Hemovirtus: Bula, Indicações, Efeitos Colaterais, Como Usar

Saiba Tudo Sobre o Hemovirtus, Um Medicamento Específico Que Pode Ter a Prescrição do Seu Médico. Confira Todas as Informações e Modos de Uso!

O Hemovirtus é uma medicação específica com indicação para o auxílio em tratamentos e alívio dos sinais de hemorroidas e das varizes, no público de faixa etária adulta e infantil.


Hemovirtus: Quais as Indicações?

Hemovirtus

Hemovirtus ​é uma pomada que auxilia no tratamento dos sintomas de hemorroidas e varizes nas pernas, que pode ser comprada em farmácias sem receita médica.

Esse medicamento tem como princípios ativos a Hamamelis virginiana L., Davilla rugosa P., Atropa belladonna L., o mentol e o cloridrato de lidocaína.

As hemorroidas e varizes são causadas, portanto, pelo enfraquecimento das veias, e o Hemovirtus atua melhorando a circulação, fortalecendo os vasos sanguíneos da região e aliviando a dor.

Em casos de hemorroidas, esse medicamento também ajuda a reduz as sensações de peso no ânus, calor, corrimento anal e perdas de sangue.

  • Hemorroidas;
  • varizes nas pernas.

Composto de substâncias analgésicas (para a dor) e vasoconstritoras locais (que comprimem os vasos), o produto contribui como auxiliar terapêutico, produzindo alívio nas sensações desagradáveis causadas pelas hemorroidas e varizes como:

  • peso no ânus;
  • calor;
  • perda de líquido mucoso e sanguíneo, que às vezes podem causar anemias;
  • prolapso (fechamento do ânus);
  • irredutibilidade;
  • estrangulamento das varizes;
  • prisão de ventre.

Os sinais de melhora nos sintomas, portanto, podem ocorrer em um prazo variável de dias, após o início do tratamento.

Apresentações do Hemovirtus

  • Bisnaga contendo 50g

Utilização tópica e adulta.

  • Cada g do produto contém extrato mole de Hamamelis virginiana Linné 6,66mg e extrato mole de davilla rugosa, Poirier 6,66mg.

Contraindicações do Hemovirtus

Este medicamento é de uso tópico externo, portanto não deve ser ingerido. Por conter lidocaína, deve ser usado com precaução em pacientes com doença hepática severa.

Recomenda-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento.

Durante esse tempo, portanto, recomenda-se ao paciente abster-se de carne e comidas apimentadas.

O paciente deve evitar a permanência de muitas horas sentado. São aconselhados exercícios ao ar livre.

Pode ocorrer aumento da ação anticolinérgica (pupilas dilatadas, boca seca, taquicardia, paralisação do intestino e retenção da urina, etc.) se o uso deste medicamento for associado a antidepressivos tricíclicos (amitriptilina, clomipramina, desipramina, imipramina, nortriptilina), anti-histamínicos (loratadina, maleato de dexclorfeniramina, betametasona), procainamida e quinidina.

Efeitos Colaterais do Hemovirtus

A pomada pode provocar alguns efeitos indesejáveis, particularmente em pacientes idosos e crianças, em decorrência dos ativos que fazem parte da sua composição.


Hammamelis virginiana

Reações alérgicas sérias são raras. No entanto, procure imediatamente atendimento médico se notar quaisquer sintomas de uma reação alérgica grave, incluindo: erupção cutânea, comichão / inchaço (especialmente da face, língua ou garganta), tonturas, falta de ar.

Atropa belladonna L

Pode provocar boca seca, agitação, vertigens, tonturas, confusão, amnésia, delírio, alucinações, sonolência, olhos secos, visão embaçada, boca seca, hipertermia, dilatação das pupilas, erupção cutânea, dermatite, taquicardia, retenção urinária.

A lidocaína, o mentol e a Hamamelis virginiana L. podem causar, portanto, irritação local. Não foram observados relatos de toxicidade e de superdosagem com o uso deste medicamento.

Como Usar o Hemovirtus?

Uso Tópico

Varizes

  • lavar as mãos e aplicar Hemovirtus após limpar a região, massageando levemente. Deve-se usar o medicamento por 2 ou 3 meses.

Hemorroidas

  • lavar as mãos e aplicar o produto após evacuação intestinal e limpeza do local. Introduzir o aplicador na região anal e espremer a bisnaga para depositar um pouco de pomada dentro do ânus. Retirar o aplicador e lavar com água morna e sabão, e lavar as mãos novamente. Aplicar também um pouco do produto na região externa do ânus, e cobrir com gaze. Deve-se aplicar de 2 a 3 vezes por dia e o tratamento dura de 2 a 3 meses.

Hemovirtus e Hemorroidas

As hemorroidas são veias dilatadas e salientes na região anal que podem, portanto, ser internas ou externas, podendo provocar sintomas como coceira e dor anal, dificuldade para defecar e presença de sangue nas fezes.

O tratamento consiste na aplicação de pomadas com propriedades vasoconstritoras, analgésicas e anti-inflamatórias, remédios para aliviar a dor, ou mesmo cirurgia.

Sintomas

Os principais sintomas de hemorroidas geralmente incluem, portanto:

  • Sangue vermelho vivo ao redor das fezes ou no papel higiênico após limpar-se;
  • Coceira no ânus;
  • Dificuldade para defecar;
  • Saída de um líquido esbranquiçado pelo ânus, principalmente no caso de hemorroidas internas;
  • Dor anal que pode surgir ao evacuar, andar ou sentar, especialmente no caso de hemorroidas externas;

Causas

Não existe uma causa exata para o aparecimento das hemorroidas, no entanto, uma má alimentação, má postura corporal ou prisão de ventre podem contribuir para a sua formação.

Além disso, outras causas, portanto, podem estar na origem do aparecimento das hemorroidas, como obesidade, pré-disposição genética ou gravidez, por exemplo.

Tratamento

As hemorroidas têm cura e os remédios que podem ser indicados para as tratar são as pomadas como Hemovirtus, Proctosan ou Proctyl, com propriedades vasoconstritoras, analgésicas e anti-inflamatórias, que devem ser usadas sob orientação do médico ou farmacêutico.

Além disso, portanto, podem ainda ser usados remédios como o paracetamol ou o ibuprofeno, que devem ser utilizados sob orientação médica para aliviar o inchaço e a dor causada pela hemorroida, ou mesmo remédios como Diosmin e Velunid que melhoram a circulação sanguínea e protegem as veias.


Porém, quando a hemorroida não desaparece com nenhum destes tratamentos ou volta a aparecer, pode ser necessário recorrer a cirurgia.


Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.