Gastrol – Bula, O Que é, Indicações e Contraindicações

Gastrol é um medicamento disponibilizado em forma de pó, pastilhas efervescentes e também em líquido, sendo produzido pelo laboratório Neo Química.

Para saber tudo sobre esse fármaco, incluindo as indicações, contraindicações e efeitos colaterais, confira nosso artigo.


Para Que o Gastrol é Indicado?

Gastrol é recomendado para tratar quadros de hiperacidez gástrica e complicações associadas à úlcera péptica.

O Gastrol neutraliza a acidez gástrica e age como um protetor da mucosa do estômago e esôfago.

Esse medicamento possui eficácia imediata, aliviando os desconfortos relacionados ao excesso de acidez no estômago, tais como azia, gastrite e má digestão.

Gastrol

Composição da Fórmula do Gastrol

Gastrol, conforme mencionamos, é disponibilizado em pastilhas, pó e líquido. Vejamos agora a composição da fórmula em cada um desses casos.

Pastilhas

  • Hidróxido de magnésio (princípio ativo)
  • Hidróxido de alumínio (princípio ativo)
  • Carbonato de cálcio (princípio ativo)

Excipientes: ciclamato de sódio, sorbitol, dióxido de silício, estearato de magnésio, manitol, macrogol, amido, sacarina sódica, povidona, mentol, aroma de menta piperita, metilparabeno, hipromelose, aroma de abacaxi, cloreto de benzalcônio e propilparabeno.

Pó (sabor limão)

  • Hidróxido de magnésio (princípio ativo)
  • Hidróxido de alumínio (princípio ativo)
  • Carbonato de cálcio (princípio ativo)
  • Ácido cítrico (excipiente)
  • Bicarbonato de sódio (excipiente)
  • Aroma de limão (excipiente)
  • Sacarina sódica (excipiente)
  • Lactose (excipiente)
  • Corante verde folha (excipiente que combina azul indigotina e amarelo tartrazina)

Pó (sabor laranja)

  • Hidróxido de magnésio (princípio ativo)
  • Hidróxido de alumínio (princípio ativo)
  • Carbonato de cálcio (princípio ativo)
  • Sacarina sódica (excipiente)
  • Bicarbonato de sódio (excipiente)
  • Ácido cítrico (excipiente)
  • Lactose (excipiente)
  • Aroma de laranja (excipiente)
  • Corante amarelo crepúsculo (excipiente)

Pó (sabor abacaxi)

  • Hidróxido de magnésio (princípio ativo)
  • Hidróxido de alumínio (princípio ativo)
  • Carbonato de cálcio (princípio ativo)
  • Ácido cítrico (excipiente)
  • Bicarbonato de sódio (excipiente)
  • Sacarina sódica (excipiente)
  • Lactose (excipiente)
  • Aroma de abacaxi (excipiente)
  • Corante amarelo de tartrazina

Solução Líquida

  • Hidróxido de magnésio (princípio ativo)
  • Hidróxido de alumínio (princípio ativo)
  • Carbonato de cálcio (princípio ativo)

Excipientes: simeticona, ácido cítrico, óleo de menta, manitol, sacarina sódica, metilparabeno, sorbitol, propilparabeno, goma guar, propilenoglicol, peróxido de hidrogênio, petrolato líquido e água.

Gastrol – Contraindicações

Gastrol, por mais que ofereça grande alívio nos casos de azia, má digestão e gastrite, não é recomendado nos seguintes casos:

– Pessoas com hipersensibilidade aos princípios ativos ou a qualquer um dos excipientes desse medicamento;

– Pacientes que apresentam quadros edematosos (retenção de líquidos e inchaço);

– Pessoas que sofrem de inflamações nos rins ou apresentam alterações nos fluidos corporais;

– Indivíduos diagnosticados com anemia;

– Pacientes que apresentam perda de proteínas pela urina (quadro identificado em exames laboratoriais);

– Pessoas com excesso de cálcio no sangue ou na urina;

– Indivíduos com deficiência de fósforo;

– Pacientes com alterações nas células;

– Pacientes diagnosticados com sarcoidose (crescimento de pequenos grupos de células inflamatórias em diferentes regiões do corpo);

– Indivíduos que estão passando por um período de desidratação;

– Pessoas que sofrem de problemas nos rins (principalmente nos casos de insuficiência renal);


– Pacientes diagnosticados com colite ulcerativa (doença inflamatória crônica que afeta o intestino);

– Pessoas submetidas aos procedimentos de colostomia ou ileostomia;

– Indivíduos diagnosticados com diverticulite (inflamação que afeta o intestino grosso).

