Tobrex: Bula, Indicação, Efeitos Colaterais, Como Usar

Confira Todas as Informações Sobre o Tobrex, Um Medicamento Que Deve Ter Prescrição Médica. Conheça Também Os Efeitos Colaterais e Modos de Uso.

O Tobrex é um remédio específico para os olhos, e apresenta substância antibiótica. O colírio é capaz de tratar infecção de teor externo aos olhos e suas proximidades, que é provocada por específicos tipos de elementos bacterianos.


Acompanhe as principais formas de uso e demais informações sobre este medicamento.

Tobrex: Quais as Indicações?

Tobrex

Este medicamento é uma solução oftalmológica. Trata-se de uma substância antibiótica tópica indicada para tratar infecções de teor externo aos olhos e proximidades, provocadas por diversos elementos bacterianos que tenham sensibilidade a substância tobramicina.

Este remédio apresenta ação oftalmológica na eliminação de elementos bacterianos que provocam infecções oculares.

O uso do Tobrex deve acontecer a partir da prescrição médica. É importante ressaltar que a automedicação, bem como o uso de elementos oftalmológicos pode acometer a saúde dos olhos, quando a partir de um uso errôneo. Consulte a indicação de um médico especialista.

Apresentações do Tobrex

Este remédio apresenta 3mg por ml da solução oftálmica do elemento de tobramicina.

  • Embalagem composta por 5ml;
  • Uso tópico nos olhos.

Utilização adulta e pediátrica maior de 2 meses.

Efeitos Colaterais do Tobrex

Dentre os principais efeitos colaterais do medicamento, podem ser presenciados os seguintes sintomas:

  • alergias;
  • dores de cabeça;
  • desconfortos oculares;
  • hiperemias oculares;
  • abrasão de córnea;
  • ceratites;
  • deficiências visuais;
  • vista turva;
  • eritemas da pálpebra;
  • edemas de conjuntivite;
  • dores nos olhos;
  • olho seco;
  • secreções oculares;
  • pruridos oculares;
  • aumento de lacrimejamento;
  • madarose;
  • dermatite;
  • prurido;
  • pele seca.

É importante ressaltar que as condições reveladas são de caráter comum e que, de modo geral, os efeitos colaterais não são apresentados.

Contudo, em determinados indivíduos, a presença de um ou dois, bem como a maioria dos sinais presentes aqui podem surgir e acometer o bem estar do paciente.

Contraindicações do Tobrex

O remédio tem contraindicação para indivíduos que apresentem alergias às substâncias ativas ou quaisquer excipientes que estejam presentes na fórmula.

Como Usar o Tobrex?

Não deve ter injeção. É de uso exclusivo para utilização oftalmológica. A fim de que se evitem possíveis contaminações de frasco, não tocar a potna do mesma em quaisquer superfícies.

Nas situações leves a moderadas, pingar 1 ou 2 gotas no órgão prejudicado, entre 4h em 4h.


Nas situações de infecção grave, pingar 2 gotas no órgão prejudicado, de 1h em 1h até que melhore e posteriormente a isso, reduzir a dosagem de interrupção do tratamento.

Seguir a recomendação do especialista, observando sempre a hora, a dosagem e tempo de tratamento. Não interromper o tratamento sem que haja o conhecimento do especialista.

Em caso de esquecimento das dosagem, fazer a aplicação do remédio o quanto antes. Contudo, se a lembrança ocorrer em dosagem próxima, ignorar a esquecida e voltar ao uso regular esquematizado.

Em situação de dúvida, procurar recomendações especialistas.

Precaução

A sensibilidade ao aplicar topicamente as substâncias aminoglicosídeas pode acontecer em determinados indivíduos. A reação grave da hipersensibilidade pode ter variação de ação local para reação generalizada como:

  • eritemas;
  • coceiras;
  • urticárias;
  • anafilaxia;
  • reação anafilatoide ou reação com bolhas.

Se tiver o desenvolvimento de hipersensibilidade em período de utilização do remédio, o tratamento deve ter interrupção. 

É possível acontecer a hipersensibilidade cruzada com demais substâncias aminoglicósideas, e deve-se levar em consideração o possível fato de ser sensível ao elemento da tobramicina ocular de teor tópico.

É possível também que haja a sensibilidade aos aminoglicósideos tópicos ou substâncias sistêmicas.

Demais Reações Adversas

Os efeitos adversos de teor grave fazem a inclusão da neurotoxicidade – teor tóxico do sistema nervoso – bem como:

  • a ototoxicidade – teor tóxico do ouvido;
  • a nefrotoxicidade – teor tóxico da região renal;

Estas condições ocorrem em indiívudos que recebem terapias sistêmicas do elemento, em questão. É preciso, portanto, ter precaução quanto ao uso de forma concomitante.

Deses modo, como ocorre em demais substâncias antibióticas, a utilização prolongada do medicamento em solução oftálmica pode acabar resultando em proligerações de organismos não suscetíveis, com a inclusão de fungos.

Caso ocorra superinfecções, o especialista deve dar início a um tipo terapêutico adequado.

A utilização de lentes de contato não tem recomendação em período de tratamentos de infecções oculares.

O medicamento em solução oftálmico é composta por cloreto de benzalcônio que é capaz de provocar irritações oculares e é disponível pela alteração de colorações de lentes de contato em formato gelatinoso.

É preciso evitar o contato em relação a lente de contato de teor gelatinoso.

Se houver autorização para o uso de lente de contato, haverá instrução em relação a retirada das lentes anteriormente à aplicação do produto e aguardo por, no mínimo, 15min antes de ser reinserido.


É imprescindível que haja uma consulta com um profissional da Medicina. Não pingue nada nos olhos sem o consentimento de um médico.


A automedicação pode desencadear problemas ainda maiores da situação atual pela qual se está vivenciando. Cuida da sua saúde e faça exames periódicos!

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.