Rifocina: Para Que Serve Essa Medicação? Saiba Tudo Sobre Ela Aqui!

A Rifocina se trata de um antibiótico em forma de spray. O medicamento foi desenvolvido para aliviar os incômodos sintomas de doenças da pele e tratar diversos processos inflamatórios dérmicos.

O tratamento com a medicação deve ser realizado de forma tópica, na superfície da pele afetada por processos infecciosos ou lesões. O spray irá combater os agentes que tem sensibilidade a substância rifamicina.


Rifocina

Com isso, a infecção é combatida ao longo dos dias de tratamento e as lesões são cicatrizadas. A Rifocina spray é eficaz nos seguintes casos:

  • Queimaduras;
  • Ferimentos, feridas e lesões em geral que estejam infeccionadas;
  • Piodermite com ou sem a presença de pus (tipo de infecção cutâneas primárias, que são ocasionadas pelas bactérias piogênicas);
  • Furúnculos;
  • Dermatoses que estejam infectadas;
  • Úlceras varicosas;
  • Processos infecciosos pós-flebites;
  • Dermatites eczematóides (avermelhadas);
  • Ateroscleróticas (doença vascular crônica);
  • Em curativos de feridas pós-cirúrgicas infectadas, como adenites (inflamação aguda de um gânglio linfático), panarícios (inflamação ao redor das unhas), supurações de parede cutâneas (inflamação ou infecção com presença de pus, localizadas na pele).

Composição de Rifocina

A Rifocina vem em frascos do tipo spray, com 20 ml da medicação.

O agente principal do medicamento tópico é o antibiótico rifamina. Cada ml da solução contém 10 mg de rifacima.

A solução ainda apresenta os veículos: ácido ascórbico, propilenoglicol, edetato dissódico, metabissulfito de potássio, água purificada e hidróxido de sódio.

O seu uso, como mencionado, é tópico e está indicado para adultos e crianças.

Como Devo Usar o Spray?

O spray deve ser aplicada na superfície da pele limpa. Portanto, limpe ou lave a região, antes de usar a medicação – com água, com gaze ou mesmo com uma solução salina.

A aplicação da Rifocina spray deve ser feita direcionando-se o bico do frasco para dentro da cavidade cutânea.

Já para a aplicação em feridas, lesões ou furúnculos, o uso da medicação pode ser feita de maneira externa. Caso o médico tenha indicado, realizar compressas ou providenciar o curativo, logo em seguida a aplicação do remédio.

A aplicação do medicamento em spray, em geral, deve ser feita a cada 6h ou 8 h. Esse período pode variar, de acordo com a orientação do médico.

Para facilitar pulverização da região a ser tratada com Rifocina spray, recomenda-se pressionar a válvula do frasco repetidas vezes, mantendo-o na posição vertical, ou seja, em pé.


Vale saber que esse remédio em spray, conforme indicação médica, pode ser usada juntamente com outros antibióticos, inclusive de uso oral. Além disso, jamais utilize o medicamento na boca – pode ser muito perigoso para a sua saúde.

Para maior segurança, manter a Rifocina spray longe do alcance das crianças e de animais de estimação.

Rifocina Tem Contraindicações?

O medicamento pode estar contraindicado em algumas situações, como:


  • Pessoas com histórico de hipersensibilidade à rifamicina;
  • Pessoas com histórico a qualquer um dos outros.

Efeitos Colaterais da Rifocina ?

Rifocina spray é uma medicação que costuma ser muito bem tolerada pela maioria dos pacientes. No entanto, como acontece com todas as drogas, em algumas condições e em determinadas pessoas podem aparecer efeitos colaterais. Os mais comuns deles são:

  • Surgimento de manchas avermelhadas e alaranjadas no local da aplicação da medicação;
  • Formação de fluidos que são eliminados pela pele, língua, urina, fezes, lágrimas, suor, espirro e catarro;
  • Aparecimento de manchas em lentes de contato;
  • Aparecimento de manchas em dentaduras ou próteses dentárias;
  • Leve sensação de dor na região da aplicação do medicamento;
  • Coceiras na região da aplicação do medicamento;
  • Em casos raros, pode ocorrer choque anafilático, após a pulverização da pele com o spray.

Rifocina Interage com Outros Medicamentos?

Sim, a medicação em spray pode ter reações com outros medicamentos – o que pode interferir no sucesso do tratamento do paciente. Não se recomenda, por exemplo, o uso da medicação junto com:

  • Ciclosporina;
  • Anticoagulantes;
  • Contraceptivos orais;
  • Outros medicamentos tópicos com rifamicina – sem autorização do médico.

Importante! Mulheres que fazem uso de medicamentos contraceptivos hormonais orais ou injetáveis devem substituir o método anticoncepcional durante o período de tratamento com Rifocina.

E Em Casos de Gravidez?

Os médicos não indicam o uso do remédio, mesmo não existindo resultados conclusivos que a medicação possa fazer mal à formação ou à saúde do feto. O médico deve avaliar os riscos e benefícios da utilização do medicamento no caso de gravidez.

Mulheres Qque Amamentam Podem Usar Rifocina?

Sim. Não há nenhuma contraindicação do uso do medicamento por mulheres que estejam em fase de amamentação. Os componentes da medicação não são excretados pelo leite materno. Não são conhecidos dados que contraindiquem o uso do spray durante a amamentação.


Como Usar?

O spray se trata de um antibiótico e, por esse motivo, só pode ser adquirido em farmácias e drogarias mediante a apresentação e a retenção da receita médica.

Caso você esteja sofrendo de algum problema de pele, deve procurar um médico, de preferência, dermatologista. Se o seu problema exigir, somente esse profissional poderá te indicar o uso de Rifocina.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.