Ceftriaxona: Para Que Serve, Como Usar e Contraindicações

Ceftriaxona é um medicamento que combate infecções ocasionadas por micro-organismos, que ataca o organismo dos seres humanos de variadas maneiras.

Indicação do Medicamento

Este medicamento tem como objetivo tratar e combater infecções que são causadas por agentes nocivos, como:


  • Meningite;
  • Sepse;
  • Infecções intra-abdominais (peritonites, infecções do trato gastrintestinal e biliar);
  • Borreliose de Lyme disseminada (estágios iniciais e avançados da doença);
  • Infecções em pacientes imunocomprometidos;
  • Infecções ósseas, articulares, tecidos moles, pele e feridas;
  • Infecções do trato respiratório, particularmente pneumonia e infecções otorrinolaringológicas;
  • Infecções renais e do trato urinário;
  • Infecções genitais, inclusive gonorreia;
  • Profilaxia de infecções em geral.

Apresentação e Composição

Ceftriaxona

O medicamento é para uso adulto e pediátrico, de maneira injetável. Cada embalagem vem com 50 ampolas.

Cada ampola-frasco do medicamento contém 1,19 g de Ceftriaxona. Além do veículo água para injetáveis na quantidade de 10 ml e a cada g, 83 mg de sódio.

Como é Usado o Medicamento?

Ceftriaxona pode ser usado com aplicação intramuscular. O profissional responsável pela injeção deve dissolver o medicamento na proporção de 500 mg do remédio + 3.5 ml de solução de lidocaína a 1%.

A injeção deve ser aplicada de maneira profunda, na região dos glúteos ou em outros músculos de grande volume.

Não se recomenda a injetar no paciente doses superiores a 1 g ao dia da Medicação.

Além disso, indica-se como diluente para a medicação, algum composto que contenha lidocaína em sua formulação, para reduzir a dor do paciente. O medicamento jamais deve ser aplicado por vias venosas, pois pode levar o paciente, até mesmo, a óbito.

A medicação também pode ser usada por procedimento de infusão contínua. Nesse caso, a infusão deve ser feita por mais de 30 minutos, para a substância ativa agir no organismo do paciente.

Recomenda-se, para a infusão intravenosa, 2 g de Ceftriaxona dissolvidas em 40 ml das seguintes opções de soluções livres de cálcio: cloreto de sódio 0,45% + dextrose 2,5%, cloreto de sódio 0,9%, dextrose 10%, dextrose 5%, amino-hidroxi-etil 6% – 10%, dextram 6% em dextrose 5% ou água para injetáveis.

Não se deve fazer infusão concomitante com outros medicamentos com ação antimicrobianas, pois pode causar desconfortos ao paciente e redução da eficácia da medicação principal.

Contraindicações Para Maiores de 12 anos

Como qualquer outra medicação Ceftriaxona pode ser contraindicada em algumas situações. Algumas delas são:

  • Casos de hipersensibilidade a substância ou aos componentes da formulação;
  • Pessoas com história de reações de sensibilidade à penicilina ou outros medicamentos com agentes betalactâmicos;
  • Hipersensibilidade à lidocaína;
  • Hipersensibilidade à injetáveis em geral.

Contraindicações a Bebês Prematuros

Não se recomenda a aplicação do medicamento a bebês prematuros, nascidos com menos de 41 semanas de gestação.


