Refluxo: O Que é, Causas, Sintomas e Tratamento

Confira Todas as Informações Sobre o Refluxo. Veja as Causas, Sintomas e Opções de Tratamento Para Esta Condição que Acomete a Saúde!

O Refluxo é uma condição gastroesofágica que acontece ao passo que a alimentação consumida volta na região esofagal em conjunto ao ácido gástrico. É capaz de provocar sensações de queimações, ou azia.


O Que é Refluxo?

Refluxo

Tal condição pode se caracterizar fisiológica, de caráter normal. É possível que ocorra quando há o consumo de alimento muito gorduroso, bebidas com cafeína, molho de tomate, chocolate, cebola e demais.

O refluxo gastroesofágico faz a indicação de algo está errado com o sistema responsável pela digestão.

Em determinados indivíduos que apresentam a condição, pode ter sido causado por hérnias de hiato, que se caracteriza pelo protusão na área estomacal até o tórax, por meio de orifícios de diafragma.

A condição é comum em indivíduos que consomem grandes quantitativos de alimentos e logo, deitam-se.

Isto porque, ao passo que a região estomacal está cheia, o esfíncter terá mais dificuldade para efetuar o seu fechamento.

Para indivíduos obesos, público feminino em período gestacional e aqueles que fazem o consumo de líquidos com cafeína, em razão de que este elemento causa um relaxamento do trato, provocando a volta do alimento consumido.

Caso não tenha tratamento, esta condição pode provocar determinadas complicações para o indivíduo, como:

  • ulceração;
  • dismotricidade esofágica;
  • estenose esofagal;
  • bronquite;
  • asma;
  • pneumonia.

A agressividade permanente dos elementos celulares do esôfago fazem com que eles consigam adquirir os elementos celulares do intestino.

Tal transformação dá-se por Barret. Em razão das modificações, os elementos celulares acabam se tornando mais propensos a apresentação do câncer, e podem desencadear o adenocarcinoma esofagal.

Diagnosticar o refluxo é realizado por meio de endoscopia digestiva e determinados especialistas podem escolehr por realizar exame denominado pHmetria.

Causas do Refluxo

Ao passo que um indivíduo se alimenta, a refeição segue para a garganta até a região estomacal por meio do esôfago.

Visto que a alimentação que está presente nesta região, o anel fibroso dos músculos causa o impedimento do alimento para se mover para trás, nas direções do esôfago.

Estes elementos fibrosos dos músculos são denominados como esfíncter.

Se este aparelho não fecha direito, aquilo que o indivíduo consumiu ou, ainda, o próprio suco gástrico utilizado para a digestão tem associação a complicação e sinais.

Dentre as principais razões para isto acontecer, portanto, podemos mencionar os seguintes critérios:

  • hérnia de hiato;
  • elevação de secreções gástricas;
  • hipotonia do esfíncter esofagiano inferior;
  • perda da peristalse do esôfago;
  • elevação de secreção gástrica;
  • prolongação do tempo do estômago cheio.

Sintomas do Refluxo

Dentre os principais sinais do Refluxo, portanto, o que mais se destaca são os critérios a seguir:


  • azia;
  • saliva em excesso;
  • regurgitação;
  • dor na garganta sem razão aparente;
  • rouquidão;
  • asma;
  • tosse.

Tratamento Para Refluxo

Dentre as medicações para o refluxo, portanto, o especialistas podem fazer a prescrição de substâncias antiácidas, agentes procinéticos e inibidores da bomba de prótons.

As substâncias antiácidas atuam com tamponamento direto do ácido que se presencia na região estomacal e apresenta reações adversas da modificação do hábito do intestino. 

Apresenta efeito rápido, porém a ação tem curto tempo. De forma usual, têm administração posteriormente à refeição.

Estes inibidores da bomba de prótons como o Omeprazol, fazem a inibição das produções dos ácidos, considerando o tempo de efeito prolongado do que as substâncias antiácidas.

As substâncias procinéticas promovem o aceleramento de que o alimento tenha a transferência para a região estomacal até o duodeno, assim para que se evite as chances de acontecer o refluxo.

Travesseiro anti-refluxo

Este artefato, portanto, apresenta um formato em triângulo que atua no tronco do indivíduo, ficando elevado de forma ligeira, com recorrência ao teor grave para redução a chance de o alimento retornar.

É possível encontrar este travesseiro em estabelecimentos especializados em hospital e produtos clínicos. Contudo, esta alternativa não soluciona a questão, porém auxilia a aliviar os sinais.

Para tanto, é preciso evitar atitudes como:

  • alimentar-se de forma exagerada;
  • ir para a cama logo depois que se alimentou;
  • ter intervalos grandes ou curtos entre as alimentações;
  • exercitar-se depois que comeu – logo em seguida.

Tratamentos caseiros

Utilizar água com limão é uma opção. Isto porque o limão apresenta propriedades alcalinizantes no corpo e, portanto, auxilia na neutralização do ácido do estômago, de modo a evitar dores que a condição causa.

Para tanto, é preciso consumir metade de um copo com água e uma colher do suco do limão natural, antes de se alimentar.


Outra alternativa é usar o gengibre. Ele é capaz de aprimorar a função digestiva. Isto porque promove o estímulo da digestão na produção de enzimas e reduz o tempo em que a alimentação para na região estomacal. 

Para que haja vantagens, é possível fazer a adição de quatro a cinco rodelas do alimento em raspas, num litro com água. O ideal é consumir esta mistura durante o dia inteiro.

Vinagre de Maçã

Trata-se de uma mistura semelhante ao limão com água. De mesma forma, portanto, apresenta ações alcalinizantes para o corpo.

Para fazer uso destas propriedades, é preciso consumir entre duas a três colheres ao dia, juntamente à refeição principal.

Em caso de quaisquer sintomas mencionados, portanto, o ideal é que você consulte um especialista. Esta atitude é para saber a real condição do seu problema.

Só o médico é capaz de avaliar o melhor tratamento para o seu caso, que pode se caracterizar de diversas formas.


Procure manter a saúde em dia, fazendo exames periódicos e consultando o especialista, em caso de complicações e efetividades de sintomas.

Por mais que você se sinta bem, faça um Check-up  uma vez por ano.  Exames regulares ajudam seu médico acompanhar sua saúde e identificar alguma ameaça de doença, colocando você no caminho do tratamento.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.