Diosmin: Para o Que Serve? Quais os seus Benefícios e Indicações

Diosmin se trata de um medicamento para aliviar sintomas incômodos e tratar doenças de origem venosa e vascular.

Indicações da Medicação

O medicamento, como mencionado alivia sintomas e é usado para tratamento de problemas e doenças venosas e/ou vasculares. Entre as principais indicações de Diosmin estão:


  • Insuficiência Venosa;
  • Varizes;
  • Sensação de queimação nos membros inferiores;
  • Dores nas pernas;
  • Inchaços nos membros inferiores; entre outras situações.

Apresentação e Composição

Diosmin

Diosmin é apresentado em comprimidos revestidos, para uso oral e adulto. Em geral, é comercializado em embalagens contendo 10, 30 ou 60 comprimidos.

Cada comprimido revestido apresenta 450 mg de Diosmina (substância ativa do medicamento) e 50 mg de Hesperidina.

Além dos excipientes: dióxido de silício, crospovidona, estearato de magnésio, dióxido de titânio, manitol, laurilsulfato de sódio, povidona, Opadry II, Corante vermelho Ponceau 4R laca e corante azul FDC 2 laca.

Como o Remédio Atua?

Diosmin tem ação direta nas veias de nosso sistema circulatório. Assim, melhora significativamente a circulação sanguínea e a resistência de veias e vasos. Tais efeitos também produzem a redução de inchaços e dores, que são ocasionados por problemas ou doenças venosas ou circulatórias.

Quais as contraindicações?

O medicamento possui poucas contraindicações – o que é algo extremamente positivo. A medicação está contraindicada apenas em casos em que a pessoa possua reações alérgicas a quaisquer um dos componentes da fórmula de Diosmin e por crianças.

No entanto, indica-se cautela ao prescrever o medicamento para pacientes com quadros graves de insuficiência nos rins e insuficiência no fígado.

Qual a Forma de Uso?

O uso da medicação está condicionado ao problema que o paciente apresenta, a sua resposta ao tratamento e, principalmente, a indicação do médico.

No entanto, as formas mais usuais da medicação são de 2 comprimidos ao dia: 1 ingerido pela manhã e o outro à noite.

Recomenda-se não ingerir o medicamento com o estômago vazio para evitar desconfortos gástricos. Além disso, o comprimido não deve ser mastigado e nem tritura e, sim, ingerido inteiro, com o auxílio de líquidos.

Já no caso de hemorroidas, a dose recomendada pelos médicos costuma ser de: ingestão de 2 comprimidos de Diosmin, 2 vezes ao dia – durante os 4 primeiros dias do tratamento.

Em seguida, a dosagem deve abaixar para a ingestão de 2 comprimidos, 2 vezes ao dia – durante 3 dias seguidos.

Nas crises hemorroidárias, a dose deve ser aumentada para 2 comprimidos, 3 vezes ao dia, por 4 dias seguido de 2 comprimidos, 2 vezes ao dia, por 3 dias.


As dosagens informadas anteriormente podem sofrer alterações de acordo com a indicação do médico.

Reações Adversas da Medicação

O medicamento possui poucas reações adversas graves, que fazem com que o tratamento precise ser interrompido. No entanto, como toda medicação, alguns pacientes podem apresentar reações adversas desagradáveis.

As reações adversas que podem vir a ocorrer com o uso de Diosmin são:

  • Dor de cabeça;
  • Indigestão;
  • Enjoos;
  • Náuseas;
  • Insônia;
  • Sonolência;
  • Mialgia (dores pelo corpo);
  • Diarreia;
  • Sensação de cansaço;
  • Dor abdominal;
  • Vômito;
  • Alterações na pele;
  • Vertigens (raro);
  • Tonturas (raro);
  • Ansiedade (raro);
  • Fadiga (raro).

Interações Medicamentos de Diosmin

Até o momento não há relatos significados de interações medicamentosas do remédio com outras medicações ou substâncias.

No entanto, caso o paciente tenha qualquer sintoma estranho e considere que possa estar ligado com o uso do medicamento, entrar em contato com médico assim que possível.

Precauções de Diosmin

Algumas precauções devem ser levadas em consideração diante da prescrição do medicamento. Algumas dessas situações são:

  • Mulheres grávidas;
  • Mulheres com suspeita de gravidez;
  • Mulheres em fase de amamentação, pelo risco de os componentes da formulação do remédio ser excretado pelo leite materno.

Além disso, recomenda-se cautela aos pacientes em tratamento com Diosmin ao guiar veículos e operar máquinas. Isso porque, durante o tratamento, o usuário pode ter problemas de concentração.

Armazenamento Correto

Os comprimidos só devem ser retirados da embalagem para serem ingeridos. Além disso, a medicação deve permanecer em locais com temperatura ambiente, entre 15ºC e 30ºC.


Evitar que a embalagem seja armazenada em locais úmidos e sob a luz direta do sol – para que os componentes da fórmula não sofram alterações.

Manter a medicação fora do alcance das crianças e animais de estimação.

Não utilize o medicamento se o prazo de validade estiver vencido. Em geral, o prazo de validade é de 24 meses após a data de fabricação impressa na caixa.

Utilizar medicamentos com a data de validade vencida pode não só não surtir os efeitos desejados, como colocar a sua saúde em risco.

Como Fazer em Casos de Superdosagem?

No caso de o paciente ingerir doses maiores do que as recomendadas, leve-o o quanto antes a um serviço médico de atendimento. De preferência, leve a bula ou a embalagem de Diosmin, além de informar a equipe de atendimento do local a quantidade ingerida em excesso do remédio.


Na impossibilidade de se deslocar com o paciente em superdosagem, entrar em contato imediatamente com o SAMU, pelo número de telefone 192. A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas.

Os sintomas de superdosagem com a medicação costumam ser:

  • Dores de cabeça;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Desmaios ou até mesmo coma (em casos raros, onde a dose ingerida for muito superior à normal).
IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.