Fosfomicina: Bula, Indicações, Efeitos Colaterais e Como Usar

Saiba Tudo Sobre o Fosfomicina, Um Medicamento Específico Que Deve Ter a Prescrição do Médico. Confira Todas as Informações e Modos de Uso!

O Fosfomicina é um medicamento específico para o tratamento de cistite aguda e recorrente, síndrome uretrovesical bacteriana aguda, bem como, portanto, as seguintes condições:


  • uretrite não-específica;
  • bacteriúria assintomática em período gestacional;
  • infecção urinária pós-operatória.

Tem indicação, ainda, para o tratamento de infecção de trato urinário pós-cirúrgico e em intervenção instrumental do trato urinário.

Fosfomicina: Quais as Indicações?

Fosfomicina

A medicação é uma substância antibiótica que atua para tratar infecção da via urinária. Desse modo, a medicação tem eficácia para tratar as condições mencionadas, e ainda prevenir, portanto, a infecção urinária que aparece posteriormente 1á intervenção cirúrgica.

O remédio pode, também, ser conhecido pelo nome Monuril. Ele é capaz de apresentar um efeito antibiótico que faz a eliminação de diversos tipos de germes que são capazes de provocar infecção como, por exemplo:

  • Pseudomonas;
  • E. coli,
  • Klebsiella,
  • Enterobacter,
  • Staphylococcus.

Apresentações do Fosfomicina

  • Envelopes compostos por fosfomicina trometamol – 3 g;

Excipientes

  • sacarose;
  • sacarina;
  • aroma de laranja;
  • aroma de tangerina.

Ação

A elevação do número de infecção bacteriana com resistência a várias categorias de elementos antimicrobianos se relaciona de forma direta com a frequência pelas quais os remédios têm uso e duração de tratamento respectivo.

A utilização do medicamento de determinado antibiótico pode facilitar o aparecimento de resistência em relação a demais medicamentos de tal classe.

Não existe nenhum outro medicamento de mesma categoria que tenha aprovação para utilização clínica, de modo que os riscos de resistência sejam cruzados inexistentes.

O trometamol associado a medicação tem ótima absorção pela deglutinação, com biodisponibilidade aprimorada e maior, bem como a persistência de concentração de urina, auxiliando na prevenção do surgimento de cepa de bactéria com resistência.

Ainda que seja um remédio com vários indicativos terapêuticos, o medicamento tem uso por diversas décadas de forma, quase exclusiva, para tratar a condição de curto prazo infeccioso do trato de urina, permitindo manejo de perfil resistente favorável, relacionado aos elementos bacterianos em combate a quaisquer remédios eficazes.

Efeitos Colaterais do Fosfomicina

Dentre as possíveis reações adversas, portanto, estão as seguintes:

  • náusea;
  • diarreia;
  • vulvovaginite;
  • dispepsia;
  • dores de cabeça;
  • tontura;
  • vômito;
  • dores abdominais;
  • coceira;
  • cansaço;
  • formigamento.
  • reação anafilática;
  • asma;
  • hipersensibilidade;
  • colite com associação à substância antibiótica;
  • angioedema;
  • hipotensão.

Contraindicações do Fosfomicina

O medicamento tem contraindicação para indivíduos alérgicos a demais compostos da medicação. Ainda, em caso de dispor de diabetes, é preciso consultar o especialista, antes de consumir o remédio.


Precaução

Os efeitos de hipersensibilidade, portanto, com a inclusão da anafilaxia e choque anafilático, são passíveis de aparecer ao longo do tratamento com o medicamento, em questão, e podem trazer prejuízos à saúde.

Caso este efeito ocorra, o medicamento não deverá ter administração de novo, e outro tratamento deve ser adequado.

Diarreia com associação a substância antibiótica teve relatos, portanto, com a utilização de, geralmente, todas as substâncias antibacterianas, com a inclusão do medicamento, em questão. É possível que abranja a variação de teor leve do sintoma a até a colite gravíssima.

Este sintoma, em teor grave, com persistência ou não do sangue, bem como posteriormente ao tratar a condição, pode ter sintomas associados a Clostridium difficile.

Por isso, é imprescindível levar em consideração o diagnósticos do paciente que tiver o desenvolvimento da diarreia.

Caso haja suspeita ou a confirmação do CDAD, apropria-se o tratamento sem adiar. Remédios com substâncias  antiperistálticas têm contraindicação clínica, neste caso.

Interação por Medicamentos

A metoclopramida, uma medicação que promove o aumento da motilidade gastrointestinal, não pode ter administração em conjunto ao elemento ativo, em razão da redução da concentração do sangue e excreção de ruina pelo medicamento.

Outras substâncias que, também, promovem o aceleramento da motilidade gastrointestinal são passíveis da produção de ações semelhantes.

Quantidades numerosas de situações de atividade elevada de antagonista antivitamínico K tiveram, portanto, relato em indivíduos que recebem substâncias antibióticas.

Dentre os aspectos de risco, encontram-se as inflamações ou infecções de teor grave, faixa etária e debilitação da saúde geral.

Devido a tais quadros, há a dificuldade de realizar a determinação da modificação em INR, em razão da patologia com infecção ou em relação ao tratamento.

Contudo, específicas categorias das substâncias antibióticas são, de forma frequente, de maior envolvimento e especificação:

  • macrolídeos;
  • fluroquinolonas;
  • ciclinas;
  • cefalosporinas;
  • cotrimoxazol.

Como Usar o Fosfomicina?

De modo geral, a recomendação é fazer o consumo de um envelope do medicamento em dosagem única, preferencialmente antes de se deitar e posteriormente ao esvaziar a bexiga.

Em determinadas situações, é possível haver a necessidade de duas dosagens do remédio, que devem ser consumidas conforme a indicação dada pelo especialista.

O envelope do medicamento deve ter dissolução num copo com água, bem como o medicamento ser consumido posteriormente ao seu preparo.

A Fosfomicina se espalha nas paredes da bexiga, nos rins, na vesícula seminal, na próstata, além de cruzar a barreira placentária.

As concentrações de fosfomicina mantidas superiores às concentrações inibitórias mínimas são obtidas na urina entre 24 a 48 horas após a administração oral.


O remédio não deve ser consumido sem a orientação médica. Portanto, consulte o especialista e realize, sempre, os exames periódicos para manter uma boa saúde.

Fosfomicina é Monuril?

O Monuril é uma substância antibiótica derivada da substância ácida fosfônica com nomenclatura química de:

  • monofosfonato de 2;
  • amônio-2;
  • hidroximetil-1,3;
  • propanodiol (2Rcis)-3;
  • metiloxiranil.

O medicamento atua, de forma direta, por isso, em relação ao processo de composição das paredes celulares bacterianas.

A substância faz a penetração em elementos bacterianos de sistemas de permeases, que faz o transporte do elemento que acaba com a bactéria.


Ao fazer parte, portanto, do elemento celular bacteriano, a Fosfomicina  que tem atuação de modo a impedir a síntese das paredes, faz a inibição por competição, sem reverter, por elementos denominados análogos.

Para que os medicamentos possam ser comercializados, eles devem ser registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em casos de dúvida, verifique no portal da Agência em “Consulta de Produtos”, pois pode ser um medicamento irregular ou falsificado.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.