Mesigyna: Para Que Serve, Quem Pode Usá-la, Quais Contraindicações e Efeitos Colaterais?

Mesigyna é um contraceptivo de uso mensal, desenvolvido, principalmente, para aquelas  mulheres que não desejam engravidar, mas acabam esquecendo de tomar a pílula anticoncepcional todos os dias. Esse método é injetável, indicado para o uso adulto e basta ser aplicado apenas 1 vez no mês.

Apresentação e Composição

O anticoncepcional, como mencionado, é um injetável. Assim, sua embalagem contém 1 ampola de 1 ml da medicação, 1 seringa descartável e 1 agulha descartável.


Mesigyna

Cada ml de Mesygena contém:

  • 5 mg de valerato de estradiol;
  • 50 mg de enantato de noretisterona;
  • Excipientes: benzoato de benzila e óleo de rícino.

Como Usar Mesigyna?

A mulher pode iniciar o tratamento com o contraceptivo quando está há 1 mês sem utilizar nenhum outro método anticoncepcional.  Além disso, a aplicação de Mesigyna deve ser feita no 1º dia do ciclo menstrual da mulher.

Caso a mulher deseje usar o contraceptivo injetável no lugar das pílulas orais anticoncepcionais , recomenda-se que a injeção seja aplicada logo após o uso da última pílula.

Ainda é possível pode  7 dias depois de terminar o tratamento com o outro anticoncepcional. Porém, nesse caso, para evitar a uma gravidez, a mulher deverá fazer uso de um método anticoncepcional de barreira, como o preservativo (camisinhas).

As injeções com Mesygena devem ser aplicadas, preferencialmente, nas nádegas ou nos braços, de forma intramuscular.

É importante que a aplicação da injeção do medicamento seja feita por um profissional habilitado, garantindo, assim, o uso correto da medicação.

Vale lembrar que o medicamento deve ser reaplicado a cada 30 dias.

Como Mesigyna Age no Organismo da Mulher?

A composição combinada de hormônios desse contraceptivo é liberada de forma extremamente lenta no organismo da mulher, por isso, a protege de uma gravidez não desejado por 30 dias.

Os hormônios impedem o amadurecimento do óvulo, além de manter o endométrio com uma espessura mais fina. Isso não permite que o óvulo se acomodo nas paredes do órgão, evitando, assim, a gravidez.

Ao usar de forma correta o método injetável a sua taxa de sucesso contra uma gestação ultrapassa a margem dos 99%.

Quais os Efeitos Colaterais?

Como acontece com a maiorias dos medicamentos hormonais para evitar gravidez, as pacientes podem apresentar diversos efeitos colaterais. Os mais relados são:

  • Aumento de peso;
  • Alterações no ciclo menstrual da mulher, com sangramentos irregulares;
  • Ausência de menstruação;
  • Dor de cabeça;
  • Dor e sensibilidade na mama;
  • Alterações na libido;
  • Alterações de humor;
  • Nervosismo;
  • Irritabilidade;
  • Sintomas de depressão;
  • Tromboembolismo (formação de coágulos sanguíneos;
  • Problemas cardiovasculares em geral;

Mesigyna é Contraindicado Em Quais Situações?

Contraceptivos com hormônios combinados não podem ser usados por todas as mulheres. Assim, o uso desse anticoncepcional é contraindicado para:


  •  Mulheres com histórico de embolia pulmonar ou em outras partes do organismo;
  • Mulheres com histórico da presença de coágulos de sangue nas pernas (trombose) ou no pulmão;
  • Mulheres com histórico de problemas como acidente vascular cerebral (derrame) ou histórico de ataque cardíaco induzidos pela presença de coágulos de sangue ou por motivos de rompimento de vasos cerebrais;
  • Pacientes que apresentam riscos altos para o desenvolvimento de coágulos nas artérias ou venosos;
  • Pacientes com pré-disposição a sofrer um ataque cardíaco, como a presença de angina pectoris, que tem como sinal principal dores intensas na região do peito;
  • Mulheres com histórico de enxaquecas, acompanhadas por sintomas neurológicos, como: alterações visuais; fadiga persistente; dificuldade em falar; formigamento em diversas partes do corpo, que costumam irradiar para o braço esquerdo;
  • Mulheres com histórico de doenças no fígado, que costumam deixar a pele amarelada ou com coceiras;
  • Pacientes portadoras de diabetes mellitus, com presença de lesões nos de vasos sanguíneos;
  • Mulheres com histórico de tumor benigno ou maligno no fígado;
  • Pacientes com histórico de câncer, que tenha se desenvolvido devido a hormônios sexuais, como câncer em um dos órgãos genitais ou câncer de mama;
  • Casos de alergia a substâncias como enantato de noretiste, valerato de estradiol ou a quaisquer outros agentes presentes na fórmula de Mesigyna;
  • Suspeita ou confirmação de gravidez; entre outros.

Além disso, a medicação deve ser usada com cautela por pacientes fumantes com mais de 35 anos – pelo risco aumentado da formação de coágulos sanguíneos e problemas cardiovasculares nessas mulheres.

Quais São as Interações Medicamentosas?

Alguns medicamentos podem interagir com Mesygena, causando exacerbação de seus efeitos colaterais ou redução da eficácia dessas substâncias ou do contraceptivo.


Portanto, cabe ao médico analisar os riscos e benefícios do uso do contraceptivo junto com os seguintes medicamentos ou substâncias:

  • Fenitoína;
  • Primidona;
  • Barbitúricos;
  • Felbamato;
  • Oxcarbazepina;
  • Carbamazepina;
  • Topiramato;
  • Rifampicina
  • Peniciclina;
  • Rivirapina;
  • Ritonavir;
  • Nevirapina;
  • Griseofulvina;
  • Tetraciclinas;
  • Cetoconazol;
  • Erva de São João;
  • Ciclosporina;
  • Eritromicina;
  • Outros contraceptivos orais  hormonais combinados

Além dessas medicações, é importante que a paciente informe o médico sobre qualquer outro remédio que esteja usando, incluindo os naturais ou fitoterápicos.

Como Proceder em Casos de Superdosagem?

A superdosagem com Mesigyna é extremamente rara de ocorrer, por ser uma medicação injetável.

No entanto, caso a paciente venha utilizar uma quantidade maior do que uma ampola por mês ou mesmo ingerir a medicação, deve ser levada a um posto de atendimento médico. De preferência, portanto a bula ou a embalagem da medicação usada em excesso ou ingerida indevidamente.

Caso a paciente não possa ser deslocada, entre em contato com o número 192 (SAMU). A equipe de atendimento emergencial desse serviço irá até o local onde se encontra o paciente em risco. A ligação é gratuita para todo o país e pode ser feita de qualquer telefone celular.

Posso Utilizar o Medicamento?

Não. Substâncias com ação contraceptiva podem causar muitos danos, se usados de forma indevida.


Embora a medicação não precise de receita médica para ser adquirida, mas você se interessou pela Mesygena, o procedimento correto é se consultar, primeiramente, com um médico ginecologista. Apenas esse profissional está habilitado a receitar o melhor método contra gravidez para você.

Além disso, qualquer tipo de automedicação pode colocar a sua saúde em perigo. Não corra esse risco!

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.