Metformina: Para Que Serve e Como Usar

Conheça os efeitos antidiabéticos da Metformina e saiba quando ou não utilizar o medicamento. Veja aqui as informações que preparamos!

A Metformina é uma medicação utilizada para tratar a Diabetes, a fim de fazer a normalização dos níveis de glicose que estão elevados na corrente sanguínea, bem como a redução de complicações diabéticas e pode ter utilidade de forma isolada ou em conjunto com o elemento insulínico. 


Como qualquer outro medicamento, a substância de Metformina atua como um antidiabético e precisa ser prescrito por um profissional da Medicina para solucionar a condição patológica.

A medicação pode ter a venda de forma comercial com as nomenclaturas de:

  • Risidon;
  • Glifage;
  • Diaformin;
  • Glucoreumin.

Metformina

A produção dos medicamentos, em questão corresponde aos laboratórios:

  • Torrent;
  • Medley;
  • EMS;
  • Merck;
  • Bristol;
  • Novartis.

Lembre-se que os medicamentos, em questão, precisam ser recomendados por um médico. Automedicar-se é uma atitude errônea que desencadeia problemas gravíssimos à saúde.

Indicações do Metformina

A Metformina é indicada para pessoas que portam a Diabetes tipo 2. Em oposição a categoria 1 da doença, que é provocada pelo teor insulínico deficiente, a categoria 2 acontece em razão de um organismo resistente contrário do á potencialidade da insulina, que faz a circulação na corrente sanguínea, porém não está apta a atuar em relação a essa condição.

Metformina é a indicação para as condições de:

  • Síndrome de endometriose a utilização da Metformina parece trazer benefícios, de forma principal para aqueles que apresentam sobrepesos;
  • Gordura no fígado: A substância de Metformina, de forma teórica, pode tornar o nível de inflamação do órgão do fígado reduzido. Contudo, pesquisas atuais não demonstram benefício algum da utilização da Metformina para tal condição, em razão de que há muitos especialistas que abandonaram tal alternativa de tratamento.

Apresentações da Metformina

As pílulas da Metformina podem ser destacadas nas dosagens de:

  • 500 mg compostas por 30 a 60 pílulas;
  • 850 mg compostas por 30 a 60 pílulas;
  • 1 g composta por 30 a 60 pílulas.

As pílulas da medicação apresentam efeito prolongado e podem estar disponíveis em dosagens de:

  • 750mg composta por 30 a 60 pílulas;
  • 1000mg composta por 30 a 60 pílulas.

Efeitos da Metformina

Os efeitos colaterais correspondem aos seguintes sintomas:


  • vômito;
  • náusea;
  • perda do apetite;
  • dores na barriga.

Contraindicações da Metformina

A contraindicação do medicamento em questão corresponde aos seguintes critérios:

  • Se houver a hipersensibilidade à substância ou a outras composições;
  • Se houver a condição problemática da função do fígado ou renal;
  • Se houver desidratação em que há a persistência de vômitos e diarreias;
  • Se houver infecção grave;
  • Se houver o tratamento de questões cardíacas recentes;
  • Se houver problemas de circulação grave;
  • Dificuldades de respiração;
  • Consumo de bebidas com álcool excessivo;
  • Se houver a submissão a procedimentos cirúrgicos eletivos de grande porte ou teste usando o contraste que contém iodo.

Período Gestacional e Amamentação

Em período de gravidez, a patologia de Diabetes deve ter tratamento a partir da insulina. Informar ao seu médico a situação gestacional ou suspeita, e ainda o planejamento de estar grávida, para que haja alteração do tratamento.

 Este medicamento não tem recomendação em período de gravidez.

Utilização em Idosos

A substância deve ter o uso cauteloso em pessoas idosas que, geralmente, não deve ter a dosagem máxima do medicamento.

Utilização em Jovens e Crianças

A substância não tem indicação para crianças com menos de 10 anos.


Dosagem Correta Para Uso

  • Pílulas de 500mg – dosagem de início corresponde a pílulas de 2x por dia – para adultos.
  • Caso haja a necessidade, essa dosagem pode aumentar de semana em semana, de uma pílula até ao máximo de 5 pílulas diárias, que equivalem a 2.500mg do medicamento.
  • Pílulas de 850mg – dosagem de início corresponde a pílulas em período matutino, nas crianças e adultos maiores de 10 anos.
  • De acordo com a necessidade, essa dosagem pode ter o aumento, a cada 2 semanas, de uma pílula até o máximo de 2 pílulas, correspondentes a 2.550mg de substância.
  • Pílulas de 1g – se consumir uma dosagem alta da substância, há a possibilidade da substituição de duas pílulas de 500mg por comprimido de 1g. Para as crianças maiores de 10 anos, a dosagem máxima por dia não pode ultrapassar o quantitativo de 2.000mg.

Metformina é Diurético?

Não. Trata-se de um medicamento indicado para tratar a condição de Diabetes. Por isso, não há efeito diurético.

O que acontece é que o diurético é qualquer elemento que provoca a urina, ou seja, que promova o aumento do volume de diurese produzido.

A ação diurética têm indicação de forma principal para tratar a pressão alta e dos cenários de inchaços. As duas condições têm relação ao sal em excesso no corpo, que, consequentemente, causa a retenção do líquido.

É importante lembrar que todos os medicamentos devem ser prescritos por um especialista. Para tanto, é preciso consultar o médico e fazer exames periodicamente.


A automedicação pode prejudicar e muito o organismo, de modo, em alguns casos, a causar fatalidades quando não há a observação médica.

Cuide-se! Não esqueça: saúde deve ser prioridade!

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.