Contraindicações a Recém-Nascidos

Não está indicado o uso desta medicação para recém-nascidos com hiperbilirrubinemia (uma doença que aparece logo depois de alguns dias de vida da criança e que causa acúmulo de bilirrubina no sangue, fazendo com que a pele se torne amarelada)

Contraindicações Para Bebês e Crianças

Bebês recém-nascidos e crianças devem ser tratadas com a medicação com supervisão médica. Não se indica a infusão concomitantemente com agentes que contenham cálcio

Quantidades Indicadas Para a Aplicação

  • Adultos e crianças acima de 12 anos: a dose recomendada é de 1 a 2 g do medicamento a cada 24 horas;
  • Casos graves ou infecções generalizadas, com supervisão de um médico, a dose pode ser aumentada para 4 g ao dia;
  • Bebês com menos de 14 dias de vida recomenda-se apenas uma dose única do medicamento, de, no máximo, 50 mg/kg;
  • Grávidas e Lactentes: a dose indicada é de 80 mg/kg ao dia;
  • Crianças com mais de 50 kg recomenda-se a mesma dose diária usada em adultos.
  • Pessoas idosas: caso o paciente não possua problemas de saúde em geral, a dose indicada pode ser igual a usada em adultos

Efeitos Colaterais da Ceftriaxona

Como qualquer medicação, a substância pode causar efeitos colaterais, de leves a graves. Entre os principais observados estão:

  • Reações comuns (ocorrem em > 1/100 e < 1/10)

Leucopenia (alterações nas plaquetas do sangue), eosinofilia (alterações nas plaquetas do sangue), diarreia, trombocitopenia (alterações nas plaquetas do sangue), fezes amolecidas, erupção cutânea e aumento das enzimas hepáticas.

  • Reações incomuns (ocorrem em > 1/1.000 e < 1/100)

Granulocitopenia (alterações nas plaquetas do sangue), infecção fúngica no trato genital anemia, cefaleia e dores de cabeça, coagulopatia (problemas na coagulação do sangue), tonturas,  vômito, náuseas, enjoos, flebite, prurido,  febre, dor no local da administração da medicação  e aumento da creatinina sérica.

  • Reações raras (ocorrem em > 1/10.000 e < 1/1.000)

Broncoespasmo, Colite pseudomembranosa urticária (alergia nas mucosas dos pulmões), glicosúria, hematúria, calafrios, edema,

  • Reações incomuns (não há relatos exatos): problemas gastrintestinais, glossite, pancreatite e estomatite.

Outros efeitos colaterais raros:

Cálcica na vesícula biliar (litíase biliar), resistência do organismo à ação icterícia da medicação, oligúria (redução da quantidade de urina), kernicterus (complicações em recém-nascidos com icterícia), anafilactoides (reações semelhantes às anafiláticas) e reações anafiláticas.


Pode ocorrer ainda flebite, principalmente nos membros inferiores (pernas) no caso da administração intravenosa da medicação. Para minimizar esse efeito, recomenda-se a administração lenta da solução, entre 2 a 4 minutos.

Outras reações:

  • Interação com cálcio;
  • Problemas cutâneos;
  • Alterações no sistema nervoso;
  • Convulsão;
  • Perturbação Mental;
  • Confusão mental;
  • Infecções em geral.

Como Proceder em Casos de Superdosagem

Dificilmente ocorrem casos de superdosagem com a Ceftriaxona, pois seu uso se restringe a hospitais e estabelecimentos de saúde.

Caso o profissional de saúde aplique, acidentalmente, doses maiores da medicação no paciente, medidas de suporte podem atenuar o problema, como o uso de diuréticos potentes, filtragem do sangue e uso de laxantes.

Caso o paciente use em sua casa a medicação, leve-o imediatamente para o serviço de atendimento médico mais próximo, portanto, se possível a embalagem do medicamento.

Se o deslocamento do paciente não for possível, ligar para o número 192 (SAMU) – atendimento 24 horas e ligação gratuita para todos os tipos de telefone. Uma equipe irá se deslocar até onde se encontra o paciente que usou de superdosagem.


Como Adquirir a Ceftriaxona

Por se tratar de um medicamento com agentes antibióticos, o remédio só pode ser adquirido em farmácias ou drogarias com a apresentação e a retenção da receita médica.

Além disso, não é recomendado fazer o uso da medicação sem a prescrição de um médico, pois a automedicação pode lhe causar males e colocar a sua saúde em risco!

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.