Secnidazol: Como Usar, Para Que Serve, Reações Adversas e Mais Informações

Secnidazol é um medicamento com propriedades antifúngicas e antiparasitárias, para o uso oral, indicado para adultos ou crianças (com supervisão médica).

Apresentação e Composição

Cada comprimido do medicamento contém 1000 g de Secnidazol (fármaco ativo). Além dos excipientes inativos: amido, celulose microcristalina, povidona, amidoglicolato de sódio, estearato de magnésio e dióxido de silício.


O medicamento é vendido em embalagens contendo 2 ou 4 comprimidos.

Para Que Serve o Secnidazol

Secnidazol

Secnidazol possui agentes que eliminam fungos e possíveis parasitas que se alojam em diversos órgãos do corpo.

Ele é prescrito para o tratamento de doenças como: tricomoníase, giardíase amebíase do fígado, amebíase no intestino, entre outras.

Como Usar o Medicamento

O comprimido de Secnidazol com a ajuda líquido e depois de uma refeição, devido à consistência rígida da cápsula, que pode causar desconforto gástrico. Também é recomendado ingerir a medicação à noite.

As doses indicadas dependem do tipo de fungo ou parasita e de onde esses agentes nocivos se instalam. Geralmente a dose prescrita pelos médicos são:

Para a Amebíase Intestinal e giardíase indica-se 2 comprimidos de 1000 mg em dose única.

O tratamento para Tricomoníase requer uma dose única de 2 comprimidos da medicação. O parceiro sexual do paciente seguir o mesmo procedimento.

Já contra a Amebíase Hepática indica-se 1 comprido ao dia, durante 5 ou 7 dias.

Contraindicações da Medicação

Embora o Secnidazol seja uma medicação considerada segura, ela pode não estar indicada em algumas situações como:

  • Suspeita de gravidez ou mulheres gravidas (3 primeiros meses de gestação);
  • Mulheres em fase de amamentação, pois as substâncias da medicação podem ser excretadas pelo leite materno;
  • Pessoas com alergia a derivados de agentes imidazólicos ou a um dos componentes da fórmula do remédio.

Interações Medicamentosas

O medicamento pode interagir com outros remédios. Portanto, informar ao médico se estiver usando algumas das medicações relacionadas abaixo.

O uso concomitante pode interferir na eficácia dos remédios em questão, exacerbando ou reduzindo efeitos.

Não é recomendado usar Secnidazol com: dissulfiram (risco de confusão mental). Também não é aconselhável o uso com anticoagulantes orais, como a varfarina, pois a risco de sangramentos – nesse caso, esperar 8 dias depois do tratamento com o antifúngico para retomar o uso do anticoagulante.

Não se submeter a exames laboratoriais por 3 dias após o término do tratamento com Secnidazol, pois a medicação pode interferir nos resultados.

Não se indica ingerir bebidas alcoólicas durante 4 dias após o tratamento com a medicação. Além de exacerbar os efeitos do álcool no Sistema Nervoso Central, a eficácia do remédio pode ser reduzida.

Além disso, a associação pode causar taquicardias, coceiras e problemas gastrointestinais.

Reações Adversas do Medicamento

O medicamento costuma ser muito bem tolerado pela maioria dos pacientes. No entanto, como ocorre com todos as medicações, algumas pessoas podem apresentar reações adversas com o uso do Secnidazol.

As principais reações adversas observadas em estudos foram:


  • Reações muito comuns (aconteceu com mais de 10% das pessoas que usaram a medicação):
  • Reações comuns (aconteceu entre 1% e 10% das pessoas que usaram a medicação): distúrbios do trato gastrointestinal transitório, sabor de ferro na boca, enjoos e náuseas passageiras.
  • Reações incomuns (aconteceu entre 0,1% e 1% das pessoas que usaram a medicação): febre, hipersensibilidade, vermelhidão na pele, coceiras, inchaços locais.
  • Reações raras (aconteceu entre 0,01% e 0,1% das pessoas que usaram a medicação): reações anafiláticas, coceiras em regiões de mucosas, sonolência
  • Reações muito raras (aconteceu com menos de 0,01% das pessoas que usaram a medicação): inflamação na língua, angioedema, estomatite, tontura, alterações nas plaquetas do sangue reversível, ataxia, problemas neurológicos, sensação de formigamento no corpo.

O Que Fazer em Casos de Superdosagem?

Caso o paciente ingira doses superiores as indicadas pelo médico, não tente induzir o vômito. Procure um serviço médico de emergência.

Provavelmente serão necessários procedimentos sintomáticos e/ou lavagem gástrica. Levar, se possível, a embalagem do Secnidazol e informar a equipe de saúde o quanto o paciente ingeriu da medicação.

Se o paciente não puder ser deslocado, entrar em contato com o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O atendimento e 24 horas e o número para ligar é o 192.


A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer aparelho de telefone, incluindo aparelhos telefônicos de celular. Uma equipe se deslocará até onde o paciente em superdosagem se encontra.

Raramente a superdosagem com o fármaco Secnidazol é fatal ou deixa sequelas graves, mas deve ser tratada por uma equipe médica – para evitar intoxicações e reações adversas desagradáveis.

Informações Importantes

É muito comum que os pacientes tratados com Secnidazol se queixam da reincidência das doenças.

Isso acontece devido a hábitos que interferem no tratamento contra os fungos e parasitas. Para que isso não aconteça, recomenda-se que o paciente:

  • Alimente-se de comidas bem cozidas ou assadas;
  • Higienize sempre as mãos antes e depois de urinar ou defecar;
  • Lavar bem as mãos antes de se alimentar;
  • Mantenha as unhas das mãos e dos pés limpas;
  • Consuma apenas água filtrada ou fervida;
  • Alimente-se de frutas e verduras muito bem lavadas, de preferência com higienização das folhas feitas com vinagre e sal;
  • Proteger os alimentos de insetos;
  • Não manter relações sexuais durante o tratamento, mesmo com o uso de preservativo (camisinhas);
  • Não andar descalço, nadar ou pisar sem proteção em águas paradas ou aparentemente sujas;
  • Enquanto o paciente estiver em tratamento, usar utensílios domésticos separados, para não transmitir a doença para outras pessoas.

Como Armazenar o Secnidazol

O remédio deve ser mantido na sua embalagem original, de preferência dentro da caixa. Só retirar o comprimido da embalagem na hora de ingeri-lo.

Aconselha-se ainda manter a embalagem da medicação longe de ambientes úmidos ou da ação direta da luz solar – pois pode interferir na sua eficácia.

Manter também o medicamento longe do alcance das crianças e animais domésticos. Deixar a embalagem guardada em locais com temperatura ambiente, ou seja, entre 15 ° C e 30 ° C.


Atenção ainda com a data de validade. Não use medicamentos vencidos, além de não fazerem efeito, eles podem colocara sua saúde em risco.

Como Comprar a Medicação?

A compra da medicação não exige a apresentação ou a retenção de receita médica pelas farmácias e drogarias. No entanto, não se recomenda usar o remédio sem prescrição médica, pois pode colocar a sua saúde em risco.