Obs.: gestantes, mulheres que estão amamentando, crianças e idosos obrigatoriamente necessitam de autorização médica antes de utilizar Gastrol.

Pacientes que sofrem outros tipos de doença e/ou que façam uso de outros tipos de medicamento devem informar essa condição ao médico, já que o consumo de Gastrol deve ser feito com cautela nos casos de ingerir determinadas substâncias.

Efeitos Colaterais do Gastrol

Os efeitos colaterais do Gastrol podem ocorrer em maior ou menor frequência e quantidade dependendo das características do organismo de cada paciente. Vejamos quais são eles.


  • Retenção de líquidos;
  • Diurese (aumento da quantidade de urina produzida nos rins);
  • Quadros de desidratação;
  • Arrotos;
  • Retenção de sódio;
  • Dores abdominais;
  • Aumento da secreção gástrica;
  • Gases;
  • Refluxo;
  • Prisão de ventre;
  • Soluço;
  • Náuseas e/ou vômitos;
  • Diarreia;
  • Obstrução no trato gastrintestinal;
  • Agravamento de hemorroidas ou outros tipos de fissuras anais (sobretudo nos pacientes que sofrem de constipação);
  • Aumento dos níveis de cálcio no sangue;
  • Diminuição de fosfatos no sangue;
  • Alteração nos fluidos corporais;
  • Elevação dos níveis de magnésio no sangue;
  • Fraqueza muscular;
  • Depressão do sistema nervoso central (náuseas e anorexia);
  • Elevação dos níveis de cálcio no sangue.

A ocorrência dos efeitos colaterais também está ligada à frequência de uso desse medicamento. Quanto mais frequente ou prolongado, Gastrol pode provocar reações adversas.

A Importância de Consultar o Médico

Problemas como azia, gastrite e má digestão geralmente estão associados a ocorrências mais complexas no sistema gastrintestinal e precisam ser investigadas e tratadas.

Ao sofrer constantes quadros de desconfortos estomacais é essencial consultar um médico e realizar exames de laboratório e imagem para ver com clareza as causas da gastrite, má digestão e azia.

Além disso, fatores emocionais como estresse, quadros depressivos, ansiedade, crises de pânico etc. interferem bastante na saúde gastrintestinal e precisam ser identificados também.

Ações Que Ajudam no Tratamento

Além de ingerir Gastrol e demais tipos de medicamentos indicados para a saúde gastrintestinal, é fundamental:

Readequação na Alimentação

Pessoas que sofrem de problemas estomacais e intestinais na maioria das vezes precisam fazer alterações na alimentação.

De forma geral, o indicado é reduzir ou eliminar o consumo de alimentos industrializados, café, bebidas alcoólicas, refrigerantes e demais itens prejudiciais.

O ideal é adotar uma alimentação rica em legumes, frutas, verduras, grãos integrais, fibras e demais alimentos saudáveis, especialmente aqueles que beneficiam o sistema gastrintestinal e não alterem os níveis de acidez.

Beber Bastante Água

Beber bastante água todos os dias é uma maneira simples de cuidar do sistema digestivo e evitar uma série de desconfortos e doenças provocadas sobretudo pelo excesso de acidez estomacal.

A água também estimula a limpeza dos rins e bom funcionamento do intestino, fatores essenciais para a saúde do organismo.

Psicoterapia e Técnicas de Relaxamento

Técnicas de relaxamento, especialmente de respiração e sessões de psicoterapia são de grande ajuda no tratamento das causas emocionais associadas a problemas no sistema digestivo.


Depois de saber sobre Gastrol, compartilhe esse conteúdo com outras pessoas para que elas também conheçam os benefícios e cuidados necessários ao ingerir esse medicamento.

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.