Loratadina: Indicações, Efeitos e Contraindicação

A Loratadina é uma medicação antialérgica utilizada para a redução dos sinais alérgicos em crianças e adultos. Veja aqui mais informações!

A Loratadina é pertencente a classe de medicações conhecidas como anti-histamínicas que auxiliam na redução dos sinais alérgicos, de modo a prevenir as ações histamínicas, que é um elemento produzido pelo próprio organismo.

Indicações da Loratadina

A substância é recomendada para aliviar os sinais com associação de rinites, com características de:

  • prurido nasal;
  • coriza;
  • espirros;
  • ardores;
  • prurido dos olhos.

O elemento da Loratadina é recomendada para aliviar os sintomas e sinais de urticária e outros problemas alérgicos da pele.

Loratadina

Apresentações

Utilização oral, adulta e pediátrica para maiores de 2 anos.

Xarope com 1 mg por ml; embalagens constituindo um fraco composto por 100 mL e copo de dosagens.


Efeitos

As situações colaterais de maior frequência se destacam pelas dores de cabeça, cansaço, sono, secura da boca, náusea, dores estomacais e alergias de pele que apresenta, também, a coceira e vermelhidão pelo corpo.

Contraindicações

A substância, em questão, em formato de comprimidos e xarope e comprimidos não devem ter utilidade para crianças menores de 2 anos, em período gestacional ou em público feminino em período de amamentação, bem como indivíduos que apresentem alergias a quaisquer composições da Loratadina.

Em situação de patologia de fígado hereditária, as dosagens da medicação precisam ter o ajuste do especialista conforme as condições necessárias do enfermo.

Os pacientes que apresentam a patologia do Diabetes devem fazer o consumo da medicação de forma cautelosa, porque o remédio apresenta açúcar em sua composição.

Pode acontecer um leve sono ao longo do tratamento com a substância, em questão. Contudo, a medicação não disponibiliza elementos sedativos clínicos significativos, ao passo que seja usado na dosagem indicada de 10mg por dia.

Dosagem Correta Para Uso

A substância traz disponibilidade em versão comprimido e xarope, sendo que a posologia tem a seguinte indicação:

Comprimidos

  • Aos adultos e crianças maiores que 12 anos, ou que tenham um peso maior que 30kg, a dosagem convencional corresponde a um comprimido de 10mg, 1x por dia.

Xarope

  • Aos adultos e crianças maiores que 12 anos, a dosagem convencional corresponde a 10mL da medicação, 1x por dia.
  • Para menores, entre dois a doze anos, que pesam menos que 30kg, a dosagem de início corresponde a 5mL, 1x por dia.

Em Idosos

  • Em pessoas idosas, não é preciso alterar a dosagem, em virtude de que não acontecem modificações do metabolismo que decorrem da faixa etária. É preciso seguir a mesma recomendação dada ao público adulto.

Loratadina é Bom Para Tosse?

A Loratadina tem indicação para tosses, ao passo que sejam alérgicas. O tratamento para tosses que provém de alergia precisam ser realizados com base em sua circunstância desencadeadora, porque há a indicação de que a pessoa tome alguma medicação anti-histamínica receitada pelo especialista, e evitar o contato com o elemento alergênico.

A Loratadina em formato de xarope é uma substância anti-histamínica para tosses que acontecem pela alergia, além de realizar o combate a alergias que acalmam a garganta, reduzindo os sinais da condição.

Tosse alérgica é uma condição de tosse seca que persiste no organismo, que aparece em momento que a pessoa tem contato com elementos alergênicos, que se destacam por:

  • a poeira;
  • ácaros e afins;
  • pelo de cachorro;
  • pelo de gato;
  • pólen de árvores;
  • pólen de flores.

Tal categoria da tosse é comumente acometedora da saúde em período do outono e da primavera, ainda que possa aparecer também em inverno, porque tais ambientes apresentam a tendência de estar em maior tempo nos ambientes fechados, colaborando para acumular elementos alergênicos pelo ar.

De modo geral, as razões para que a tosse alérgica acometa o organismo se relacionam a alergias de respiração e, portanto, o indivíduo pode ser prejudicado com sinusites e rinites.

A substância tem recomendação para tratar estas patologias.

Loratadina é Corticóide?

As substâncias corticoides, também conhecidas como elementos de cortino ou corticosteroides destacam-se por hormônicos que têm a produção a partir das glândulas suprarrenais que se caracterizam também pela atuação potencial de anti-inflamatório.

Em virtude disso, muita gente utiliza a medicação para tratar condições crônicas como:

  • alergias;
  • asma;
  • bronquite;
  • artrite reumatoide;
  • situações de transplante renal;
  • lúpus.

Ainda que a substância mencionada se destaque como uma medicação alérgica, não há indicação para a solução de problemas crônicos. Por isso, não se trata de um elemento corticoide.

Lembre-se, antes de se automedicar, que tal atitude pode trazer sérias consequências para o organismo humano. Basta que você busque a orientação de um especialista e a medicação não tratá riscos elevados à saúde.

Fazer exames e visitar o médico periodicamente, pelo menos de ano em ano para um check up, é essencial para manter a qualidade de vida e bem estar.

A automedicação traz riscos graves à sua saúde. Seja consciente! Saúde em primeiro lugar!