Colesterol Alto: Causas, Informações, Sintomas e Tratamentos

Saiba Como o Colesterol Alto é Causado e Descubra Os Principais Sintomas Desta Condição Patológica. Confira Também As Formas Disponíveis de Tratamento.

O Colesterol Alto é uma condição problemática da saúde que acomete muitas pessoas, atualmente. Isto porque ele é reflexo de uma alimentação inadequada, bem como os hábitos desregulados a exemplo do sedentarismo.


Tudo isso influencia para que este problema tenha ainda mais força no desempenho patológico, prejudicando a saúde do indivíduo.

O Que é Colesterol Alto?

Colesterol Alto

O colesterol é uma categoria de gorduras encontradas no organismo, que tem importância para que haja um bom funcionamento.

Este elemento é parte das estruturas membranas das células do nosso organismo e se presencia nos seguintes órgãos:

  • fígado;
  • músculo;
  • cérebro;
  • intestinos;
  • pele;
  • nervos.

Nosso organismo utiliza este elemento para a produção de hormônios como a vitamina D e:

  • estrogênio;
  • testosterona;
  • cortisol;
  • ácidos biliares que auxiliam a digerir os elementos gordurosos.

Uma média de 70% deste elemento tem produção pelo organismo, na região do fígado, ao passo que demais 30% são destaques em dietas.

Porém, ao fazer o consumo de grandes quantitativos ricos em elementos gordurosos, o órgão do fígado produz uma quantidade maior do colesterol.

Tal produção em adição traz o significado de que irão de um nível normal do colesterol para outro que não seja saudável. Tanto taxas baixas quanto as taxas altas trazem muitos perigos para a saúde.

A Importância do Colesterol

Trata-se de um elemento que circula na região sanguínea e, ao passo que os níveis de colesterol aumentam, cresce também o risco relacionado à saúde. É, portanto, importante que o colesterol passe por testes para que se possa compreender o nível.

Tipos de Colesterol

Em virtude deste elemento se tratar de gorduras, o colesterol não tem dissolução na corrente sanguínea. Por isso, para que haja o transporte do mesmo por meio da circulação de sangue e alcance de tecidos periféricos, o elemento necessita de um “carregador”.

Tal funcionalidade é desencadeada aos elementos lipoproteicos que têm produção na região do fígado.

Colesterol LDL

Esta categoria do colesterol é famosa como o “colesterol ruim”. Trata-se de um elemento lipoproteína que apresenta densidade baixa.

É possível que haja o acúmulo de artérias e coronárias que podem desencadear a composição de placas “aterosclerose”.

Estas tornam mais difícil o fluxo do sangue para os órgão fundamentais como cérebro e coração, em que há o aumento do risco de infartos e AVC.

Colesterol HDL

Esta categoria do colesterol é famosa como “colesterol bom”. Trata-se de lipoproteína de densidade que faz retirada do colesterol de artérias e transporte até a região do fígado excretado.

Pesquisadores acreditam que o HDL atua como um elemento de limpeza, carregando o colesterol LDL para bem distante de artérias e retornando para o órgão do fígado.

Naquele momento tem sua quebra e é passado pelo organismo. O nível saudável do colesterol HDL é capaz de promover a proteção em combate a ataques do coração e AVC.

A categoria HDL não promove a eliminação completa do LDL.

Os valores referenciais do HDL correspondem a:


Baixo

menos que 40mg por dl para mulheres e homens;

Ideal

maior que 40mg por dl.

Colesterol VLDL

O colesterol VLDL corresponde a elementos lipoproteicos de densidade baixíssima. A principal funcionalidade é fazer a entrega dos triglicérides e colesterol para demais regiões teciduais a contar o fígado.

Ao terem a liberação pelo órgão do fígado, os elementos de VLDL são capazes de sofrer diversas transformações na circulação do sangue, promovendo a liberação dos triglicéridos para estoque na região tecidual adiposa ou em uso como fonte energética.

Os elementos moleculares remanescentes dão origem aos elementos lipoproteicos seguintes – o LDL.

Causas do Colesterol Alto

As razões mais comuns do Colesterol Alto correspondem a ingestão excessiva do álcool, bem como:

  • alimentação rica em elementos carboidratos;
  • elementos gordurosos;
  • colesterol alto na família.

Ainda que não apresente sintomas, a patologia é capaz de desencadear consequências gravíssimas como o entupimentos dos vasinhos de sangue e infarto, sendo capaz de desencadear o óbito em algumas situações.


Esta doença é causada também por fatores como:

  • cirrose;
  • diabetes em teor descompensado;
  • hipertiroidismo;
  • hipotiroidismo;
  • porfiria;
  • insuficiência dos rins;
  • utilização de anabolizante.

É relevante fazer o destaque para indivíduos que apresentem história familiar da patologia. Estes precisam atentar-se para a prevenção da patologia, porque as chances de sofrerem as consequências da doença são maiores.

Sintomas do Colesterol Alto

Dentre as possíveis reações sintomáticas desta patologia, podemos citar a elevação dos riscos de patologias do coração e vasos de sangue, bem como:

  • infarto;
  • aterosclerose;
  • pressão alta;
  • insuficiência dos rins.

Contudo, o colesterol desta categoria não revela sinais, tendo o diagnóstico somente por meio dos exames sanguíneos.

Tratamento Para Colesterol Alto

Este tratamento específico tem o envolvimento de modificações de dietas, práticas regulares de exercícios físicos e utilização de remédios para que se baixe o colesterol como:

Em alimentação que baixa o colesterol, é preciso preferir a ingestão de frutas, cereais de teor integral, verduras.

Isto porque a alimentação rica em fibras auxilia a reduzir o quantitativo de gorduras absorvidas na região intestinal.

Ainda, é preciso que se evite a ingestão dos seguintes elementos:

  • bacon;
  • carnes vermelhas;
  • salsinha;
  • margarina;
  • doces;
  • frituras;
  • álcool.

Os medicamentos para que se baixe o colesterol como estatinas, são destacáveis pelos nomes já mencionados, bem como a rosuvastatina.

Devem ter o uso ao passo que a indicação aconteça pelo especialista de Cardiologia, quando apenas a alimentação e prática de atividades não tenham suficiência para a redução dos níveis do colesterol.


A utilização de remédios, nesta situação, é relevante. Isto porque as taxas em elevação do colesterol podem acabar entupindo as artérias, promovendo o aumento dos riscos das patologias cardiovasculares como:

  • AVC;
  • trombose;
  • infarto.

Consulte sempre um especialista e evite automedicações.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.