Miorrelax: O Que é, Bula, Indicações, Modo de Usar

Saiba tudo sobre o Miorrelax, um medicamento com 3 ativos que agem diretamente nas dores que acabam tirando sua disposição diária.  Além de aliviar as dores musculares, o Miorrelax age também contra a dor de cabeça tensional. Saiba mais sobre esse remédio!

 O Que é o Miorrelax

Miorrelax

Quem nunca após um treino pesado não sentiu aquela dor lombar? ou ainda pegou aquele peso ajudando o vizinho na mudança, sendo que no fim do dia não conseguia sequer se levantar da cama.


Nesses casos uma das soluções encontradas é a busca de uma medicação que haja rápido é de encontro com as dores musculares.

Uma das opções em medicamentos nesse seguimento é o Miorrelax, medicação esta que é analgésico (medicamento que diminui e alivia a dor) e relaxante muscular, (medicamento que tem a função de inibir dores, dando a sensação de relaxamento dos músculos).

Encontra se na composição química de Miorrelax três componentes, que associados possuem maior poder de relaxamento e alivio de dores, dentre eles encontramos:

  • Dipirona Monoidratada – A dipirona é uma medicação analgésica (que alivia a dor) e antipirético (abaixa a temperatura corporal) encontra se cerca de 300 mg em um comprido de miorrelax.
  • Citrato de Orfenadrina- relaxante muscular encontra se cerca de 35 mg dessa substância em uma dosagem da medicação.
  • Cafeína- um importante estimulante cerebral, encontra se cerca de 50 mg de cafeína.

Sua ação no organismo e a partir de trinta minutos após ingestão do comprimido.

Indicação do Medicamento

A medicação Miorrelax alivia desde dores de intensidade leva há modera, chegando a também ser associadas com outras medicações para o alivio de dores mais fortes, normalmente a indicação da medicação se dá para pessoas que estão com:

  • Dores de cabeças tensionais;
  • Dores lombares;
  • Torcicolo;
  • Entorses;
  • Artrites;
  • Escolioses.

As dores lombares chegam a obter 66.67 %, das queixas apresentadas em uma pesquisa, sobre qual parte do corpo se tem mais dor muscular, seguidas das dores no pescoço/cervical que representam 41.67 %.

Dores lombares que normalmente são adquiridas após o levantamento de número excessivo de peso, má postura. A medicação Miorrelax se faz atuante nesse tipo de dor, aliviando os sintomas.

Posologia

A medicação Miorrelax não necessita de receituário médico para sua compra, basta apenas há ida em uma farmácia convencional que encontra se a medicação.

Segundo sua bula, deve ser tomada de 6 em 6 horas cerca de um a dois comprimidos, não podendo ultrapassar 8 comprimidos por dia.

Sua ingestão deve ser feita de 3 a 4 vezes ao dia, sendo que sua administração deve ser somente por via oral(boca), não é aconselhável que se mastigue a medicação.


Deve sempre ser tomada em horários fixados tende a ter um resultado mais rápido da melhora da dor.

É aconselhável a ida em um médico para que possa realizar uma avaliação, pois em alguns casos as dores musculares podem estar associadas a outros problemas, fora isso, o médico poderá orientar mais a respeito da dosagem certa para seu nível é frequência de dor.

Contraindicações

Existem componentes inerentes a medição que devem ser observados com atenção, pessoas que tem alguma sensibilidade a algum componente da formula de Miorrelax, não devem ingerir a medicação, além desse fator, vários outros devem ser observados, para que evite o uso da medicação.

Abaixo estão elencadas algumas hipóteses em que o uso da medicação miorrelax está contraindicado, veja:

  • Pacientes que desenvolveram broncoespasmo (contração dos músculos dos brônquios)
  • Em pacientes com glaucoma(doença dos olhos caracterizada por alterações nos nervos oculares)
  • Ulcera péptica (feridas abertas que se desenvolvem em órgãos do corpo como estomago e esôfago)
  • Em períodos de gestação e amamentação
  • Hipertrofia prostática (crescimento anormal de um órgão , neste caso um aumento da glândula masculina a prostática)
  • Miastenia grave (doença neurovascular que causa dor e fadiga)

Miorrelax não deve ser usada por mulheres que estejam em estado gestacional sem orientação de um médico.


Caso haja necessidade de usar alguma medicação para o alivio de alguma dor muscular, procure por atendimento especializado, neste caso médico ginecologista/obstetra.

Reações do Miorrelax

Por se tratar de uma medicação com algumas substancias que estão associadas como dipirona, Orfenadrina e cafeína, pode causar diferentes tipos de reação conforme cada substância encontrada, abaixo elencamos possíveis danos que a medicação pode apresentar no organismo, tais como:

  • Reações alérgicas;
  • Tremores;
  • Irritação gástrica;
  • Tonturas;
  • Constipação;
  • Sonolência;
  • Fraqueza;
  • Distúrbios do sistema imunológico;
  • Distúrbios urinários;
  • Distúrbios vasculares.

Caso tenha alguma reação a medicação, procure atendimento médico e notifique a ANVISA sobre o ocorrido.

Superdosagem

A medicação Miorrelax possui a  ofenadrina substância essa toxica. Se ingerida em grandes quantidades, há relatos comprovados de mortes após a ingestão de dosagens altas, entre dois e três gramas de uma só vez dessa substancia, sendo que efeitos tóxicos podem ocorre dentro de duas horas após a ingestão do medicamento.

Levando a sintomas como arritmias cardíacas, convulsões e em alguns casos chegando a levar o indivíduo a óbito(morte). No caso da dipirona foram registradas reações como vômitos, dor abdominal.

Na cafeína sua super dosagem acaba estimulando ainda mais o efeito da ofenadrina e dipirona no organismo. Por isso vale reforçar a indicação da dosagem e o período de ingestão da medicação devem ser respeitados.


Caso ocorra a superdosagem da medicação busque por atendimento médico o quanto antes. Medidas como provocar o vômito, beber leite estão fora de cogitação, essas práticas podem piorar ainda mais a ação da medicação no organismo.

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.