Cimetidina: Bula, Indicação, Efeitos Colaterais, Como Usar

Conheça Todas As Informações Sobre a Cimetidina. Saiba Como Usar Esta Medicação, As Indicações e Possíveis Efeitos Colaterais Já Relatados.

A Cimetidina é um medicamento responsável pela inibição seletiva das secreções ácidas do estômago. Ele promove a redução da produção da pepsina. Trata-se de uma substância injetável e em comprimidos, com indicação para o tratamento de:


  • úlceras estomacais;
  • úlceras intestinais;
  • prevenção de sangramentos de úlcera;
  • tratamento de demais situações provocadas pelo ácido excessivo no estômago em crianças e adultos.

Por se tratar de um medicamento genérico, possui a mesma nomenclatura do seu princípio ativo. Entretanto, pode ser encontrado também, pelos seguintes nomes comerciais:

  • Tagamet;
  • Ulcenon;
  • Cimetidan.

Cimetidina: Quais as Indicações?

Cimetidina

A Cimetidina tem indicação para tratar as úlceras estomacais e intestinais, para tratar e prevenir sangramentos de úlceras, azias e demais condições provocadas pelo ácido em excesso no estômago. 

Além disso, trata a síndrome do intestino curto, caracterizada pela perda do líquido ou dificuldades em absorvê-los.

O medicamento também pode ser consumido em período anterior a anestesia geral, para a redução de ações secundárias desta anestesia como enjoo ou náuseas.

Apresentações de Cimetidina

  • drágea; embalagem com 10 a 16 drágeas compostas por 200 mg a 400 mg;

Utilização oral, adulta e pediátrica maior que um ano.

  • solução injetável de 150 mg por ml; embalagem com 6 a 120 ampolas de 2ml.

Efeitos Colaterais de Cimetidina

As principais reações adversas do elemento fazem a inclusão de:

  • dores de cabeça;
  • diarreia;
  • tontura;
  • fadiga;
  • dor nos músculos;
  • reação alérgica;
  • depressão
  • alucinação;
  • tristeza;
  • confusões mentais;
  • arritmia cardíaca;
  • inflamação de fígado;
  • elevação mamária;
  • impotência sexual.

Contraindicações de Cimetidina

Este elemento tem contraindicação em públicos alérgicos a substâncias da composição e naqueles que façam uso do medicamento Dofetilida, que tem indicação para tratamento da arritmia do coração.

A substância não deve ter uso em período gestacional ou de lactação, sem que um médico seja consultado.

A medicação tem absorção rápida. O elemento consegue passar para o leite e também consegue atravessar placentas. O metabolismo acontece na região do fígado e apresenta uma meia vida de 2h no público adulto normal.


Para o público pediátrico, o tempo corresponde a 1h até 4h, visto que em bebês o tempo varia de 3h a 6h. Há a excreção em conjunto a urina, em que 48% dos medicamentos saem sem modificações.

Orientações Antes de Fazer Uso de Cimetidina

A substância revela uma diversa interação medicamentosa. Este elemento é capaz de interagir com:

  • substâncias antidepressivas;
  • substâncias anti-arrítmicas;
  • substâncias bloqueadoras do canal de cálcio;
  • substâncias como o metoprolol, propranolol, diazepam;
  • substâncias sulfoniluréias.

Pode reduzir a ação medicamentosa dos seguintes elementos:

Como Usar a Cimetidina?

De modo geral, para os adultos, a dosagem indicada tem variação entre 200 a 400mg, com administração duas a quatro vezes ao dia conforme a recomendação do médico.


Para crianças, a dosagem indicada tem variação entre 25 a 30mg a cada 1kg do peso do paciente infantil, com administração em dosagens com divisão ao longo do dia, conforme a indicação do especialista.

Úlcera Gástrica Benigna

Para estes pacientes, a recomendação é uma dosagem única composta por 800 mg, logo que for dormir. De maneira alternativa, a dosagem usual corresponde a 400 mg, 2x por dia, uma ao tomar café na parte matutina e outra ao se deitar, na parte noturna do dia.

Outras situações da posologia com eficácia correspondem a 200 mg, 3x por dia, junto das refeições e 400 mg, ao ir dormir.

Intravenoso

A agulha precisa ter o posicionamento de forma perpendicular à pele, com introdução profunda na região muscular. É preciso evitar as regiões de tecido adiposo em abundância. Isto porque o remédio não pode ter a aplicação na área subcutânea.

Depois da introdução da agulha, a obrigatoriedade é fazer a aspiração de êmbolos, para que se certifique de que não ocorreu perfurações de vasos de sangue.

Se tiver aspiração do sangue ou em caso de acontecer dores intensas, fazer a interrupção de forma imediata da aplicação. Esta deve acontecer de forma lenta.

Cimetidina é Bom Para Gastrite?

A gastrite é caracterizada pela inflamação estomacal que deve ter tratamento de forma rápida, a fim de que se evitem possíveis condições complicadas, como úlceras e câncer.

Ainda que o tratamento, de forma normal, seja facilitado, é imprescindível que se descubra quais as razões para que se evite o aparecimento da condição, causando sinais desagradáveis.

Os medicamentos para a gastrite auxiliam na proteção do revestimento estomacal e, portanto, reduzem os sinais da gastrite como:

  • dores;
  • má digestão;
  • azia;
  • queimação.

Isto porque a substância é capaz de criar uma barreira de proteção ou reduzir a produção do ácido gástrico. Estes medicamentos que fazem a redução do quantitativo de ácido, promovem o bloqueamento da função celular estomacal que faz a produção de ácido, com a redução do quantitativo estomacal.

Cimetidina é Antibiótico?

Não. Este medicamento tem indicação para tratar os transtornos do trato gastrintestinal superior pelos quais há a eliminação de secreção do ácido, remissões e ainda previnem a recorrência, aliviando os sintomas.


Contudo, ao passo que a utilização deste remédio não apresente a solução do problema que envolve a saúde do estômago, há a necessidade de fazer uso de substâncias antibióticas.

Atente-se a automedicação: ela pode ser extremamente prejudicial e desencadear problemas ainda maiores ao paciente. Faça exames periódicos e consulte, sempre, um médico.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.