Coristina D: Bula, Efeitos Colaterais, Contraindicações, Como Usar

Saiba As Principais Informações Sobre a Coristina D, e Tudo o Que Diz Respeito Aos Efeitos Colaterais, Indicações, Contraindicações e Como Usar.

A Coristina D é um medicamento utilizado para conter os sintomas de resfriados e gripes. Trata-se de um remédio que não precisa de receituário médico, mas deve ser utilizado com cautela, sob análise dos efeitos adversos e demais informações.


Coristina D: Quais as Indicações?

Trata-se de um composto que faz a combinação de efeito analgésico e antipirético de ácido acetilsalicílico, junto do efeito antialérgico do maleato de dexclorfeniramina, que tem eficácia contra espirros e coriza.

Além destes, há o cloridrato de fenilefrina, excelente para aliviar as obstruções nasais e tem efeito revigorante de cafeína.

Incluir a cafeína apresenta a funcionalidade de compensar o sono, que pode acontecer junto da substância anti-histamínica. O tempo esperado para o começo do efeito se aproxima de 30min.

Apresentações da Coristina D

Coristina D

Utilização oral, adulta e pediátrica acima de 12 anos

Embalagem com drágeas de 400mg + 1mg + 10mg + 30mg

Substâncias ativas

O maleato de dexclorfeniramina é um antialérgico utilizado para rinite alérgica. O ácido acetilsalicílico tem função antitérmica, analgésica e anti-inflamatória, aliviando febres e dores.

O cloridrato de fenilefrina é um elemento que promove o controle da pressão arterial. Já a cafeína serve para potencializar o efeito das substâncias.

Efeitos Colaterais da Coristina D

Específicas reações adversas da Coristina D podem fazer a inclusão dos seguintes sintomas:

  • sono;
  • urticária;
  • sudorese excessiva;
  • nariz seco;
  • garganta seca;
  • boca seca;
  • dores de cabeça;
  • ansiedade;
  • elevação dos batimentos cardíacos;
  • náusea;
  • tontura;
  • vômito;
  • azia.

Contraindicações da Coristina D

Não faça uso do medicamento se já tiver qualquer tipo de alergia ou reações incomuns a quaisquer compostos do medicamento. Além disso, a contraindicação é para quem tenha:

  • retenção de urina;
  • glaucoma de ângulo fechado;
  • hipertensão grave;
  • patologia do coração;
  • hemofilia;
  • hipertireoidismo;
  • úlcera estomacal;
  • transtorno hemorrágico;
  • úlcera no duodeno com hemorragias.

Não pode ser utilizado com:


  • álcool;
  • substâncias antidepressivas tricíclicas;
  • barbitúricos;
  • depressor do sistema nervoso central.

Há, também, a contraindicação em situações de suspeita ou confirmação da dengue. Deve ter o uso com cuidado em pessoas que apresentem:

  • asma;
  • obstrução do duodeno;
  • aumento de próstata;
  • patologia cardiovascular;
  • obstrução de bexiga;
  • glaucoma;
  • anormalidade na coagulação;
  • diabetes.

Utilização em faixa etária idosa

As substâncias anti-histamínicas podem provocar sedações, vertigens e hipertensão naqueles que apresentam idade superior a 60 anos.

Utilização em faixa etária infantil


Jovens ou crianças não podem utilizar o remédio para sinais de gripe ou catapora antes de consultar um especialista em relação a síndrome de Reye, doença rara e grave que se associa ao uso do remédio.

Como Usar a Coristina D?

Crianças com mais de 12 anos e adultos devem consumir 1 drágea de 4h em 4h, sem exceder o quantitativo de quatro drágeas num prazo de 24h.

Trata-se de um método sintomático e precisa ter o uso somente em momento de duração dos sinais de gripe ou resfriados.

É imprescindível seguir, de forma correta, o modo de uso. Em situações de dúvidas sobre os compostos do medicamento, buscar auxílio de especialistas.

Caso não desapareçam os sinais, consulte o seu médico. Não consuma o remédio aberto, partido ou mastigando.

Orientações Antes do Uso da Coristina D

Antes de fazer o uso do medicamento, é preciso consultar um especialista, caso tenha idade superior a 60 anos, bem como:

  • gravidez;
  • amamentação;
  • asma;
  • obstrução piloroduodenal;
  • úlcera péptica estenosante;
  • patologias ou problemas na coagulação sanguínea;
  • hereditariedade alérgica a substância do ácido acetilsalicílico ou demais elementos.

Em período do tratamento com o medicamento é preciso ter cautela na direção de transportes ou máquinas, porque o remédio é capaz de provocar sono.

Não se pode interromper o tratamento sem que o médico o prescreva. Dosagens e tempo de tratamento precisam ser seguidos à risca.

Coristina D Dá Sono?

Pode ser que alguns de seus compostos promovam a sonolência. De acordo com os estudos realizados com este medicamento, é possível que apresente o efeito colateral do sono.

Portanto, evite a direção de veículos ao fazer a ingestão do medicamento. Ele pode acometer a sua atenção e atividade motora.

O interessante a se fazer para curar a gripe e resfriados de maneira mais rápida, é fazer o consumo de muitos líquidos. Prefira sempre levar consigo uma garrafa de água ou suco natural para ir ingerindo ao longo do dia.

Invista numa alimentação saudável, balanceada, com frutas e verduras que sirvam como complementares no tratamento contra a doença.


Cuidado com a automedicação. Ela pode desencadear problemas gravíssimos à saúde. Pesquise e procure o acompanhamento de especialistas. Só eles poderão prescrever o melhor tratamento para a sua condição.

Além disso, faça os exames periódicos para manter a saúde em dia. Dessa forma, você evitará dores de cabeça, e o seu médico saberá guiar uma forma de sua imunidade estar sempre fortalecida. Saúde sempre em primeiro lugar!

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.