Tuberculose: O que é, Informações, Causas, Tratamentos

Confira Todas as Informações Sobre a Tuberculose. Veja as Causas, Sintomas e Opções de Tratamento Para Esta Condição que Acomete a Saúde!

A Tuberculose é uma patologia provocada pelo elemento bacteriano denominado por bacilo de Koch. De modo geral, ele prejudica os pulmões, e pode também prejudicar quaisquer outras regiões do organismo como a bexiga, intestino e ossos.


De modo geral, a patologia provoca sinais como falta de apetite e um cansaço excessivo. A principal atitude é evitar lugares aglomerados, para que não haja o contágio e transmissão para demais.

Cuidar da saúde do sistema imunológico é uma forma de evitar a incidência da patologia. Acompanhe as principais informações sobre a doença e saiba como preveni-la de forma saudável.

Descubra também quais são os medicamentos específicos para tratar a patologia, em questão.

O Que é Tuberculose?

Tuberculose

Trata-se de uma patologia infecto-contagiosa provocada por bactérias. Este germe apresenta características diferenciadas, denominada melhor como micobactéria. Este elemento é capaz de provocar infecções de diversos órgãos como:

  • pleura;
  • pulmão;
  • ossos;
  • linfonodos;
  • sistema nervoso;
  • sistema genitourinário;
  • intestinos.

Transmissão

Trata-se de uma patologia de contágio, que pode ocorrer de diversos modos:

  • por meio do espirro;
  • por meio da fala;
  • por meio da tosse do paciente infectado;
  • utilização de roupas;
  • utensílios com a contaminação;
  • consumo de leite e itens bovinos com contaminação;
  • convivência com pessoa infectada.

Em lugares onde não há muita ventilação e ambiente arejado, é possível que se transmita a patologia porque o bacilo sobrevive por uma média de 8h no local.

Causas da Tuberculose

A doença sempre é provocada por infecções de micobactérias denominadas como Mycobacterium tuberculosis ou então, Bacilo de Koch.

Ela pode ser transmitida de indivíduo para indivíduos, então, de forma direta. Por isso, lugares aglomerados podem desencadear a transmissão.

O indivíduos com a patologia, portanto, consegue expelir gotas de saliva com o elemento da infecção ao espirrar, falar ou, então, tossir.

Por conseguinte, os demais são capazes de aspirar o agente.

Outras causas são a presença dos seguintes critérios clínicos:

  • diabetes;
  • desnutrição;
  • tabagismo;
  • utilização de drogas;
  • queda de imunidade.

Tudo isso é propício, então, ao risco de que a micobactéria tenha a multiplicação e desenvolvimento da infecção.

Sintomas da Tuberculose

Os sinais variam, portanto, a depender da imunidade de cada indivíduo. Determinados indivíduos, contudo, não conseguem exibir indícios de tuberculose, ao passo que demais apresentem sinais exuberantes.

Os sintomas de maior frequência correspondem a:

  • fadiga excessiva;
  • tosse, acompanhada ou não de secreção, podendo ter espessura ou sanguinolenta;
  • falta de ar;
  • sudorese à noite;
  • febre baixa;
  • perda do peso;
  • perda do apetite;
  • fraqueza;
  • rouquidão.

Em situação grave da patologia, há a apresentação dos seguintes sintomas:


  • expectoração de grandes quantitativos sanguíneos;
  • falta de ar limitante;
  • colapso pulmonar;
  • dores no peito;
  • acúmulo do pus em pleura.

Diagnóstico da Tuberculose

Vejas alguns métodos usado para diagnosticar o problema:

Baciloscopia do Escarro

O principal método para diagnosticar a tuberculose é a baciloscopia direta do escarro. Esse permite a descoberta das fontes de infecção.

Além de ser seguro, é um método com baixo custo e muito simples. A amostra de escarro é obtido após o escarro, retirado da árvore brônquica.

Como é Feita a Coleta

A pessoa deve ir até a UBS (Unidade Básica de Saúde) e pedir orientações a um profissional capacitado e que vai fornecer o pote para coleta.

Quando acordar pela manhã, o paciente deve lavar a boca, inspirar profundamente, prender a respiração por um instante e escarrar após forçar a tosse.

Repita três vezes a eliminação do escarro, não deixando cair para fora do pote.Repetir essa operação até obter três eliminações de escarro, evitando que esse escorra pela parede externa do pote.

Após o término do escarro, deve-se tampar o pote e colocar em um saco plástico com a tampa para cima. 

Radiológico

Nesse método é feito uma radiografia do tórax em que os achados radiológicos vão detectar se o paciente está ou não com tuberculose.


Prova Tuberculínica (PT)

A prova tuberculínica é baseada na inserção intradérmica de um derivado protéico do M. tuberculosis, que mede a resposta imune celular a estes antígenos.

Tratamento Para Tuberculose

Os tratamentos disponíveis para a Tuberculose são baseados na utilização de substâncias antibióticas. O tempo varia, por pelo menos, 6 meses, e consumo de drágeas diárias.

Não é possível abandonar nem desistir os tratamentos antes da conclusão dele. Isto porque há riscos da bactéria resistir.

A utilização de remédios inalatórios e ajustes de alimentos são complementes de extrema importância para a melhoria da qualidade de vida no prazo.

Ainda, é preciso que exista pesquisas de infecções em família e pessoas próximas com que houve o desenvolvimento da patologia.

É possível, portanto, que haja a necessidade de tratar de forma específica a condição para que se evite o desenvolvimento e a patologia propagada.

A doença, ainda que não tenha o tratamento adequado, é possível de retornar se ocorrer a queda do sistema imunológico em quaisquer etapas da vida.

Remédios específicos

Os remédios que mais se destacam para tratar a doença correspondem a:

  • etambutol;
  • bromidrato de Fenoterol;
  • pirazinamida;
  • isoniazida;
  • rifampicina;

Apenas um especialista é capaz de mencionar, então, quais os remédios com maior indicação para a sua situação, assim como a dose adequada e tempo de tratamento.

Seguir à risca as recomendações do especialista é imprescindível. Não se automedicar também. É importante não interromper a utilização do remédio sem a consulta do especialista.

Caso tome mais de 1x ou em quantitativos maiores do que a prescrição, seguir as recomendações presentes na bula do medicamento.

Prevenção

A prevenção da doença, portanto, é necessária para a imunidade de crianças que tenham a vacina BCG.

Aqueles indivíduos soropositivos ou recém-nascidos que disponibilizem sintomas de aids, por exemplo, não podem ter a vacina.

Prevenir a tuberculose inclui-se que se evite aglomeração, de forma especial em locais em sejam muito fechados.

Além disso, é preciso evitar que não se utilize objetos e utensílios de indivíduos com contaminação.


O cuidado com a imunidade é imprescindível. Para tanto, alimente-se de forma adequada, pratique bons hábitos e cuide da sua saúde de maneira impecável.

Os exames, portanto, precisam ser periódicos e contar com o auxílio de profissionais da Medicina. A saúde é seu bem mais precioso, cuide dela!

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.