Anorexia: O Que é, Causas, Sintomas e Tratamento

Confira Todas as Informações Sobre a Anorexia. Veja as Causas, Sintomas e Opções de Tratamento Para Esta Condição que Acomete a Saúde!

A anorexia nervosa caracteriza-se como um tipo de transtorno da alimentação, capaz de distorcer a autoimagem, pela intensidade do receio de ganhar peso e pelas preocupações de forma excessiva com o peso.


O Que é Anorexia?

Anorexia

O indivíduo que apresenta anorexia nervosa, caracteriza-se normal de forma mental, com exceção em relação a vista que alimenta-se de si, com manifesto de distorção, fazendo-o, portanto, enxergar-se feio e gordo, ainda que apresente um peso menor do que a média.

Esse transtorno faz com que a pessoa altere de forma drástica o hábito em relação a alimentação e recorrência a demais recursos para o emagrecimento cada vez maior.

Para isso, o indivíduo faz jejuns, causa vômito, faz atividades físicas de modo exagerado, consume substâncias diuréticas e laxantes.

Isto porque busca a beleza como um padrão, alimentado pelo sistema da economia que faz a eleição de tipos de consumo do organismo caracterizado esbelto.

Existem duas categorias da anorexia. Uma delas é capaz de envolver a dieta da alimentação e a binge, pela qual o indivíduo faz a ingestão dos alimentos até que não possa aguentar mais, causando o vômito.

Por vezes, isto acontece de forma natural, em razão do excesso de quantidade em consumo. Em determinadas situações mais dramáticas, a região estomacal tem seu rompimento de tanto que a pessoa come.

A doença, portanto, revela sinais que possibilitam a contribuição para o diagnóstico.

A pessoa, de modo geral, faz a apresentação do peso em 85% menor que o nível normal, com prática de exercícios de forma compulsiva.

Além disso, há a negação de que existe um problema. O público feminino fica, no mínimo, três meses sem a menstruação, porque o sistema de reprodução é capaz de sofrer prejuízos sérios, existindo a diminuição de libido, bem como:

  • depressão;
  • deficiência de crescimento;
  • formação ruim da região esquelética;
  • danos renais;
  • danos no intestino;
  • tendência suicida;
  • problema de circulação sanguínea;
  • anemia profunda;
  • secura nos lábios;
  • osteoporose;
  • dores na cabeça.

Causas da Anorexia

Esta patologia de caráter nervoso não apresenta uma causa determinada. Por vezes, acontece em indivíduos que se caracterizam da seguinte forma:

  • inflexíveis;
  • perfeccionistas;
  • ansiosos;
  • depressivos;
  • postura obsessiva;
  • tendência a suicídio.

Porém, o desenvolvimento deste distúrbio alimentar pode ter associação a vários aspectos, bem como, portanto, as questões de:

  • imposição de padrão estético que prezam pelo corpo magro;
  • predisposições genéticas;
  • TOC – transtorno obsessivo compulsivo;
  • abusos ao longo da infância.

Sintomas da Anorexia

Uma das características principais da doença de caráter nervoso é o emagrecimento exagerado que acontece nestes públicos.

Em determinadas situações, é possível que alcancem a desnutrição de teor severo e o desenvolvimento de transtorno psiquiátrico e alimentar, como a patologia bulímica.

Os anoréxicos revelam uma perda de peso muito célere, portanto, e com acentuação. Neste caso, a alimentação é pouca, e eles evitam consumir refeições em companhia de outros indivíduos.


São pessoas extremamente magras, porém têm medo de ganhar peso, além da visão com distorção da autoimagem. São capazes de enxergar-se gordos, ainda que estejam magros e com a recusa de assumir o extremo emagrecimento.

É extremamente comum que estes indivíduos pratiquem atividades físicas, e podem, ainda, prosseguir utilizando medicações diuréticas e laxantes.


Ao público feminino, que têm maiores prejuízos pela anorexia nervosa, acima de tudo em período da juventude, é possível que exista a falta da menstruação em diversos ciclos.

Além disso, reduz-se a libido e acontece a perda de alguns detalhes femininos no organismo.

Em relação ao público masculino, a doença é capaz de provocar disfunções eréteis e atrasos em relação a reprodução.

Sintomas da Anorexia Nervosa

  • preocupações excessivas com a alimentação;
  • perda do peso com acentuação;
  • falta de apetite;
  • restrições com severidade no consumo da alimentação;
  • medo intenso de ganhar peso;
  • utilização de truques para gerar a impressão de que já se consumiu ou esvaziou o prato;
  • diminuição da libido;
  • falta de menstruação;
  • exercício exagerado, observando o formato físico;
  • evita-se consumir alimentos frente a demais indivíduos.

Tratamento Para Anorexia

Este tipo de tratamento caracteriza-se pela multidisciplinaridade. Isto porque promove o envolvimento de equipe com psicólogo, médico e profissional de nutrição.

O intuito é realizar a recuperação dos quilos que se perderam em ritmo de seguração, para que exista o restabelecimento da saúde.

A psicoterapia, em seguida, atua em relação a identidade e o formato de visualizar a própria silhueta, bem como em relação a alimentação.

Por diversas vezes, portanto, o especialista faz a prescrição de remédio para o reequilíbrio da bioquímica do cérebro.

Em situações de maior gravidade, com a perda maior que 25% do peso, é necessário, então, que o paciente fique internado.

Este tratamento também faz a inclusão do aumento do peso por meio de alimentação de caráter hipercalórico, com orientação pelo nutricionista que atua recuperando o peso e com o manejo do peso coerente.

Além disso, há a psicoterapia com realização de psicólogo, apoio social familiar e psicoterapeuta ao longo do procedimento. Todos devem estar presentes, de forma principal, nas recaídas possíveis.

Remédios

Os remédios que tratam o transtorno, portanto, atuam no controle e tratamento da ansiedade, atitude de compulsividade e depressão.

Isto porque não existem medicações determinadas para o tratamento, em questão.

Porém, uma vez que os remédios de psiquiatria possam causar elevação do peso ou aumento do apetite, diversos indivíduos acabam não tomando os medicamentos, dificultando a cura da condição.

A atitude de psicoterapia, então, conhecida como terapia cognitivo comportamental e as terapias da família promovem o desempenho de um papel fundamental para que se trate a condição.

As medicações mais utilizadas para este tratamento para anoréxicos correspondem a:


Caso não haja um tratamento específico, portanto, a condição pode provocar uma:

  • redução da massa dos ossos e dos músculos;
  • desmineralizando os dentes;
  • retardo do crescimento;
  • prisão de ventre de caráter grave;
  • perda de gorduras totais do corpo;
  • desnutrição extrema;
  • óbito.

Por mais que você se sinta bem, faça um Check-up  uma vez por ano.  Exames regulares ajudam seu médico acompanhar sua saúde e identificar alguma ameaça de doença, colocando você no caminho do tratamento.

IMPORTANTE: Esse conteúdo é apenas para fins educacionais e não substitui de forma alguma a orientação de um médico. Consulte sempre um médico.