Cystex: Bula, Indicação, Efeitos Colaterais, Como Usar

Saiba Tudo Sobre o Cystex, Um Medicamento Que Deve Ter a Prescrição de Um Médico. Confira Também Todas As Indicações, Efeitos Colaterais e as Formas de Uso Desta Medicação!

O Cystex é um medicamento específico para tratar a via urinária em questões relacionadas a dificuldade de eliminar a diurese.


Trata as condições relativas aos desconfortos, dores e ardores para os quadros clínicos do trato urinário.

A medicação é capaz de sanar as condições de infecção de bexiga e atuar, ainda, em problemas que prejudicam a saúde da via urinária.

Confira os principais tratamentos disponíveis para o remédio, em questão.

Cystex: Quais as Indicações?

Cystex

O remédio tem indicação como uma substância antisséptica da via urinária nas situações de disúria, ardores, dores e desconfortos para eliminar urina.

O composto do medicamento é o cloridrato de acriflavina, que é uma substância derivada de acridina, conferindo elementos antissépticos e bacteriostáticos em combate aos elementos bacterianos.

Estes correspondem aos gram-positivos e, com uma efetividade reduzida, combate também aos gram-negativos.

As substâncias derivadas da acridina têm o emprego em desinfecções da pele, para tratar feridas e queimaduras infecciosos, tratamentos locais de infecção de orofaringe, ouvidos e genitourinárias.

O elemento metenamina é empregado em profilaxias e tratamentos infecciosos simples da condição urinária inferior, de teor crônico ou com recorrência, bem como nos elementos bacteriúrios assintomáticos.

O condicionamento antibacteriano de metenamina, portanto, corresponde ao formaldeído, um elemento bactericida não especificado, tendo liberação lenta pela hidrólise em relação ao ácido.

O cloreto de metiltionínio, por conseguinte, trata-se de um elemento tiazina usado, então, como uma substância antisséptica, nos diagnósticos, para tratar a metemoglobinemia.

Tem emprego para tratar infecção de caráter menor em relação ao sistema urinário, bem como para prevenir composição de pedras de oxalato urinário.

Apresentações do Cystex

  • Cloridrato de acriflavina 15mg;
  • Metenamina 250mg;
  • Cloreto de metiltionínio 20mg;
  • Atropa belladonna L. 15mg.

Efeitos Colaterais do Cystex

O remédio é, portanto, capaz de provocar a redução de micções e transtornos gastrointestinais, bem como diarreia, vômito e náusea.

A medicação também pode provocar ressecamento de mucosas da boca, bem como as seguintes dificuldades:


  • deglutinação;
  • fala;
  • sede;
  • redução da secreção dos brônquios;
  • dilatação das pupilas;
  • ressecamentos da pele;
  • rubores.

Determinados efeitos colaterais são capazes de apresentar semelhanças com substâncias antibióticas betalactâmicas, como o efeito de hipersensibilidade da pele, coceiras, anafilaxias e febre.

É imprescindível informar ao seu especialista o surgimento de reação indesejável pela utilização do remédio. Informar também ao fabricante por meio do serviço de atendimento – SAC.

Contraindicações do Cystex

O Cystex tem contraindicação aos indivíduos que apresentam a hipersensibilidade aos compostos da medicação e em situações de:

  • insuficiência do fígado – porque existe a liberação de amônias em relação ao trato gastrointestinal;
  • glaucoma de ângulo aberto.

O remédio não pode ter utilidade pelo público feminino em período gestacional sem a recomendação de especialistas.

Precaução

Para as mulheres em período gestacional ou lactação, não se aconselha a administração deste remédio, porque podem acontecer ações antiespasmódicas.

Informar ao especialista a incidência da gravidez durante o tratamento é essencial, bem como ao término do tratamento.


Informar ao especialista também caso esteja amamentando.

Para a faixa etária idosa, contudo, não existem relatos de contraindicações ou advertências especiais em relação ao uso do medicamento.

É preciso, porém, que haja o contato com o médico que acompanhe o quadro clínico do paciente para uma maior visibilidade do caso.

É importantíssimo que os exames sejam realizados para verificar a possibilidade do uso do medicamento, sem problemas.

A utilização em indivíduos que apresentam a insuficiência dos rins, entretanto, é preciso ser cautelosa.

Isto porque, caso haja a necessidade, a dosagem deve ter uma redução específica, a critério do médico.

Interação por Medicamentos

A utilização da Atropa belladona L. em companhia de substâncias anticolinérgicas como a atropina e a escopolamina, e determinados remédios em uso para as alergias como os anti-histamínicos, é preciso de cuidado. Isto porque tais remédios, bem como os antidepressivos podem causar uma piora do cenário clínico, provocando:

  • ressecamento da boca;
  • sede;
  • dificuldades na fala e deglutinação;
  • redução de secreção brônquica;
  • rubor;
  • dilatação de pupilas.

Como Usar o Cystex?

A utilização em adultos é indicada de forma a consumir dois comprimidos, 2x por dia, nos períodos em que não há coincidência com a alimentação.

Seguir de forma correta o modo de uso é imprescindível. Em situação de dúvidas sobre o remédio, é importantíssimo procurar a indicação dos especialistas.

Caso os sinais não desapareçam, procurar a recomendação do médico.

O remédio não deve ter abertura, ser partido ou passar por mastigação. Isto porque a medicação acaba perdendo boa parte dos seus compostos quando é dividido.

O organismo apresenta um melhor recebimento do remédio quando deglutido por inteiro.


Consulte o profissional de Medicina e procure estar sempre em dia com os exames periódicos.

O cuidado com a saúde é fundamental para a qualidade de vida. Não se automedique, em hipótese alguma.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.