Vacina Febre Amarela: Bula, Efeitos Colaterais, Como Usar

Descubra Tudo Sobre a Vacina Febre Amarela e Aproveite Para Entender Melhor Como Este Medicamento Funciona, os Efeitos Colaterais e Demais Indicações.

A Vacina Febre Amarela é um medicamento usado para prevenir a doença, em questão. Tal patologia é provocada por um elemento arbovírus. A recomendação desta vacina é para as regiões endêmicas, bem como viajantes que se deslocam a elas ou a zonas epizoóticas.


Vacina Febre Amarela: Quais as Indicações?

Vacina Febre Amarela

A indicação desta vacina é para a prevenção que combate a febre amarela àqueles que residem ou viajam para regiões onde se recomenda a vacinação. Além disso, é indicada para países onde há o risco da incidência da patologia, a contar os nove meses de idade.

Em casos emergenciais epidemiológicos, em relação a vacinação do público infantil, a dosagem de início precisa ter antecipação para os seis meses de faixa etária. É também recomendada aos profissionais que atuam na saúde, na manipulação do vírus da doença, em questão.

Apresentação da Vacina Febre Amarela

A Vacina Febre Amarela tem apresentação sob o formato liofilizado num fraco multi-dosagem, além da ampola para diluição.

Efeitos Colaterais da Vacina Febre Amarela

Tal medicamento, de modo geral, tem boa tolerância e de forma muito rara tem associação a situações adversas graves. Os sinais gerais com relato do terceiro ao décimo dia costumam desaparecer e ser muito leves, de forma espontânea. Dentre eles há a inclusão da febre, das dores no corpo e da cefaleia.

Os viajantes devem ser vacinados de forma individual, considerando o risco da contração da febre em relação ao seu destino e situações adversas pós a vacina. É preciso ter a aplicação por, no mínimo, dez dias anteriores à viagem para as regiões de risco de que a doença seja transmitida.

Existem alguns sintomas que possibilitam a indicação de teor mais grave da doença, com a implicação de atendimento clínico. São eles:


  • o mal estar;
  • a febre;
  • as dores intensas no corpo, durando mais que três dias;
  • sensação de fraqueza longa e intensa;
  • dor de cabeça muito intensa;
  • vômitos;
  • diarreia;
  • náusea;
  • dores abdominais intensas.

Contraindicações da Vacina Febre Amarela

O remédio tem contraindicação para aqueles que apresentam faixa etária menor que 6 meses.  Além disso, é contraindicado para os casos de:

  • patologia de febre aguda – que comprometa o estado de saúde;
  • história de reação alérgica a gelatina, ovos, canamicina e eritromicina;
  • grávidas – a não ser em casos específicos de exposição;
  • AIDS;
  • história de patologia de timo.

Como Usar a Vacina Febre Amarela?

A recomendação é que se administre uma dosagem da medicação com reconstituição a contar a faixa etária dos nove meses.  A vacina entre os seis e nove meses pode ser realizada em casos de riscos altíssimos da patologia, de acordo com autoridade sanitária.

A recomendação é uma revacinação de 10 em 10 anos. Não há necessidade da revacina anterior aos dez anos. Tal medicamento deve ter a reconstituição com o volume completo da substância fornecida pela produção.

O medicamento é conjunto da vacina e precisa permanecer entre 2 a 8ºC em ato de reconstituição. Neste caso, é preciso que se acrescente de forma lenta, com a ajuda da seringa e agulha estéreis, as substâncias presentes ao frasco.

A Vacina Febre Amarela é Perigosa?

Em virtude de reincidências da patologia da Febre Amarela em nosso país, revelou a necessidade altíssima do desenvolvimento de novas vacinas em combate a doença. A intenção era que ela pudesse apresentar riscos muito menores de reações adversas.


A vacina que conhecemos, vigente, utilizada desde os anos 30, não é perigosa. É, de forma comprovada, muito segura. Porém, há situações raras de indivíduos doentes – chegando ao óbito depois de receberem a injeção.

Contudo, ao passo que não haja ainda nova fórmula, a vacina vigente permanece em atuação. Ela é uma substância que apresenta riscos baixos de efeitos colaterais e as questões de mortes e afins são fatalidades raríssimas do remédio. Estes casos, especificamente, são causados em virtude de questões pré-existentes aos pacientes.

A Vacina Febre Amarela é Gratuita?

Sim. Há a possibilidade de se vacinar gratuitamente em postos de saúde, bem como em estabelecimentos particulares. Contudo, é preciso seguir o cronograma específico das cidades e regiões.

Conforme a produção da vacina pública, o medicação que imuniza tem o valor de R$3,50 a dosagem em relação ao governo do Brasil. Sua distribuição é gratuita em regiões indicadas e para pessoas que viajam.

Em relação ao sistema particular, a dosagem tem sua venda por uma média de R$150 e não existem estatísticas de custos.

Hoje, contudo, só existem as medicações em hospitais públicos. Estes estabelecimentos fracionam a substância para o atendimento de demanda.


Os estabelecimentos particulares geralmente apresentam uma demanda mais fácil de ser encontrada. Nestes lugares, a substância é denominada Stamaril. Na rede pública, não existe nenhuma nomenclatura específica.

Vai sair do Brasil para alguma região de incidência da Febre Amarela? Atente-se à vacinação! Saúde em primeiro lugar!

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.