para os tratamentos duradouros, o intuito deve ser alcançar a dosagem de 200mg da substância, 1x por dia. Em relação a cada nível de posologia, o indivíduo deve ter avaliação cuidadosa em relação a tolerância.

Em situação de hipotensão, é possível que haja a necessidade da redução do medicamento concomitante. Esta patologia de início não quer dizer, de forma necessária, que a dosagem não pode ter tolerância em relação ao tratamento de caráter crônico, porém o indivíduo deve manter a menor dosagem até que ocorra a estabilização.

Arritmias do Coração – modificação anormal dos batimentos cardíacos

Neste caso, a dose indicada corresponde a 100 até 200mg do medicamento por dia.

Selozok é Betabloqueador?

O medicamento é uma substância bloqueadora beta 1 seletiva. Isso significa que o remédio é capaz de bloquear os receptoras beta 1 em dosagens mais baixas que as que são necessários para o bloqueamento do beta-2.


Este remédio apresenta uma ação insignificante de estabilização das membranas e não divulga exercício agonista em partes.


A substância em questão promove a redução ou inibição da ação agonista das catecolaminas cardíacas – com liberação em período de estresse mental e físico. Isto quer dizer que a elevação normal da frequência do coração, pressão alta, com produção pela elevação aguda de catecolamina, tem redução pelo medicamento.

Em períodos de alto nível endógeno da adrenalina, o medicamento tem interferência bem menor ao controlar a pressão alta do que as substâncias betabloqueadores não-seletivas.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.